terça-feira, 18 de junho de 2024

Boa noite 🌙

2ª Edição do Prêmio "Homens que Transformam Pernambuco"


A aguardada segunda edição do Prêmio "Homens que Transformam Pernambuco" está prestes a acontecer, prometendo ser um evento inspirador e memorável. Este prêmio prestigia homens que, por meio de suas atividades profissionais, geram impactos positivos e significativos na sociedade. É uma celebração das realizações excepcionais que deixam uma marca indelével em nossa comunidade.

Organizado pela renomada professora, pedagoga e escritora Sâmia Veras, reconhecida por seu comprometimento com causas sociais e pela promoção de iniciativas que valorizam o papel transformador dos indivíduos na sociedade, o evento reunirá líderes e influenciadores de diversos setores. Sâmia, idealizadora do Prêmio Mulheres Pérolas Negras, que está em sua 4ª edição e foi entregue este ano na Câmara dos Vereadores do Recife, é uma referência no combate à gordofobia (preconceito contra pessoas gordas) e idealizadora do Projeto As Mil Faces de Uma Plus. Com vasta experiência em sala de aula e gestão escolar, ela também é produtora cultural e autora de seis livros infantis publicados pela Editora Construir, com o sexto título previsto para lançamento em julho. Em 2019, Sâmia recebeu um voto de aplauso da Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE).

Em 2022, Sâmia Veras apresentou um projeto de enfrentamento e combate à gordofobia no âmbito escolar, resultando na Lei Sâmia Veras n° 17781 de 10 de maio de 2022, que altera a Lei do Bullying. Esta legislação exige que as escolas do estado de Pernambuco diagnostiquem, tratem e implementem projetos internos que promovam o respeito às pessoas gordas.

"A ideia do prêmio é mostrar para a sociedade que existem homens que, através de suas ações, fazem a diferença e inspiram outros a seguir o mesmo caminho," afirma Sâmia Veras. "Queremos dar visibilidade a essas histórias e, com isso, incentivar mais ações positivas que contribuam para um Pernambuco melhor."

O evento será realizado no Auditório Fernando Mendes, localizado dentro da Livraria Jaqueira, no Recife Antigo, em Recife/PE, e acontecerá das 17h às 20h. Durante a cerimônia, os homenageados serão reconhecidos por suas contribuições em áreas como educação, saúde, empreendedorismo, meio ambiente, entre outras. Além disso, o evento contará com a presença de diversas personalidades influentes que apoiarão e celebrarão os premiados.

A organização espera que o prêmio não apenas reconheça as realizações dos homenageados, mas também inspire outras pessoas a se engajarem em ações que promovam mudanças positivas na sociedade. Esta é uma oportunidade única para destacar e celebrar aqueles que dedicam suas vidas a fazer a diferença.

Abaixo, seguem alguns dos 40 homenageados de 2024:

1 - Rodrigo de Luna - Jornalista, Repórter da TV Guararapes / Record;

2 - Sérgio Dionísio - Jornalista, Apresentador da TV Nova Nordeste;

3 - Ednaldo Silva - Psicólogo; Me. Em Educação; Especialista: Educação Permanente em Saúde, Direitos Humanos, Terapia Cognitivo-Comportamental, Informática em Saúde. Professor e Pesquisador;

4 - Alexandre de Sales Tavares - Engenheiro Elétrico e Especialista com mais de 24 anos de experiência no setor marítimo;

5 - Marcus Duarte - Natural de Vitória de Santo Antão. Advogado , Teólogo , Master Coach, Palestrante e Treinador Comportamental com foco em Produtividade E Liderança;

6 - Eduardo Costa - Advogado contratualista, consultor de empresas, sócio do escritório Canto de Lima Advocacia, empresário, diretor executivo da Editora Império;

7 - Phelipe Cavalcante Belo - Jornalista premiado e estrategista em Marketing com MBA's. Apresentador, Repórter e Professor de Rádio e TV (Senac). Liderou equipes de Rádio e TV. Gestor de Comunicação e Marketing na Fundação Altino Ventura - FAV;

8 - Alexandro Bonifácio - Eletricista de Cinema e Vídeo, jornalista e fundador da página de comunicação TV Pau Amarelo. Participou de diversos projetos audiovisuais e programas televisivos, como "Mais Você" da TV Globo e novelas;

9 - Igor Alves - Embaixador da cultura lírica do sertão do estado de Pernambuco;

10 - Thony Vaqueiro - Cantor, compositor, comunicador, cordenador do IVAG e do BDR, empresário há 24 anos, através da cultura popular vem transmitido informações e conhecimentos para aqueles que ainda não tem oportunidade;

11 - João Neto - Mentor de Homens. Criador do método HOMENS AUTÊNTICOS. Psicanalista e Coach;

12 - José Ronaldo de Lima - Professor, pesquisador e palestrante. Especialista em Metodologia do Ensino da Matemática; Docência do Ensino da Biologia; Neuropsicopegagogia; Educação de Jovens e Adultos; Educação Especial; e Tecnologia da Informação e Inovação;


13 - Dr. Luiz Carlos Diniz - Administrador, empresa preceptor e supervisor do CICA tribunal de justiça, Filósofo, teólogo, Psicanalista Perito Forense, capelão e palestrante;

14 - Mário Ferreira - Especialista em Psicopedagogia, graduado em Relações Públicas;

15 - Ronaldo Miguel da Hora - Especialista em Literatura Brasileira e em Análise do Discurso e Semiótica, Mestre em Ciências da Educação, Doutorando em Ciências da Educação. É revisor técnico e ortográfico de trabalhos acadêmicos e artigos científicos e professor de Língua Portuguesa na Escola de Aprendizes-Marinheiros de Pernambuco - Marinha do Brasil, desde 2004, onde é o Coordenador da disciplina, desde 2009;

16 - Professor Jean Diniz - Prof. de Saúde e Meio Ambiente; Ambientalista;Fisioterapeuta, formado em Med. Osteopática;Ex Diretor de Meio Ambiente;Embaixador do ILZB (Intern.); Presidente da ACBO/PE; Ouvidor ABCCRIM;

17 - Dr. Ivan Márcio Moreira Alves - Sócio fundador do escritório Moreira Alves, Ex-coordenador na Vara da Infância e Juventude, é advogado dativo na Justiça Federal e Diretor Jurídico do IMMCAS;

18 - Júlio Woolley - Economista e Palestrante, pós-graduado em Mercado Financeiro pela PUCRS, Com extensão em Planejamento Financeiro pela UCLA – Los Angeles (USA). Consultor Financeiro Pessoal e Empresarial certificado pela Empreender Dinheiro;

19 - Dr. Júlio Ribeiro - Administrador e professor da Universidade Federal de Pernambuco, Conselheiro do Conselho Regional de Administração em PE;

20 - Di Farias - Pintor e escultor, tem 6 mil obras em 52 paises e 33 prémios entre eles a medalha de honra ao mérito e medalha de ouro mestre no salão de arte de Londres;

21 - Tarcísio Neves - Advogado. Pós-Graduado em Direito Civil e Empresarial - UFPE ; Pós-Graduado em Direito Tributário - IBET e Mestrando - Universidade Católica de Brasília;


22 - Felipe Nascimento - Vereador da Cidade de Olinda;


23 - Mário Filho - Advogado, Secretário de Desenvolvimento Econômico de Gameleira - PE;

24 - Edson Lancelone - Professor,Representante Comercial, Superintendente da ACT BRASIL, Articulador Político;

25 - Nonô Germano - Cantor da Cultura Polpular Pernambucana;

Dentre outros nomes.

Inauguração da Galeria Raiz enaltece a arte com a exposição “Identidades”


Com uma nova proposta para o cenário artístico recifense, a Galeria Raiz será inaugurada na próxima quinta-feira, 20 de junho, às 17h50, na Rua da Moeda, 71, Recife Antigo, com a exposição coletiva “Identidades”. A mostra é uma celebração da diversidade e autenticidade dos artistas que compõem o coletivo, cada um trazendo à tona suas raízes, pesquisas e conceitos únicos.
Fruto da inquietação de um coletivo de artistas, a Galeria Raiz não é apenas um espaço expositivo, mas um ponto de encontro da economia criativa e de convivência para todos os amantes das artes visuais. Seu propósito é oferecer um ambiente acolhedor e inspirador, onde a arte e a comunidade se entrelaçam.

Em "Identidades", o público poderá apreciar obras contemporâneas que capturam a essência de uma cultura expressa através de diversas técnicas e estilos. “Nós estamos trazendo a novidade de obras novas, contemporâneas, com a identidade própria. Esse é o título da exposição, porque são várias identidades, onde cada um apresenta o seu projeto visual, e a gente pretende dar continuidade e promover diversos eventos na área de arte, explica Zélito Passavante, artista plástico e coordenador da Galeria Raiz.

Dentro de uma proposta de colaboração e parceria, o espaço é gerido pelos próprios artistas, conforme destaca Passavante: “Somos um conjunto de artistas visuais – hoje em 29 pessoas – que não apenas estamos expondo em uma galeria nova, mas em uma galeria coletiva e colaborativa, que é de todos nós”.
A inauguração contará com a presença de todos os artistas expositores, que estarão disponíveis para conversar sobre seus trabalhos e processos criativos. Além da mostra, haverá apresentação de rabeca, com Ceça Nunes, e voz e violão com Airton Brisa. A playlist dos intervalos fica a cargo do artista Jenner Albuquerque.

Ainda sobre o conceito da galeria, o artista plástico e vice coordenador do espaço, Clériston, fala do ineditismo da proposta: “A Galeria Raiz vai ser um pouco diferente do que se entende por galeria. Teremos um ateliê coletivo permanente, oferecemos oficinas... Então além de ver as obras expostas, os visitantes poderão ver a vida pulsante dos artistas de Pernambuco acontecendo". O espaço estará aberto para visitações de quarta a domingo, das 10h às 17h50.

Serviço:
O que: Inauguração da Galeria Raiz
Quando: 20 de junho, quinta-feira, às 17h50
Onde: Rua da Moeda, 71, Recife Antigo


Federação PSOL/Rede Recife define data da sua convenção para o dia 20 de julho


A Federação PSOL/Rede definiu, em reunião realizada na noite da última segunda-feira (17), que a convenção para homologação da candidatura à prefeitura do Recife será realizada no dia 20 de julho. A atividade acontecerá na Casa Marielle Franco, às 14h, com a realização de um ato político na sequência. Além da data da convenção, a Federação PSOL/Rede aprovou, também, uma resolução em que defende a pré-candidatura da deputada estadual Dani Portela à prefeitura da capital como a opção verdadeiramente à esquerda neste processo eleitoral.
O documento aprovado pela Federação afirma que o palanque ampliado que vem sendo construído pelo atual prefeito representa as velhas práticas da política, incorporando adesões de siglas como União Brasil, representante da Direita, na concepção do seu novo projeto de governo. “Esse é um discurso velho, apesar da alardeada juventude do prefeito atual. O Recife é uma das cidades mais ameaçadas pelas mudanças climáticas em todo o mundo. As vidas perdidas durante as chuvas em 2022 são um reflexo do despreparo da cidade para lidar com as mudanças climáticas e um marcante racismo ambiental, aprofundado pela ausência de políticas de habitação. O PSB vem governando o Recife há 12 anos e não se observa uma mudança real, uma mudança estrutural da perspectiva de uma cidade inclusiva. Nós, da Federação PSOL/Rede, propomos essa mudança de forma efetiva”, pontua a resolução. Além disso, o documento defende que a postulação represente um enfrentamento real ao bolsonarismo.  
Para a presidenta da Federação Municipal PSOL/Rede, Luiza Carolina, a disputa pelo Recife deve se dar com o compromisso com a redução das desigualdades. “Não podemos mais aceitar viver em uma cidade onde parte da população ainda resida em palafitas, onde a população em situação de rua siga em crescimento, sem uma política pública efetiva para a resolução da sua situação e onde a fome siga sendo uma realidade para milhares de pessoas. Precisamos de uma cidade na qual a qualidade de vida seja o foco, e que cada pessoa tenha seus direitos respeitados e garantidos, com o fortalecimento dos serviços públicos e com uma mobilidade que atenda às necessidades sobretudo da classe trabalhadora, de modo que o transporte público não aprofunde ainda mais as desigualdades, sobretudo com as mulheres negras e periféricas”, afirma.

Sudene integra comitê de governança da Política Nacional de Desenvolvimento Regional


Brasília (DF) – A necessidade da redução das desigualdades intrarregionais foi um dos temas abordados na 1ª reunião do Comitê-Executi vo da Câmara de Políticas de Integração Nacional e Desenvolvimento Regional. Esta é a instância de governança da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), apresentada durante a reunião de hoje (18), no Ministério da Integração e do Desenvolvimento regional, com a participação do ministro Waldez Góes. 

O objetivo da reunião foi instalar o comitê, que conta com a participação de mais de 20 ministérios, bancos de fomento e consórcios regionais. No encontro, também foi apresentado o Programa Cidades Intermediadoras; aprovadas as novas áreas especiais da PNDR, como o Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF), e discutido o Pacto de Metas e Relatório de Monitoramento da PNDR.  

O superintendente da Sudene, Danilo Cabral, durante o encontro, destacou a importância da interiorização do desenvolvimento, a partir dos eixos do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste, que é derivado da PNDR. Segundo ele, os indicadores socioeconômicos do Nordeste indicam o potencial de desenvolvimento das chamadas regiões intermediárias e imediatas. 

“Nossa área de atuação tem 52 regiões priorizadas a partir dessa lógica, de que o desenvolvimento delas transborda para o conjunto de municípios vizinhos. A política de financiamento que adotamos coloca essas áreas como estratégicas e prioritárias para quem quer se estabelecer na região”, afirmou Danilo Cabral. 

A PNDR foi instituída pelo decreto nº 11.962, de março deste ano, com a finalidade é reduzir as desigualdades econômicas e sociais, intrarregionais e inter-regionais, por meio da criação de oportunidades de desenvolvimento que resultem em crescimento econômico sustentável, geração de renda e melhoria da qualidade de vida da população.

Andreza Romero coordena ação de resgate de animal, após denúncia de maus-tratos


Após denúncias de maus-tratos através da Central Animal, um cachorro foi resgatado de uma residência, nesta quarta-feira (18), no bairro Alto Santa Terezinha, na Zona Norte do Recife. A ação foi coordenada pela vereadora Andreza Romero (PSB). 

Para Andreza, é preciso seguir na luta em prol da vida animal. “O cachorro segue para um lar temporário, e no local, vai receber todo o tratamento adequado. Quando ele estiver completamente saudável, será encaminhado para adoção”, informa a vereadora. 

O animal, um vira-lata, vivia acorrentado fora de casa e, segundo vizinhos, exposto ao sol e a chuva, sem água e comida. Um fato que chamou a atenção da equipe de resgate é que a tutora cria outros dois animais, de raça, e que são tratados com zelo e cuidado. “Resgatamos o que foi constatado maus-tratos e vamos encaminhar o caso à Delegacia de Polícia do Meio Ambiente (DEPOMA), para que os outros animais também sejam tirados dela”, finaliza Andreza. 

Vale ressaltar, que além do resgate de animais, o projeto Central Animal realiza consultas, castração gratuita, adoção de animais e outros serviços. Para realizar qualquer tipo de atendimento, o cidadão precisa acessar o site centralanimal.com.br e realizar o cadastro.

Amupe recebe medalha em homenagem aos 200 anos da Confederação do Equador


O presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) e prefeito de Paudalho, Marcelo Gouveia, recebeu nesta terça-feira, 18 de junho, a medalha comemorativa dos 200 anos da Confederação do Equador. A honraria foi entregue pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) em cerimônia solene, que contou com a presença de diversas autoridades, entre elas as prefeitas Ana Célia, de Surubim, e Mariana Medeiros, de Cumaru, respectivamente 1ª tesoureira e 1ª secretária da Amupe.

Marcelo Gouveia expressou sua gratidão pela homenagem e ressaltou a importância do trabalho conjunto entre os municípios pernambucanos. “Esta medalha é um reconhecimento coletivo de todos os prefeitos e prefeitas que lutam diariamente para melhorar a vida dos pernambucanos. A Confederação do Equador nos ensina a importância de unir forças em prol da liberdade e do progresso”, afirmou Gouveia.

A medalha é um reconhecimento pelo trabalho incansável da Amupe em prol dos 184 municípios pernambucanos. A Associação tem se destacado na defesa dos interesses municipais e na promoção de políticas públicas que beneficiam diretamente a população. A celebração da Confederação do Equador, movimento histórico que lutou pela liberdade e autonomia na região Nordeste, reforça o compromisso da Amupe com a independência e o desenvolvimento local.

As prefeitas Ana Célia e Mariana Medeiros também destacaram a relevância da Amupe na representação e fortalecimento dos municípios. A entidade, que atua há décadas, tem sido fundamental no diálogo com instituições, na busca por recursos e na implementação de projetos que alavancam o desenvolvimento das cidades de Pernambuco.

Fotos: divulgação

Município de João Alfredo promove I Fórum de Segurança Pública do Agreste Setentrional


Em um esforço conjunto para fortalecer a segurança pública na região, a Prefeitura de João Alfredo, sob a liderança do Prefeito Zé Martins, realiza o I Fórum de Segurança Pública do Agreste Setentrional de Pernambuco. O evento está marcado para o dia 19 de junho de 2024, às 09h, no auditório da Faculdade Vale do Pajeú, em João Alfredo. 

O fórum visa reunir autoridades locais, forças de segurança e a comunidade para discutir estratégias e soluções para os desafios de segurança que afetam a região. “Este fórum é uma oportunidade crucial para unirmos esforços e buscarmos soluções inovadoras para a segurança de João Alfredo e do Agreste Setentrional. É uma forma de mostrar o nosso compromisso com a proteção e bem-estar de nossos cidadãos”, comentou o prefeito Zé Martins.

A parceria com a ACS/PE é vista como um passo significativo para integrar as vozes dos profissionais de segurança nas discussões. Luiz Torres, presidente da ACS/PE, enfatiza a relevância de envolver todos os segmentos da sociedade no debate. “A segurança pública é uma responsabilidade compartilhada. O I Fórum de Segurança Pública do Agreste Setentrional é um espaço onde podemos ouvir as necessidades da população e dos profissionais de segurança, além de buscar caminhos para melhorar a qualidade de vida na nossa região”, enfatizou. 

Serão realizadas palestras, mesas-redondas e sessões interativas que permitirão a troca de experiências e a construção de um plano de ação conjunto. A iniciativa promete ser um marco na promoção da segurança e da paz social em João Alfredo e nas cidades vizinhas.

Foto: Divulgação

Márcia Conrado participa de posse na Fiepe que marca chegada do Senai para Serra Talhada


Nesta segunda-feira, 17 de junho, a prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado, marcou presença na cerimônia de posse da nova diretoria da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), realizada no Recife. A entidade passa a ser comandada pelo empresário Bruno Veloso, que assume com um plano robusto centrado em três pilares: Transformação Digital, ESG (Ambiental, Social e Governança) e Interiorização. Na oportunidade, foi anunciado uma unidade do Senai para a capital do xaxado.

A presença da prefeita Márcia Conrado reforça a importância estratégica de Serra Talhada no projeto de interiorização da Fiepe, anunciado durante a cerimônia. “Estamos ansiosos para a instalação de uma unidade integrada do Sesi, Senai, Fiepe e IEL em Serra Talhada. Isso representa uma grande oportunidade para impulsionar a qualificação profissional e o desenvolvimento econômico local. Nosso município está preparado para se tornar um polo de referência no Sertão do Pajeú”, afirmou Márcia.

A interiorização das ações da Federação, defendida por Bruno Veloso, busca levar os serviços do Sistema Fiepe para além da capital, atingindo cidades como Serra Talhada, que desempenham um papel crucial no desenvolvimento do interior de Pernambuco. A nova unidade promete não apenas expandir a presença industrial, mas também fomentar a geração de empregos e promover o crescimento sustentável da região.

Para Márcia Conrado, essa aliança com a Fiepe é um passo fundamental para fortalecer a economia de Serra Talhada, promovendo um desenvolvimento equilibrado e inclusivo, com foco na sustentabilidade. “O foco na transformação digital e nas práticas de ESG está alinhado com a nossa visão de futuro. Serra Talhada está comprometida em adotar práticas que promovam a sustentabilidade e a inovação. Com essa parceria, poderemos oferecer às nossas indústrias locais o suporte necessário para se destacarem e contribuírem ainda mais para a economia pernambucana”, concluiu a prefeita.

A nova diretoria da Federação das Indústrias de Pernambuco é composta também pelos empresários Massimo Cadorin (1º vice-presidente), José Antônio de Lucas Simón (2º vice-presidente) e Renato Cunha (3º vice-presidente). Juntos, eles têm a missão de liderar a federação nos próximos quatro anos, com um olhar atento para as necessidades das indústrias e das comunidades do interior do estado.

Foto: Divulgação

Tradição e gastronomia presente nos festejos juninos


A ligação entre a tradição do São João e a gastronomia é profunda e rica em história e simbolismo. As comidas típicas das festas juninas, muitas à base de milho, amendoim e mandioca, refletem a cultura e a identidade do povo nordestino, além de estarem diretamente relacionadas à época do ano em que a festa acontece. Com o feriado junino se aproximando, os preparativos para as festas já se iniciam, especialmente no meio gastronômico, com as populares comidas típicas de milho, muito queridas nessa época do ano.
 
“A origem do feriado de São João começa com influência dos portugueses, que tinham hábitos pagãos de fazer agradecimentos durante o solstício de verão, mudança da primavera para o verão, hábitos incorporados ao catolicismo pela igreja, como forma de agradecimento aos santos, passando de uma tradição pagã para católica. A cultura chega ao Brasil no século XVI, durante a colonização portuguesa, na intenção de propagar a religião católica no país”, explica o professor de gastronomia da Wyden, Erick Buarque. 
 
Tendo o significado religioso, as festas passam a ser feitas no Brasil, especialmente no interior do nordeste, para agradecer aos santos pela colheita. Principalmente do milho, devido à sua importância econômica e como sua colheita coincidia com as festas juninas. Pela forte presença do milho durante a época do feriado, ele consequentemente se torna protagonista nas mesas das festas juninas. “Comidas derivadas do milho começam a ser preparadas durante esse período de festas como forma de gratidão e comemoração, além da necessidade de comidas mais intensas nas festas sertanejas, popularizando os famosos pratos tradicionais como o bolo de milho, canjica, pamonha, etc”, ressalta o professor e chef de cozinha.
 
Buarque explica que, com a modernização do feriado, a culinária também passa a se sofisticar, trazendo novos pratos novos e mais contemporâneos, como as maçãs do amor, brigadeiro de milho, caldos e outros. “Apesar do crescimento da culinária junina moderna, os pratos tradicionais continuam sendo populares nas festas, e com isso, no mercado, a procura por pessoas dispostas a dedicar tempo e atenção a essa culinária típica está cada vez maior, abrindo oportunidade para quem visa ganhar espaço na área”, finaliza Erick Buarque.

A pedido de Anderson Correia, Governo de PE credencia ICIA no SUS com repasse de quase R$ 9 milhões por ano


O vereador Anderson Correia (PP) comemora mais um pleito conquistado em seu mandato. Após anos de muita dedicação e luta, foi confirmado, pelo Governo de Pernambuco, o credenciamento do Instituto do Câncer Infantil do Agreste (ICIA) no SUS para garantir a manutenção dos serviços de assistência integral e multidisciplinar em leitos de UTI Pediátrica tipos II e III.

Publicado no Diário Oficial desta terça-feira (18), a partir de agora o ICIA irá receber mensalmente o valor de R$ 748.547,02, ou seja, quase R$ 9 milhões por ano. Algo que tem sido muito comemorado por Anderson, que esteve ligado desde o início do mandato a esta causa, com diversas viagens a Brasília, articulando reuniões com deputados, governos municipal e estadual, e em todas as esferas possíveis, sempre acreditando que seria possível. Vale ressaltar também que o parlamentar fez várias proposições neste sentido, solicitando o credenciamento do instituto no Sistema Único de Saúde.

“Hoje é um daqueles dias para comemorar e agradecer a Deus por tamanho feito. Essa luta é de muitos anos, bem antes de estarmos na política, e quando me tornei vereador, prometi para mim mesmo que iria abraçar essa causa com muito afinco, pois conheço bem da realidade e potencial do ICIA em salvar vidas. Agora o instituto terá o que de fato sempre mereceu, com uma UTI novinha, dobrando o número de leitos no interior do estado, salvando e ajudando crianças e adolescentes a vencerem o câncer. Isso tudo não tem preço e nos faz ver que valeu a pena todo esforço, cada viagem feita, cada porta batida e todas as articulações para que o sonho saísse do papel, vamos comemorar”, destacou Anderson.

Paulista está no top 10 entre cidades pernambucanas vencedoras do Prêmio Qualidade da Informação Contábil e Fiscal


A Prefeitura do Paulista, através da Secretaria de Finanças, foi destaque entre os municípios pernambucanos no Prêmio Qualidade da Informação Contábil e Fiscal. De acordo com o ranking, Paulista ficou em segundo lugar na Região Metropolitana do Recife, 9.º no Estado de Pernambuco, e em 291.º entre os 5,5 mil municípios do país. Os números são referentes ao ano de 2023, e foram divulgados, nesta terça-feira (18/06) pelo Governo Federal, através da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), responsável pela premiação. 

De acordo com os números, Paulista obteve Nota A, com 95,5% o que demonstra que o município está de acordo com as determinações do Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público (MCASP) e do Manual de Demonstrativos Fiscais (MDF).

Essa é uma premiação que é feita todos os anos pela STN para saber se os municípios estão de acordo com os manuais de contabilidade. Em Paulista, o trabalho é coordenado através das contadoras da Secretaria de Finanças, Lucinanda Oliveira e Kássia Guedes. 

“Estamos super felizes por ter conseguido chegar nesse resultado. Foi um trabalho árduo e de muita dedicação, checar todas as informações em todas as dimensões, com muitos itens, mas foi um excelente empenho e dedicação da gestão Yves Ribeiro, juntamente com nossa equipe de contabilidade”, explicou Kássia Guedes.

O objetivo da premiação é reconhecer e incentivar os esforços dos servidores da área contábil dos entes federativos, bem como melhorar a qualidade das suas informações contábeis e fiscais, destacando as boas práticas na gestão pública.

Projeto pernambucano disponibiliza bikes adaptadas em Nova Jersey e Nova Iorque, o Bike sem Barreiras


A UNINASSAU, por meio do Bike sem Barreiras, doou duas bicicletas adaptadas para a população americana com deficiência visual, física, mental, múltipla ou mobilidade reduzida. O evento de entrega das bikes aconteceu na sede da ONG Mantena, em Nova Jersey. A ação, que teve o apoio do Consulado do Brasil em Nova Iorque, também contou com a parceria da Legião da Boa Vontade (LBV) Brasil e do Grupo Mulheres do Brasil.  

As bicicletas estão disponíveis gratuitamente em Nova Jersey e Nova Iorque. Elas são a HandBike, triciclo adaptado para ser pedalado com as mãos; e The Duet, que carrega uma pessoa com deficiência múltipla ou tetraplégica de até 120kg. O Bike sem Barreiras teve início em 2016, no Recife. 

“As bicicletas adaptadas que estamos doando foram projetadas para atender as necessidades específicas de cada tipo de deficiência, garantindo conforto, segurança e praticidade aos usuários. Esperamos que essa iniciativa inspire outras empresas e instituições a seguirem o mesmo caminho, investindo em ações que promovam a inclusão social”, afirmou Sérgio Murilo, diretor de Governança Social da UNINASSAU. 

*COSP17*

A UNINASSAU, por meio do Instituto Ser Educacional, foi uma das cinco entidades integrantes da delegação brasileira na 17ª edição da Conferência dos Estados Partes da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (COSP17). O evento realizado pela Organização das Nações Unidas (ONU) aconteceu de 11 a 13 de junho, em Nova Iorque, e teve como objetivo contribuir para o avanço das discussões e ações relacionadas à inclusão social.

Recife ganha escritório da Hope and Justice Foundation

RECIFE GANHA ESCRITÓRIO DA 
HOPE & JUSTICE FOUNDATION

Para se juntar à luta de vítimas de tráfico humano, abuso sexual infantil e de violência doméstica, a ativisita pernambucana reconhecida mundialmente pelo seu trabalho, Anna Alves - Lazaro, está fundando, no Recife, no bairro da Boa Vista, o Escritório da Hope & Justice Foudantion, que já existe em algumas capitais do Brasil e tem sede em Orlando - EUA. Anna é vítima desse tipo de violência, quando sua filha sofreu abuso pelo seu então esposo, nos EUA. Foi o que lhe impulsionou a batalhar por justiça para as vítimas. A luta rendeu a prisão do acusado e a criação da ONG "Esperança e Justiça", que atende vítimas de tráfico humano, violência doméstica e exploração sexual. Recife, então, entra nesta rota nacional e internacional de combate a esses crimes. 

Mais em: @hopeandjusticefoundation

Municípios querem criar entidade representativa no Brics

 

Municípios dos países que fazem parte do Brics – grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – estão se articulando para criar uma associação representativa no bloco. Um dos objetivos do novo grupo é facilitar a obtenção de financiamento conjunto do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), o banco do Brics.

Segundo o diretor executivo da Associação Brasileira de Municípios (ABM), Eduardo Tadeu Pereira, no próximo dia 21, na cidade de Kazan, na Rússia, deverá ser oficializado um documento para a fundação da Associação de Municípios dos Brics. Uma comissão de prefeitos da ABM irá ao encontro.

“A ideia é que a gente possa trocar experiências de como os municípios resolveram alguns problemas e poder buscar financiamento conjuntamente. No caso do Brics, a gente acha que é importante que os municípios tenham acesso ao banco que é um novo mecanismo de financiamento internacional”, disse, nesta segunda-feira (17), na capital paulista, em entrevista durante o primeiro encontro do Urban20 (U20), grupo que concentra cidades do G20 formado pelas principais economias do mundo e co-presidido pelos municípios do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Criado em dezembro de 2014 para ampliar o financiamento para projetos de infraestrutura e de desenvolvimento sustentável no Brics e em outras economias emergentes, o NDB, até o início de 2023, tinha cerca de US$ 32 bilhões em projetos aprovados. Desse total, cerca de US$ 4 bilhões estavam investidos no Brasil, principalmente em projetos de rodovias e portos.

No mês passado, o Novo Banco de Desenvolvimento – que atualmente é presidido pela ex-presidenta Dilma Rousseff, destinou US$ 1,115 bilhão, ou cerca de R$ 5,750 bilhões, para o Rio Grande do Sul.

Dificuldade de Financiamentos

Em discurso no U20, o coordenador-geral do Brasil no G20, o diplomata Felipe Hees, ressaltou que os financiamentos para projetos sociais no mundo, principalmente aos de combate à fome, são muito reduzidos. “É um número que é impressionante. O volume de recursos que são destinados ao financiamento é de só 2%, que realmente beneficiam políticas públicas que visam atacar esses problemas”.

Ele lembrou que o aumento dos financiamentos internacionais para combater a fome é um dos pilares da Aliança Global contra a Fome e a Pobreza, tema que é prioridade da presidência brasileira do G20.

“Não é mais um fundo de recursos que os países doadores têm que colocar. O objetivo da Aliança Global é identificar todas as possíveis fontes de financiamento que podem ser mobilizadas para beneficiar políticas públicas destinadas a atacar o problema. Existem organismos internacionais com sua carteira de fundos variados. Nesse caso, uma das maneiras de você financiar políticas públicas é procurar assegurar que essas carteiras desses organismos internacionais tenham um determinado percentual fixo, assegurado, desses recursos todos, 5% para serem destinados a políticas sociais”, disse.

Agência Brasil

Como vencer a disputa por atenção nas redes sociais?


Para ajudar a responder a essa e outras questões, nesta terça-feira, 18, o Projeto Desenvolve PE realizou o Workshop de Comunicação Digital. O curso aconteceu em Garanhuns, no Agreste Meridional, e contou com a participação de assessores de imprensa e profissionais de comunicação de vários municípios da região. A

O conteúdo apresentado abrangeu: marketing político; uso eficiente de ferramentas e plataformas de comunicação; criação de conteúdos para capturar e manter a atenção do seu público; análise de métricas e definição de estratégias assertivas para obtenção de melhores resultados nas redes sociais, dentre outros.

O curso foi ministrado pelas jornalistas Deniza Gurgel (consultora de branding e imagem) e Vanessa Marques (especialista em marketing político).

Aborto legal: falhas na rede de apoio penalizam meninas e mulheres

 

As desigualdades sociais no Brasil podem explicar a razão para que meninas e mulheres busquem apoio para o aborto legal também após 22 semanas de gestação, alertam pesquisadoras no tema. O Projeto de Lei 1904, em discussão no Congresso Nacional, equipara a interrupção da gravidez após esse período ao crime de homicídio. 

A proposta gerou reações na sociedade. No ano passado, o Brasil registrou 74.930 estupros, o maior número da história. Desses, 56.820 foram estupros contra vulneráveis. Atualmente, gravidez decorrente de estupro é uma das situações que autoriza o aborto no país.

No Brasil, houve no ano passado um total de 2.687 casos de aborto legal, segundo informou o Ministério da Saúde. Desse número, 140 foram de meninas até 14 anos de idade - o número mais que duplicou em relação a 2018, quando foram registrados 60 procedimentos. Na faixa etária de 15 a 19 anos, foram 291 abortos. Há cinco anos, foram 199 procedimentos.

A socióloga e pesquisadora Jacqueline Pitanguy explica que meninas na puberdade ou até antes desse período que são estupradas, muitas vezes violentadas por pessoas com quem convivem, como pais, padrastos ou familiares, nem imaginam que podem estar grávidas “Há muitas que não percebem que estão grávidas. Nem sabem o que é gravidez”, exemplifica a professora.

A pesquisadora, que é coordenadora na Ong Cepia (Cidadania, Estudo, Pesquisa, Informação e Ação), enfatiza que a legislação brasileira em vigor não estabelece prazo para interrupção da gravidez em caso de estupro e que, quanto mais cedo for feito um abortamento em vista da violência, melhor. Ela entende que a gestação avança no tempo em função das desigualdades sociais a que estão submetidas crianças, adolescentes e também mulheres adultas. “É um marcador de falha do sistema público de saúde em prover serviços de atenção à saúde que sejam acessíveis às mulheres na imensidão desse Brasil”.

Segundo ela, é normal que exista demora para que pessoas próximas percebam uma mudança no corpo. “A barriguinha nessas meninas só aparece mais tarde. Elas não têm menstruação regular. Então, essas meninas são absolutamente vulneráveis ao fato de que a gravidez avance”, exemplifica.

Vulnerabilidade

Outra pesquisadora, a enfermeira obstétrica Mariane Marçal enfatiza que há uma estimativa de que 20 mil meninas menores de 14 anos tenham engravidado, por ano, na última década, sendo que 74% delas são negras. “Gestações de menores de 14 anos são frutos de estupro. Há uma epidemia de gestação infantil. Acompanhamos muitas meninas que nem sabiam o que havia ocorrido. O risco de morrer em uma gestação tão precoce é cinco vezes maior em meninas de menos de 14 anos”, diz a enfermeira, que trabalha na coordenação de projetos da ONG Criola, que atua pelo direito de mulheres negras.

A pesquisadora exemplifica que fez um levantamento da mortalidade materna de mulheres negras na Baixada Fluminense com casos ocorridos entre 2005 e 2015. “Os casos de adolescentes são muito comuns”. Ela explica que, também nas comunidades, há julgamentos morais sobre as meninas. A enfermeira recorda o episódio em que acompanhou uma menina de 8 anos de idade estuprada, que nunca havia menstruado, e engravidou.

Longe do direito

Além da infância, mulheres adultas também têm dificuldades em realizar aborto legal no Brasil. “Ela tem mais capacidade de perceber e começa a procurar um lugar para interromper a gestação, mas ela mora em um município que não tem serviço”, lamenta a socióloga Jacqueline Pitanguy. Ela explica que esses obstáculos ocorrem antes de 22 semanas de gestação, mas são vítimas de adiamentos no sistema de saúde e também em ordem judicial.

“Em geral, uma mulher pobre, muitas vezes desprovida de meios até para esse deslocamento, no desespero de interromper aquela gestação e quando ela finalmente consegue chegar a um serviço, ela está com 23 semanas. Há uma falha no sentido de atender o direito à saúde e os direitos reprodutivos das mulheres ao não colocar serviços o suficiente”. Esses obstáculos costumam ser citados no sistema de saúde como “objeção de consciência”, de profissionais de saúde e agendamento de seguidas consultas sem uma decisão breve de profissionais, como exemplifica a pesquisadora Mariane Marçal.

A coordenadora do Grupo Curumim (PE), Paula Viana, lamenta que apenas 3,6% dos municípios no Brasil possuam o serviço de abortamento legal, o que aumenta a dificuldade de mulheres que moram longe dos grandes centros e também nas periferias. “A pessoa vai se dirigir a um serviço de atendimento à vítima de violência sexual e lá ela vai ser atendida. Se for o caso de interrupção da gravidez, ela vai ser informada sobre isso e os tipos de tratamento. Em geral, quando é mais precoce, o tratamento é muito seguro. É um tratamento que, por exemplo, no Uruguai, na Argentina, é feito em casa”, diz Paula, que também é enfermeira obstétrica.

Estigmas

O reduzido número de municípios com serviços de abortamento tem como consequência a invisibilidade de crimes e da real situação de mulheres vítimas de violência. “Infelizmente, o estigma do aborto é tão grande no meio da sociedade que afasta as pessoas dos seus direitos. Muitas vezes as pessoas não sabem o direito que têm de interromper aquela gravidez que é totalmente indesejada. Nos casos de risco de morte ou nos casos de malformação, como a anencefalia, isso é tratado no âmbito da saúde”.

Segundo Paula Viana, o estigma é abastecido por proposições semelhantes ao PL 1904. “A gente monitora o Congresso e tem mais de 40 proposições muito parecidas com essa. O estigma faz com que as pessoas tenham medo. A pessoa fica grávida de um estupro e, mesmo assim, acha que está errada”.

Aborto legal

A legislação em vigor no Brasil prevê que a mulher tem direito ao aborto nos casos de gravidez decorrente de estupro, se a gestação representar risco de vida à mulher e se for caso de anencefalia fetal (esta situação, desde 2012). “Nós temos mulheres que engravidaram, que buscaram ajuda após estupro. Até o diagnóstico e a busca dessa ajuda, com certeza, o tempo vai ser maior que 22 semanas”, diz a médica Albertina Duarte, coordenadora do Programa Saúde do Adolescente do Estado de São Paulo e chefe do Ambulatório de Atendimento de ginecologia da Adolescência do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo.

“Se a mulher for estuprada, pode procurar imediatamente o serviço de saúde. Não necessita de boletim de ocorrência. A palavra da mulher é fundamental. O serviço especializado já tem protocolos”, afirmou.

Proteção

A psicóloga Marina Poniwas, do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), acrescenta que, além de não necessitar de boletim de ocorrência, a própria equipe de saúde deve preencher os documentos necessários. “O Sistema de Saúde deve atender, acolher e orientar a vítima e realizar o procedimento de forma protetiva e segura, nos casos previstos em lei”.

Ela reitera que o aborto legal deve ser garantido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “O problema que enfrentamos é a desinformação de profissionais de saúde e também a atuação baseada em crenças ideológicas que promovem uma segunda violência às meninas e mulheres que buscam o serviço”.

Ela avalia que uma confusão parece ocorrer pelo termo utilizado como sendo aborto legal, sendo que o abortamento, por definição, é a interrupção da gravidez até a 20ª e 22ª semana de gestação. “Ocorre que a lei não fixou limite de idade gestacional para a interrupção de gestação, de modo que é permitida a interrupção também a partir da 22ª semana. Laudo médico e exames só serão necessários em casos de gestação de risco e de gestação de anencéfalo”, afirma Marina Poniwas.

Agência Brasil

Silvio Costa Filho lança o “Navegue Simples” e anuncia investimento de R$ 5,4 bilhões no setor portuário


Para modernizar e impulsionar o setor portuário brasileiro, o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, lançou nesta terça-feira (18) o programa "Navegue Simples". Trata-se do maior incentivo do setor portuário em anos, visando tornar mais ágil e eficiente o processo de autorização de terminais de uso privado (TUPs) nos portos do país. O evento teve a participação do vice-presidente Geraldo Alckmin, titular da pasta do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços; além de autoridades e representantes do segmento. 

O "Navegue Simples", desenvolvido em parceria com a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), foi incluído no novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) como a principal medida institucional do Ministério de Portos e Aeroportos. Com um investimento de R$ 5,4 bilhões em autorizações e arrendamentos portuários, o programa busca identificar ineficiências e oportunidades de aprimoramento, visando agregar mais valor público à política e aos processos de outorga. Em Pernambuco, o Porto de Suape será beneficiado com R$ 1,6 bi do total anunciado hoje. 

Cada ciclo do "Navegue Simples" terá duração de quatro anos, com ações anuais de melhoria e inovação. O ministro Silvio Costa Filho ressaltou a importância de desburocratizar os processos: "Antes, os processos levavam três, quatro, cinco anos, com retrabalho e burocracia. O Navegue Simples foi criado para reduzir esse tempo para 12 meses, viabilizando grandes empreendimentos para o Brasil", afirmou.

Com o "Navegue Simples", o governo federal reafirma seu compromisso com a recuperação e ampliação dos investimentos no setor portuário, simplificando processos e estimulando o crescimento econômico do País.

Presente na cerimônia, o vice-presidente da República e ministro, Geraldo Alckmin, indicou que o programa não poderia ter sido lançado no momento mais propício. “O Brasil, nesse pouco mais de um ano, cresceu o PIB, o emprego e as exportações. Para crescermos ainda mais, nós precisamos ter uma boa infraestrutura e de portos eficientes”, destacou.

*Proposta do programa*

Na visão do secretário Nacional de Portos, Alex Sandro de Ávila, o programa não é somente um plano de desburocratização do setor, mas vai além disso. "Quando a gente olha os fundamentos e as premissas do Navegue Simples, é possível ter a certeza que isso irá nos proporcionar, utilizar as nossas ferramentas, os nossos instrumentos normativos. A gente busca trazer os benefícios que o nosso setor portuário busca tanto tempo", enfatizou.

Mariana Pescatori, secretária-executiva do MPor, lembrou que a iniciativa surgiu anos atrás com a mesma premissa do programa voltado para simplificar e fomentar o setor aéreo. "A gente se baseou na proposta do Voo Simples, com a ideia de desburocratização, de revisitar os processos, os instrumentos regulatórios que a gente tenha e a gente tem que estar fazendo constantemente. Temos que olhar para os nossos normativos para os nossos procedimentos e verificar o que pode ser aprimorado. Com certeza, um pouco mais adiante, gente vai fazer diferente do que a gente faz hoje", garantiu.

*Etapas do Navegue Simples*

As primeiras etapas do Navegue Simples incluem a publicação do decreto de criação do programa, que será assinado pelo presidente Lula e divulgado no Diário Oficial da União. Paralelamente, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) iniciará a etapa de Tomada de Subsídio, que receberá contribuições da sociedade até o dia 17 de julho. Na sequência, o MPor criará o comitê técnico do programa, para estudar, propor, desenvolver, informar e avaliar produtos, metas, indicadores e resultados.

O comitê será formado por agentes técnicos de diferentes órgãos federais, entre eles a Casa Civil, a Secretaria do Patrimônio da União, a Secretaria Nacional de Mudança do Clima, do Ministério do Meio Ambiente e o Ibama. A primeira reunião está prevista para ser realizada no próximo mês. Ainda este ano, o MPor divulgará um balanço com as primeiras ações do programa.

O evento de lançamento contou com a presença do vice-presidente e ministro Geraldo Alckmin. Também participaram da cerimônia o diretor da Antaq Alber Vasconcelos, o Secretário Nacional de Portos, Alex Sandro de Ávila, além de representantes do setor portuário.

Política Nacional de Saúde no âmbito laboratorial é pauta no 49º CBAC – Congresso Brasileiro de Análises Clínicas


Desde o último domingo (16), Natal sedia o *49º CBAC – Congresso Brasileiro de Análises Clínicas*. O Congresso segue até quarta-feira (19), somando quatro dias importantes de programação científica, com mais de 50 convidados renomados nas diversas especialidades e metodologias das análises clínicas e mais de 60 expositores.

A solenidade de abertura do Congresso ocorreu na noite desta segunda-feira (17), também no Centro de Convenções, ocasião em que a Sociedade Brasileira de Análises Clínicas - SBAC, entidade científica responsável pela realização do evento, *lançou o documento “Diretrizes Gerais para Estruturação das Ações de Diagnóstico Laboratorial (Análises Clínicas e Toxicológicas) no Contexto de Atenção à Saúde"*.

Trata-se de uma proposta de política nacional de Saúde que inclui os laboratórios de análises clínicas na atenção primária do SUS. “Sem o trabalho desenvolvido nos laboratórios, o médico não faz tratamento. O nosso intuito, hoje, com este lançamento, é fazer com que o diagnóstico laboratorial seja reconhecido como item importante e vital quando o assunto é atenção à saúde da população", esclarece a Dra. Maria Elizabeth Menezes, presidente da SBAC. "Há uma desvalorização ou até mesmo uma falta de entendimento quanto à relevância do trabalho dos laboratórios, dos profissionais altamente capacitados, dos investimentos tecnológicos e educacionais. Precisamos urgentemente de uma política que possa nortear esta comunidade”, ela explica.

A proposta foi elaborada pela SBAC com a colaboração do Conselho Federal de Farmácia (CFF) e da Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL), bem como associações de laboratórios de todo o País, todos atores e parceiros estratégicos nessa iniciativa. A problemática foi levantada pela SBAC considerando que, hoje, não existe na atenção primária do SUS um local específico para os laboratórios de análises clínicas, grupo que responde por 98% dos exames diagnósticos realizados no Sistema Único de Saúde. A nova proposta também foi discutida com parlamentares engajados na coalizão por essa política de saúde pública. Após esse marcante lançamento durante o 49º CBAC, o documento será entregue ao Ministério da Saúde e aos demais órgãos competentes.

“Esse setor respira ciência. Então, a gente não pode, de forma alguma, não ter uma política. E essa política não é só pública, é para o setor privado também. Os marcos legais são necessários. Precisamos conquistar a real valorização do setor e ocupar novos espaços. Um dos mais recentes exemplos que experienciamos da força e do potencial dos laboratórios, e que esteve bem próximo da população, foi a pandemia. Os laboratórios trabalharam incansavelmente em pesquisa, diagnósticos e tantas outras coisas. O diagnóstico laboratorial contribui com aproximadamente 70% das decisões clínicas, mas segue em um espaço invisível, portanto, ter uma política vai transformar este cenário. Vai ser um ganho ao setor e à população, teremos regras traçadas e uma fiscalização mais rígida”, explica a Dra. Lenira da Silva Costa, presidente do Congresso e diretora regional da SBAC norte e nordeste.

Estavam presentes na abertura: a Presidente da SBAC, Dra. Maria Elizabeth Menezes; a presidente do 49º CBAC, Dra. Lenira da Silva Costa; o deputado federal Pedro Westphalen, representando a Secretária Estadual de Saúde, Dra. Lyane Ramalho Cortez, a Subcoordenadora de Assistência Farmacêutica da SESAP, Mailre Praxedes Gomes Serafim; o presidente da Confederação Latino Americana de Bioquímica Clínica, Dr. Álvaro Grosz; o presidente da Câmara Brasileira de Diagnósticos Laboratorial, Dr. Fúlvio Facco; o presidente da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial, Dr. Alvaro Pulchinelli Júnior; o vice-presidente da SBAC e Coordenador da Comissão Científica do Congresso, Dr. Marcos Fleury e o presidente da Federação Brasileira de Laboratórios de Análises Clínicas, Dr. Carlos Filipe Garcia. 

A apresentação da proposta de política de Estado que inclua os laboratórios da atenção primária do SUS ocorre em um momento também importante em relação à regulamentação do setor, com a implementação da RDC 786/2023, que está em vigência desde agosto de 2023. Em resposta às demandas dos pequenos e médios laboratórios quanto ao tema, a SBAC realizou, no dia 16/06, a mesa redonda “RDC 786/2023: Alinhamento e adequação dos laboratórios”. O objetivo da sessão foi uniformizar o entendimento das normativas da Anvisa, a partir da atuação das vigilâncias sanitárias estaduais e municipais.

Além da programação científica do CBAC, a cerimônia de abertura teve um coquetel de boas-vindas com show da cantora e compositora Marina Elali.

Entenda quais causas podem acarretar demissão por justa causa


Vez ou outra, um caso de demissão por justa causa repercute por sua particularidade. A exemplo disso, em um recente episódio, foi a decisão da 7ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que deliberou por manter a demissão por justa causa, contra o membro da Cipa - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. O cipeiro é detentor da estabilidade provisória, desta forma fica impedido de ser demitido de forma arbitrária. Já o motivo da justa causa do empregado deu-se pelo fato do trabalhador ter apresentado um atestado médico para tratar dores na coluna, no entanto, durante o período que ele deveria descansar, realizou uma viagem de ônibus para Campos do Jordão (SP), postou em suas redes sociais, o que caracteriza falta grave e o motivo da sua saída da empresa.

Apesar de casos específicos como o do cipeiro, o Decreto Lei nº 5.452 de 01 de maio de 1943, conhecido popularmente como CLT – Consolidação das Leis Trabalhistas, normatiza causas para rescisão do contrato trabalhista em seu Artigo 482, de forma ampla, para qualquer trabalhador, que podem ser: incontinência de conduta ou mau procedimento; condenação criminal do empregado, passada em julgado, caso não tenha havido suspensão da execução da pena; embriaguez habitual ou em serviço; abandono de emprego; ato lesivo da honra ou da boa fama ou ofensas físicas praticadas contra o empregador e superiores hierárquicos, salvo em caso de legítima defesa, própria ou de outrem; prática constante de jogos de azar, dentre outros.
 
Apesar de acarretar a penalidade máxima do direito trabalhista ao empregado, o advogado trabalhista do Escritório de Advocacia Martorelli Advogados, Marcello Burle, explica quais direitos o trabalhador tem quando isso acontece. “De início, é importante informar que justa causa é a ‘pena de morte’ do direito do Trabalho, ou seja, é uma falta grave o bastante que torna impossível a manutenção do contrato de trabalho. O empregado demitido por justa causa apenas tem direito ao recebimento do saldo de salário dos dias trabalhados até a sua demissão e as férias vencidas. A demissão por justa causa jamais deverá ser mencionada na carteira de trabalho do empregado, sob pena de pagamento de uma indenização por danos morais em uma possível reclamação trabalhista”.

Já para o empregador, o especialista destaca que é importante que a empresa busque o maior número de provas, para realizar a demissão. “Como a justa causa é a pena máxima do direito trabalhista, as empresas devem obter o maior número possível de evidência antes de aplicar a justa causa. As provas necessárias vão variar muito, dependendo do motivo da pena capital. Toda essa documentação será necessária, caso o empregado ingresse na justiça para reverter a modalidade da demissão. No entanto, um dos pressupostos para aplicação da justa causa é a imediaticidade. Sendo assim, a empresa deve aplicar a punição o mais rápido possível”, conclui.

Jogli Uchôa assina mais uma ordem de serviço para calçamento em Araçoiaba


Mais um passo importante para o desenvolvimento urbano da cidade de Araçoiaba foi dado nesta segunda-feira (17), com a assinatura da ordem de serviço para a pavimentação da Rua Nossa Senhora de Fátima, localizada no Bairro do Quinze. A cerimônia, que contou com a presença do prefeito Jogli Uchôa e de autoridades locais, representantes da Câmara de Vereadores e membros da comunidade, celebrou o início de uma obra que promete melhorar significativamente a infraestrutura local.

O projeto prevê a pavimentação de mais de 2 mil metros quadrados da Rua Nossa Senhora de Fátima; uma iniciativa que visa proporcionar melhores condições de tráfego e segurança para os moradores e usuários da via. A pavimentação desta rua representa um investimento crucial na qualidade de vida dos cidadãos de Araçoiaba, além de impulsionar o desenvolvimento econômico e social do Bairro do Quinze.

O prefeito reforça seu compromisso com o desenvolvimento e a melhoria contínua da infraestrutura urbana. A obra de pavimentação da Rua Nossa Senhora de Fátima é mais um passo nesse sentido, evidenciando o empenho da administração municipal em promover avanços concretos para a cidade e seus habitantes. “Vamos transformar mais um sonho em realidade. O nosso tive sabe fazer projeto e sabe tirar do papel! É mais um dia histórico, não só para o bairro do Quinze, mas para toda Araçoiaba”, pontuou Jogli. 

A população de Araçoiaba é convidada a acompanhar de perto o andamento das obras e a participar das futuras inaugurações, celebrando juntos cada conquista para a construção de uma cidade melhor.

Movimento nos portos brasileiros cresce 5,9% no primeiro quadrimestre


A movimentação de cargas nos portos brasileiros cresceu 5,92% nos primeiros quatro meses do ano, em comparação ao mesmo período do ano passado. Os números, divulgados nesta segunda-feira pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), reforçam a expectativa do Ministério de Portos e Aeroportos de uma expansão de pelo menos 6% em 2024. A movimentação portuária no primeiro quadrimestre deste ano foi de 413,5 milhões de toneladas de cargas.

“O forte da exportação do agronegócio se concentra no segundo semestre. Isto indica que há espaço para a movimentação nos portos crescer ainda mais até o final do ano, podendo chegar próximo a 8% em relação ao verificado em 2023”, avalia o ministro Silvio Costa Filho, de Portos e Aeroportos.

Entre os produtos agrícolas, a soja (53,7 milhões de toneladas) apresentou um crescimento de 4% no período. O açúcar (9,2 milhões de toneladas) teve um crescimento de 72%, enquanto o café (1,1 milhão de toneladas) movimentou 80% a mais do que o verificado no primeiro quadrimestre de 2023.

Entre os portos públicos, que movimentaram 147,4 milhões de toneladas nos quatro primeiros meses do ano, Santos (43,9 milhões de toneladas) teve um crescimento de 11,7% e movimentou 30% do total. Paranaguá vem em seguida, com crescimento de 13% (19 milhões), seguido por Itaguaí (18,8 milhões), que cresceu 34,6%.

Dados mensal

No mês de abril, a movimentação portuária total foi de 105,13 milhões de toneladas de cargas, um crescimento de 2,59% em comparação com o mesmo período do ano passado. As cargas que apresentaram maior crescimento no mês foram Bauxita (+43,05%), Açucar (+32,89%) e Trigo (+27,78%).

Em relação às cargas conteinerizadas, a movimentação de abril atingiu 12,40 milhões de toneladas, um aumento de 23,18% em comparação com o mesmo período do ano passado, representando 1,12 milhões de TEUs. 

Desse total, 0,74 milhões de toneladas foram movimentadas em longo curso e 0,37 milhões por cabotagem. O crescimento dessa carga foi de 23,40% entre os meses de janeiro a abril, atingindo 47,40 milhões de toneladas de cargas.

Os granéis sólidos, que representam 59,8% do total de tudo que é movimentado, apresentaram crescimento de 2,72% frente a abril de 2023. Foram 62,88 milhões de toneladas registradas no quarto mês do ano. No acumulado do ano, os granéis sólidos movimentaram 241,09 milhões de toneladas de cargas, um aumento de 7%.

Por sua vez, granéis líquidos e cargas gerais movimentaram 25,13 milhões de toneladas (- 1,18%) e 4,70 milhões de toneladas (- 18,14%) durante o mês de abril, respectivamente.

Durante os primeiros quatro meses do ano, os granéis líquidos movimentaram 105,59 milhões de toneladas de cargas (- 0,07%) e cargas gerais movimentaram 19,25 milhões de toneladas de cargas (- 8,31%).

Navegação – Apoio marítimo foi o tipo de navegação com maior crescimento em abril comparado ao mesmo mês de 2023. Foram movimentados 0,11 milhão de toneladas de cargas, um aumento de 21,31%.

A movimentação de cargas de longo curso foi de 74,97 milhões de toneladas no quarto mês de 2024, apresentando crescimento de 5,09% em comparação com o mesmo período do ano passado.

A cabotagem apresentou uma alta de 1,59% em comparação com o mesmo período do ano passado, atingindo uma movimentação de 23,19 milhões de toneladas. Já a cabotagem de contêineres cresceu 30,01% em comparação com o mês de abril de 2023.

As operações de carga de apoio portuário e a navegação interior apresentaram recuo de 4,79% e 16,72% no mês, totalizando 0,12 milhão e 6,73 milhões de toneladas movimentadas, respectivamente.

Congresso Brasileiro de Análises Clínicas reúne entidades acadêmicas latino-americanas para discutir formação de profissionais no diagnóstico laboratorial


O 49º CBAC – Congresso Brasileiro de Análises Clínicas teve início neste domingo (16), no Centro de Convenções de Natal, com a expectativa de receber mais de três mil congressistas até dia 19/06. Além de uma programação científica de altíssima qualidade, a SBAC – Sociedade Brasileira de Análises Clínicas, realizadora do evento, preparou uma agenda paralela voltada a desenvolver e acelerar as discussões que desafiam a comunidade laboratorial.

Essa programação foi aberta com I Encontro Latino-Americano e Caribenho de Entidades Acadêmicas e Profissionais e VI Fórum de Entidades Acadêmicas de Formação de Profissionais Bioquímicos e titulações equivalentes. O encontro, coordenado pela SBAC, COLABIOCLI - a Confederação Latinoamericana de Bioquímica Clínica - e RED-BIOLAC, reuniu professores universitários, entidades e profissionais da América Latina e Caribe para discutir a harmonização dos conteúdos curriculares nos cursos de análises clínicas e áreas afins.

O objetivo principal do encontro é promover a uniformização e a qualidade na formação dos profissionais analistas clínicos na região, garantindo um padrão elevado de ensino e prática profissional.

“Trata-se de um encontro grandioso, com a participação de professores de 14 países, aqui em Natal. Estamos discutindo com uniformidade de pensamento, de ações, de práticas dentro das análises clínicas, para produzir uma harmonização de currículos e de ações no âmbito da América Latina, do México até a Argentina. Após analisar a problemática, vamos definir o que pode funcionar em benefício dos profissionais graduados, com possibilidades de capacitar melhor”, explica Ricardo Velasco Vélez, mediador do encontro e vice-presidente da RED-BIOLAC.

Ainda no primeiro dia do 49º CBAC, a programação contou com outras importantes temáticas, sendo destaque o alinhamento e adequação dos laboratórios à RDC 786, com a participação de representantes da ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária, além da discussão sobre desafios e perspectivas na elaboração de estratégias de inclusão das ações do diagnóstico laboratorial como política de Saúde.

Nesta segunda-feira (17), segundo dia do congresso, será apresentado também o documento batizado de “Diretrizes Gerais para Estruturação das Ações de Diagnóstico Laboratorial (Análises Clínicas e Toxicológicas) no Contexto de Atenção à Saúde", que foi elaborado pela SBAC com a colaboração do Conselho Federal de Farmácia (CFF) e da Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL), bem como associações de laboratórios de todo o País, todos atores e parceiros estratégicos nessa iniciativa. O lançamento da proposta ocorrerá na durante a solenidade de abertura do CBAC, com a participação de autoridades públicas.

Complexo de Suape assina memorando de entendimento com empresa francesa para desenvolver projeto industrial de R$ 2 bilhões


Na última segunda-feira, 17 de junho de 2024, o Governo de Pernambuco, por meio do Complexo Industrial Portuário de Suape, assinou um memorando de entendimento com a Arhyze, empresa francesa especializada em energia renovável e produção de hidrogênio, para desenvolver um ambicioso projeto industrial. A iniciativa pretende produzir hidrogênio verde, amônia verde e e-metanol dando mais um passo em direção à descarbonização e a uma transição energética justa e verde, que destaca o potencial do hidrogênio de baixo carbono e da sua cadeia produtiva. 

A Arhyze, conhecida por seus projetos multifuncionais voltados à redução de emissões de gases de efeito estufa, deverá realizar um investimento privado de aproximadamente R$ 2 bilhões em Suape. A primeira fase do projeto terá como foco a produção anual de 100 mil toneladas de e-metanol, com início de operação previsto para 2028. 

Suape foi estrategicamente selecionada devido à sua localização privilegiada na região Nordeste do Brasil, posicionando-a como um polo de produção industrial e distribuição para o mercado interno e para exportação de hidrogênio de baixo carbono. A consolidação dessa indústria tem o potencial de gerar oportunidades substanciais de emprego através de novas tecnologias e investimentos, promover modelos de negócios inovadores e integrar o Estado de Pernambuco na cadeia de valor global. 

Participaram da assinatura Maurício Laranjeira, secretário executivo de Atração de Investimentos de Pernambuco; Guilherme Sá, secretário executivo de Energia; Marcio Guiot, CEO de Suape; Mathieu Coustets, CEO da Arhyze; Arthur Neves, diretor de Desenvolvimento e Gestão Industrial de Suape; Adriana Martin, diretora de Inovação e Transformação Digital; e François Maugin, chefe de Inovação e Parcerias da Arhyze. Com esse empreendimento inovador, a Arhyze reafirma o seu compromisso de liderar o caminho na energia sustentável e na redução das emissões de carbono. A colaboração promete estabelecer novos padrões no setor de energia verde, destacando o papel da região de Pernambuco como um ator-chave na transição global para um futuro mais limpo e sustentável.

Imprensa Suape

Bom dia!

domingo, 16 de junho de 2024

Diversão e serviços para famílias marcam gincana do Instituto do Autismo


Uma manhã de muita diversão marcou a Gincana em Família, que foi realizada nesse sábado (dia 15) em Caruaru, com uma programação gratuita e inclusiva, voltada para crianças e adolescentes autistas e seus familiares. O evento aconteceu das 8h às 11h30, no local da sede da nova unidade do Instituto do Autismo (IDA), que será inaugurado oficialmente nesta segunda-feira (dia 17). “Estamos no mês do Orgulho Autista, que será celebrado no dia 18. Um dia antes, vamos marcar a conscientização sobre o autismo com a inauguração oficial da nossa unidade em Caruaru. Estamos muito felizes em dizer que, a partir de agora, o Instituto do Autismo fixou suas raízes no Agreste”, afirma o diretor geral do IDA, Kadu Lins.

Durante toda a manhã da Gincana em Família, cerca de 150 famílias participaram de diversas atividades lúdicas e recreativas, brincadeiras na piscina, brinquedos infláveis, recreação com dança, música e pintura, além de orientação e serviços para as famílias. O evento contou com a presença de profissionais de saúde da equipe multidisciplinar do IDA, além de recreadores à disposição das crianças nos brinquedos infláveis e outras brincadeiras.

“É importante demais essa interação do núcleo familiar para crianças e adolescentes com o Transtorno do Espectro Autista (TEA), fortalecendo ainda mais os vínculos entre eles. Além disso, promover a gincana é dar uma oportunidade de mais interação das famílias com os profissionais de saúde, para sanar todas as dúvidas sobre o espectro autista”, explica Kadu. A gincana também foi uma oportunidade para as famílias conhecerem antecipadamente toda infraestrutura do IDA Caruaru, que fica na rua Gouveia de Barros, 595, no bairro Maurício de Nassau. O instituto possui área com 1.400 metros quadrados, com piscina e espaço para diversas atividades.

Atualmente, o IDA está presente em Igarassu, em Carpina e em quatro bairros do Recife (Boa Viagem, Imbiribeira, Graças e Poço da Panela). Além dessas e da inauguração em Caruaru, uma unidade em Olinda também está em construção. Em todas elas, o IDA disponibiliza de infraestrutura completa e uma equipe transdisciplinar, com psicólogos, terapeutas ocupacionais, nutricionistas, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, profissionais de Educação Física, musicoterapeutas, especialistas em Terapia ABA (Análise do Comportamento Aplicada, da sigla em inglês Applied Behavior Analysis), TCC (Terapia Cognitiva-Comportamental), Integração Sensorial, Psicomotricidade Relacional e Funcional e psicopedagogia.

Além de todos os serviços oferecidos, as unidades do Instituto do Autismo também contam com diferenciais, como: terapias desenvolvidas na piscina, equoterapia (terapia assistida por cavalos), atividades esportivas ao ar livre e, também, ações externas. “É incrível acompanhar a evolução dos assistidos, com grandes resultados em termos de independência e sociabilização. Também temos uma atenção e cuidado com as famílias, desenvolvendo atividades específicas para elas. O Instituto possui um olhar especial para também cuidar de quem cuida”, comenta Kadu Lins.

HISTÓRIA - O Instituto do Autismo foi fundado em 2020 por Kadu Lins, que é profissional de Educação Física, especialista em ABA e psicomotricidade, com formações no Brasil e no exterior. Todos os serviços e especialidades oferecidos pelo IDA podem ser acessados por meio de atendimento particular ou através de planos de saúde das redes conveniadas. Os pais e/ou responsáveis podem obter mais informações através do https://institutodoautismo.com/ ou pelo perfil do instituto no Instagram: @institutodoautismo.


INSTITUTO DO AUTISMO:

https://institutodoautismo.com/

Instagram: @institutodoautismo

(CRÉDITO DAS FOTOS: JORGE FONTES)

Flávio Pontes prestigia abertura do São João da Moda


Na noite deste sábado (15), o vereador e pré-candidato a vice-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Flávio Pontes, esteve presente na abertura do São João da Moda.

O evento, que deve receber cerca de 500 mil pessoas, até o dia 28 de junho, gerando milhares de empregos diretos e indiretos na cidade e região.

E o arrasta pé começou da melhor maneira possível, com os shows de Capital do Sol e Limão com Mel, embalando os casais com muito forró romântico, o suíngue de Kaik Góis e a grande atração da noite, Iguinho e Lulinha que se apresentaram até as 3h da manhã, sem deixar ninguém parado com seus sucessos.

"O São João da Moda é a grande festa do ano para Santa Cruz do Capibaribe, assim como os festejos juninos são para o Nordeste, a prefeitura está de parabéns por proporcionar uma festa que a cada ano cresce em profissionalismo, no nível das atrações, e na qualidade dos serviços básicos oferecidos ao público", observou Flávio.

Hoje a festa continua, com apresentações de PV Calado, Wallas Arrais, Jorge de Altinho e Felipe Amorim. A abertura dos portões da Arena da Moda, na Avenida Brasil, acontece a partir das 18h.

Duque lança seu filho Miguel à prefeitura de Serra Talhada


O deputado estadual Luciano Duque participou, na manhã deste domingo (16), do lançamento da pré-candidatura do seu filho e presidente da juventude do Podemos no estado, Miguel Duque, à prefeitura de Serra Talhada. O evento aconteceu no antigo clube do Matuto, na Capital do Xaxado, e reuniu lideranças locais e da região.

O jovem serra-talhadense, tem 25 anos, é advogado de formação e faz sua estreia na política liderando a chapa Podemos, PRD e Agir para as eleições municipais de Serra Talhada este ano. “Eu tenho certeza, Miguel, que nessa sua caminhada as pessoas vão entender que você hoje incorpora o sonho do povo dessa terra de desenvolvimento e um governo que olhe e lute pelas pessoas”, disse o parlamentar.

Duque destacou que não importa o tamanho do palanque adversário. “Miguel é apoiado pelo povo de Serra Talhada. Cada um de nós só tem um voto e esse voto faz a diferença para colocar a comida na mesa do trabalhador, pra ter um médico no posto de saúde, pra ter estrada, pra ter calçamento”, completou. 

Participaram do evento familiares, entre eles, o avô de Miguel e pai de Luciano, o empresário João Duque; o presidente estadual do Podemos, Marcelo Gouveia; os vereadores Ronaldo de Dja e Vandinho da Saúde; os presidentes municipal do PRD e do Podemos, Dr. Jailson Araújo e Aron Lourenço, respectivamente; o ex-prefeito e ex-deputado, Augusto César; e diversos pré-candidatos a vereadores pela chapa.

📸 Rian Santos

Andreza Romero relata preocupação sobre casos de envenenamento em cães e gatos em Pernambuco


A vereadora Andreza Romero (PSB) demonstrou grande preocupação com os casos de envenenamento de cães e gatos que foram divulgados pela mídia recentemente. A parlamentar é defensora da causa animal, e tem vários projetos desenvolvidos relacionados ao cuidado e a proteção dos animais.  

Nesses e em outros casos, a vereadora alerta a importância de sempre levar o bichinho a uma clínica veterinária, para que todos os procedimentos sejam realizados de forma adequada, e que garantam a segurança do animal. 

"O envenenamento é um crime silencioso. Identificar o autor é muito difícil, então a primeira preocupação deve ser a prestação de socorro imediata. Uma das sugestões do nosso mandato é que a Polícia Científica de Pernambuco disponha de um Instituto Médico Legal Veterinário, para apurar com mais eficiência e precisão, e auxiliar no cumprimento das leis e repressão contra casos de maus-tratos", disse Andreza. 

Andreza é idealizadora do projeto Central Animal, que realiza consultas, castração gratuita, adoção de animais, denúncia de maus-tratos e outros serviços. Para realizar qualquer tipo de atendimento, o cidadão precisa acessar o site centralanimal.com.br e realizar o cadastro.

Cantores paraíbanos se apresentam no Polo Alto do Moura e marcam fim de semana com repertórios focados no forró tradicional


O festejos continuam e, nesse sábado (15), a animação do Alto do Moura, segundo maior polo dos festejos da Capital do Agreste, ficou por conta dos cantores paraibanos: Gitana Pimentel, Amazan e Novinho da Paraíba.

Gitana Pimentel abriu a tarde de festejos com seu repertório de músicas brasileiras, com uma apresentação que é uma mistura de ritmos, indo do carimbó à lambada. “Propomos ao nosso público uma viagem animada pela música nacional, sem sair do contexto cultural” , pontuou a cantora em sua primeira apresentação em Caruaru.

Mesmo com o dia frio e chuvoso, o público compareceu em massa ao Polo Mestre Vitalino para apreciar o show de Amazan, artista paraibano com mais de 30 anos de estrada e mais de 30 álbuns gravados. O repertório do artista teve músicas que marcaram sua trajetória, como “É hoje que eu só chego amanhã”, “Fã de vaquejada”, “A cabritinha”, além do seu mais novo sucesso “O velho é top”. Segundo Amazan, o autêntico forró está mais vivo do que nunca. “Para constatar o que estou falando, basta olhar o público que está aguardando nossa apresentação, focada 100% nas raízes”, disse Amazan.

O encerramento da programação ficou por conta de Novinho da Paraíba, com seu show fiel ao forró genuíno.

A previsão de tempo para este domingo (16) é de céu ensolarado, um verdadeiro convite para os festejos que continuam com Targino Gondim, Nádia Maia e Caninana do Forró.

Hospital Unimed Juazeiro é referência regional em cirurgias de pequena e média complexidade


Com mais de duas mil cirurgias eletivas realizadas com sucesso, o Hospital Unimed Juazeiro (HUJ) é considerado na atualidade referência regional em procedimentos de pequena e média complexidade.

Também conhecido como Hospital Day (com alta em até 12h), esta unidade de saúde, vem realizando por mês uma média de 202 cirurgias em especialidades, a exemplo de ginecologia, tratamentos urológicos, mastologia e cirurgias plásticas.

O centro cirúrgico Dr. Alberto Magno Santos Bagetti, dispõe de modernos equipamentos e uma equipe multiprofissional formada por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistente social e nutricionista. Projetado para oferecer conforto, tecnologia e eficiência no atendimento à pacientes, médicos e colaboradores, o centro tem sido bastante procurado também para realização de cirurgias pediátricas, a exemplo da retirada de amígdalas, fimose e hérnia umbilical. No atendimento ao público adulto, as histeroscopias, cirurgias plásticas, vasectomias e septoplastias, são as mais procuradas.

Na estrutura destacam-se 4 salas cirúrgicas dotadas de torres de vídeo e carros para anestesia de última geração, 5 leitos de recuperação pós-anestesia, clínica cirúrgica, farmácia satélite, Central de Material e Esterilização (CME), arsenal de instrumental completo e uma sala de preparo que permite uma experiência positiva e segura para o paciente e acompanhante, além de uma unidade de internamento com apartamentos.