Sabores da Tia Val

Sabores da Tia Val
Encomendas pelo Direct do lnstagram

segunda-feira, junho 14, 2021

Funase completa 55 anos com caravana de educação profissional para a juventude

 

A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) de Pernambuco, completa 55 anos nesta segunda-feira (14). Para marcar a data, que não terá solenidades presenciais em decorrência da pandemia, a instituição vai promover a Caravana Juventude em Movimento, ação com três cursos simultâneos que terá o objetivo de estimular a capacitação de adolescentes e jovens em reinserção social após a prática de atos infracionais. A atividade contará com turmas reduzidas e manutenção do distanciamento social, conforme o Plano de Convivência com a Covid-19.

A iniciativa vai acontecer no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Caruaru, no Agreste, e terá como público-alvo 46 socioeducandos. Eles participarão de aulas de “Introdução ao Reparo de Computadores”, “Introdução à Automação Eletroeletrônica” e “Corte de Cabelo Masculino”, temas que, por estarem inseridos em serviços considerados essenciais, têm boa trabalhabilidade, mesmo em tempos de pandemia. A Caravana Juventude em Movimento será promovida pela equipe do Eixo Profissionalização, Esporte, Cultura e Lazer da Funase. O Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) é responsável pela certificação dos cursos.

“Nada melhor do que marcar esse dia com uma grande ação voltada à profissionalização desses jovens. Recentemente, em parceria com o Ministério Público do Trabalho, inauguramos o Parque Profissionalizante Professor Paulo Freire, um espaço único no Brasil e exclusivo para a educação profissional do público do sistema socioeducativo. Essa é a face da instituição que chega aos 55 anos hoje, inserida em um cenário de muitos desafios ainda, mas, sem dúvida, diferente daquela que muita gente conheceu pelas problemáticas que se colocavam”, avalia o secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Sileno Guedes.

Ao longo do mês de junho, outras ações marcarão as cinco décadas e meia de existência da Funase, como a publicação de uma revista digital, que reunirá relatos, fotos antigas e reflexões sobre avanços e desafios do sistema socioeducativo. Um logotipo comemorativo também passará a aparecer em documentos oficiais, no site e nas redes sociais. “Estamos buscando viver esse momento de forma coletiva, transparente e autocrítica, valorizando as várias formas de experiência que servidores, jovens e outras pessoas têm da nossa instituição”, explica a presidente da Funase, Nadja Alencar, que é servidora da fundação desde 1988.

HISTÓRIA – A Funase foi criada em 1966, como Fundação do Bem-Estar do Menor (Febem) e com trabalho voltado a adolescentes apreendidos após a prática de atos infracionais e a crianças e adolescentes em situação de abandono. Após a promulgação do Estatuto da Criança e do Adolescente, em 1990, seu paradigma de atuação mudou e sua denominação passou a ser Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac). Em 2008, quando já havia as primeiras diretrizes do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), a instituição passou a se chamar Funase e deixou de atender a área protetiva, focando na execução das medidas socioeducativas de internação e de semiliberdade, além do atendimento inicial e da internação provisória. Hoje, a fundação tem 23 unidades e atende 819 adolescentes e jovens em espaços sem superlotação, uma conquista histórica alcançada em 2019.

lmprensa Funase PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário