Sabores da Tia Val

Sabores da Tia Val
Encomendas pelo Direct do lnstagram

quarta-feira, janeiro 29, 2020

SENAI-PE e Jeep lançam Programa de Formação de Ferramenteiros

O SENAI Pernambuco e a Fiat Chrysler Automóveis (FCA) deram, nesta segunda-feira (27), o pontapé inicial no Programa Formação de Ferramenteiros, que pretende capacitar profissionais do Polo Automotivo Jeep na produção técnica de ferramentaria. Em um encontro realizado dentro da própria fábrica da Jeep, em Goiana, os 30 colaboradores selecionados para a primeira turma do projeto foram acolhidos por representantes do polo e do SENAI e receberam informações sobre a qualificação, primeira deste tipo a ser realizada no Estado. A previsão é que as aulas tenham início ainda nesta semana.

Ao todo, mais de 1000 colaboradores da Jeep e das empresas sistemistas participaram do processo seletivo. Em uma iniciativa pioneira, os selecionados participarão de aulas teóricas e práticas, que serão ministradas em um laboratório estruturado pelo SENAI-PE dentro da fábrica da Jeep. Os alunos terão também a oportunidade de aprimorar seus conhecimentos na Prima Sole, uma das empresas instaladas no supply park. “Ter a possibilidade de desenvolver as pessoas é nosso objetivo. Sabemos que esse curso irá transformar o percurso profissional de vocês”, disse o Plant Manager da Jeep, Pierluigi Astorino. No total, o curso terá duração de 14 meses.

O curso começou a ser elaborado há um ano, com a participação de especialistas do SENAI, da Jeep e das sistemistas. A ideia era garantir uma grade curricular que atendesse, efetivamente, às necessidades do polo automotivo, formando profissionais mais assertivos em suas atividades. Diretora Regional do SENAI Pernambuco, Camila Barreto agradeceu a confiança dos empresários e parabenizou os novos alunos. “Estamos aqui para colaborar com a produtividade da Jeep e de todos os sistemistas. Nossa missão é formar profissionais para a indústria pernambucana”, reforçou.

Responsável pela área de Ferramentaria no setor de Prensas da Jeep, Alexandro Lopes incentivou que os alunos aproveitassem a oportunidade de participar de um curso do SENAI. “Há exatos 20 anos eu concluí um curso profissionalizante de ferramentaria no SENAI Almirante Tamandaré, em São Paulo. Foi um dos melhores anos da minha vida. O SENAI é uma instituição plenamente capaz de ensinar ferramentaria, mas não apenas isso. Ele também ensina você a ser o melhor profissional da sua área”, declarou.

Imprensa FIEPE

Ainda tem vaga na escola em Olinda

Mais de 25 mil estudantes já efetuaram matrículas nas escolas municipais de Olinda, mas ainda tem espaço para mais. A Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Juventude divulgou nesta terça-feira (28) vagas em escolas que não foram totalmente preenchidas. Há disponibilidade para Ensino Fundamental nas Escolas Prof. Wilson de Souza (Jardim Fragoso), Nossa Senhora do Monte (Butrins), Monte Castelo (Rio Doce I), Lions (Butrins) e Ageu Magalhães (Vila Popular), além de vagas em quase todas as 27 unidades de ensino que oferecem aulas de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Os interessados em matricular seus filhos devem ir a uma das escolas acima, levando toda a documentação, até o dia 31 de janeiro.

O calendário escolar 2020 da Rede Municipal de Ensino de Olinda prevê 203 dias letivos, com início das aulas no próximo de 5 de fevereiro. Já o encerramento será no dia 23 de dezembro. No dia 4 de fevereiro, a Secretaria de Educação, seguindo seu calendário prevê o início do ano letivo apenas para a equipe pedagógica e administrativa com foco na aprendizagem. 

NOVAS UNIDADES| A Rede Municipal de Ensino nos seus últimos três anos (2016 a 2019) ampliou de 65 para 72 novos espaços escolares. Entre eles, a implantação da de três Escolas de Tempo Integral (Sagrado Coração de Jesus, Lions Dirceu e Don João Crisóstomo). Para 2020, a Secretaria de Educação prevê ainda mais uma unidade de tempo integral, o CAIC Norma Coelho, em Peixinhos, para atendimento de 500 novas vagas.

Imprensa Olinda

Seleção para Agente de Saúde no Recife

Para fortalecer e ampliar o atendimento na rede municipal de saúde, a Prefeitura do Recife lançou, no Diário Oficial do Município desta terça-feira (28), uma seleção pública para contratação efetiva de 72 Agentes Comunitários de Saúde (ACS), além da formação do cadastro reserva. As inscrições começam na próxima quinta-feira (30) e podem ser feitas até o dia 3 de março, no site www.upenet.com.br.

O processo é executado pelo Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco (IAUPE) e o edital completo está disponível no site da PCR (www.recife.pe.gov.br). A taxa de inscrição custa R $ 33,40.

A seleção da Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife oferece vagas nos oito Distritos Sanitários da cidade e será realizada em duas etapas: na primeira, haverá uma prova objetiva de conhecimentos, e, na segunda, um curso de formação inicial. O salário base atual é de R$ 1.250, para uma carga horária de 40 horas semanais, e passará a ser de R$ 1.400 em abril deste ano. O processo seletivo reserva 10% das vagas para pessoas com deficiência, desde que seja compatível com a função a ser desempenhada.

Para concorrer às vagas, os candidatos devem residir na área da comunidade em que pretendem atuar. Os outros requisitos são possuir certificado de conclusão do ensino médio emitido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e ter concluído e sido aprovado no curso de formação inicial.

A prova objetiva será realizada no dia 22 de março, e o resultado desta etapa será divulgado em 3 de abril. No dia seguinte, será feita a convocação para o curso de formação inicial, de caráter classificatório e eliminatório. A capacitação terá carga horária de 40 horas, em horário integral, exigindo-se do aluno frequência obrigatória e dedicação exclusiva. Ao final das aulas, será feita uma avaliação. A expectativa é que os aprovados comecem a trabalhar a partir de junho.

VALORIZAÇÃO – No primeiro semestre de 2019, o prefeito Geraldo Julio sancionou a Lei que adequa as carreiras dos agentes de saúde ao piso estabelecido pela Lei Federal nº 13.708/18, garantindo o Plano de Cargos e Carreiras, Desenvolvimento e Vencimentos (PCCDV) e valorizando ainda mais os Agentes Comunitários de Saúde (ACSs). O piso é de R$ 1.550, e o pagamento está sendo escalonado: R$ 1.250 no ano passado, R$ 1.400 em abril deste ano e R$ 1.550 em abril de 2021, para quem tem carga horária de 40 horas semanais.

Outras atitudes de valorização da categoria têm sido tomadas pela gestão. Em maio de 2019, a Prefeitura do Recife iniciou a entrega aos ACSs dos kits com novos fardamentos, composto por bonés com aba de proteção de pescoço, blusa com proteção UV, colete, capa de chuva e camisa polo.

PROFISSÃO – O Agente Comunitário de Saúde executa atividades de vigilância, prevenção de doenças e promoção à saúde, realizando ações domiciliares ou comunitárias, individuais ou coletivas. Uma das principais funções do ACS é realizar visitas domiciliares para cadastrar todas as pessoas de sua área e manter os dados atualizados no sistema de informação da Atenção Básica. Com isso, é possível fazer uma análise da situação de saúde dos usuários e agendar, quando necessário, visitas domiciliares de médico, enfermeiro ou cirurgião dentista para pacientes de sua área de atuação que não possam se deslocar. Também é papel do ACS registrar, para fins de planejamento e acompanhamento das ações de saúde, os dados de nascimentos, óbitos e doenças.

CONCURSO – Também para reforçar o atendimento na rede municipal de saúde, a Prefeitura do Recife está realizando concurso público com quase 700 vagas de níveis médio, técnico e superior para cargos efetivos da Secretaria de Saúde do município. Também foram feitas, no ano passado, seleções simplificadas para contratação temporária de enfermeiros obstetras, psiquiatras e médicos da Atenção Básica à Saúde.

Desde 2013, mais de dois mil profissionais de saúde foram chamados para reforçar o atendimento na rede municipal, sendo mais de 1.300 nomeados e 460 contratados temporariamente. Desse total, foram cerca de 400 médicos, mais de 150 enfermeiros, mais de 70 dentistas e mais de 300 Agentes Comunitários de Saúde, atuando junto à população na prevenção e no cuidado com a Saúde. 

Imprensa Recife

Grupo Bongar faz apresentação em homenagem a Iemanjá

Domingo, 2 de fevereiro é dia de Iemanjá. Para celebrar a data e as boas energias, o Grupo Bongar leva toda a ancestralidade da Nação Xambá, para a primeira edição da festa “Axé Iyá”, que ocorre a partir das 16h, no Sinspire, Praça do Arsenal – Recife.

Com forte representatividade, o Grupo Bongar leva os festejos tradicionais de seu terreiro, local sagrado do culto aos orixás e eguns. O grupo leva mundo aos palcos do mundo, a batida única do Coco da Xambá, identificada pelo rufar da alfaia de tronco de macaibeira e ritmos do candomblé. Palavras chaves do trabalho do Bongar são arte, espiritualidade e ritmo forte.

Formado por Guitinho (voz e composição), Shirleno (alfaia, abê, yan e coro), Moisés (congas, ganzá, cobel, melê e coro), Thúlio (voz, caixa, prato, yan, melê e coro), Neta (abê, melê ancó, alfaia, ganzá, cobel, pandeiro e coro) e Beto (ganzá, pandeiro, congas, caixa, prato, cobel, melê e coro), o Bongar busca preservar e valorizar a criatividade musical desenvolvida por jovens de comunidades de terreiro das periferias do país, mas dialogando com outros instrumentos e agregando sonoridades e valores melódicos contemporâneos.

Além de suas músicas clássicas, como “Acorda Maria”, “Chão batido” e outras, o Bongar trará músicas para além do ritmo do Coco, do novo disco, “Macumbada”, gravado em parceria com o DJ norte-americano Maga Bo.

Na ocasião, Bongar divide palco com o DJ Geo, angolano, que traz muito semba e quizomba para a celebração.

Os ingressos para o evento custam R$ 15 e já estão disponíveis através do site da Sympla e na bilheteria do evento.

SERVIÇO
SINSPIRE CELEBRA DIA DE IEMANJÁ COM SHOW DO GRUPO BONGAR 
Neste domingo (02), a partir das 16h, no Sinspire, Praça do Arsenal – Recife
Ingressos: R$ 15 – Sympla e Bilheteria do evento
Informações: (81) 99993.6266


Sesc abre vagas para turmas de educação no Grande Recife

Visando manter a contribuição com a formação de crianças, jovens e adultos, por meio da abordagem pedagógica socioconstrutivista, na qual o aluno é o sujeito do conhecimento, unidades do Sesc abrem inscrições para turmas de educação no Grande Recife. Santo Amaro, Goiana, São Lourenço da Mata e Piedade estão com vagas para a Educação Infantil, Ensino Fundamental, Educação para Jovens e Adultos (EJA) e Pré-ENEM. 

No Sesc Santo Amaro, há vagas para os 2º e 5º anos do Ensino Fundamental. A mensalidade custa R$138 para dependentes de comerciários e R$ 276 para público geral. Já para a EJA, estão disponíveis as turmas da Primeira Fase (que corresponde ao 1º, 2º e 3º anos do EF) e da segunda fase (4º e 5º anos no EF). A EJA é gratuita.

Na unidade de Goiana, as inscrições são para o Pré-escolar II da Educação Infantil, e 1º, 2º, 4º, 5º, 6º e 8º anos do Ensino Fundamental. O valor mensal do Ensino Infantil é de R$ 127 para dependentes de comerciários e R$ 254 para público geral. No Ensino Fundamental 1, o valor é de R$ 242 e R$ 484 respectivamente. Já no Ensino Fundamental 2, a mensalidade fica R$ 235 e R$ 470. A EJA é gratuita e tem turmas de Alfabetização, 1ª e 2ª Fases.

O Sesc Ler São Lourenço oferta turmas da Educação Infantil (EI) 3 ao 5º ano do Ensino Fundamental. A unidade também oferece a EJA gratuitamente, para a alfabetização, primeira e segunda fases. A mensalidade da EI é R$ 99 para dependentes de comerciários e R$ 198 para público geral. A do EF é R$110 e R$220.

No Sesc Piedade, os interessados podem se inscrever para a EJA, que é gratuita, e para o Pré-ENEM. No primeiro, há vagas nas turmas de Alfabetização, ensinos Fundamental e Médio. Já para o Pré-ENEM podem participar alunos a partir dos 15 anos. O valor é de R$ 85 caso seja comerciário ou dependente, e R$170 se for do público geral.

Documentação - Para realizar a matrícula nas turmas da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, pais e responsáveis devem levar comprovante de residência e de renda, RG e CPF do responsável, cartão de vacina atualizado, duas fotos 3x4, certidão de nascimento, fator RH e CPF da criança e a transferência do aluno (este apenas para alunos do EF). Para a EJA, é preciso do RG, CPF, comprovante de renda, comprovante de residência, foto 3x4 e documento de transferência da 1ª fase (caso queira se matricular na 2ª fase). Já no Pré-ENEM, é necessário RG e CPF do estudante, comprovante de residência e uma foto 3x4.

Sobre o Sesc – Criado em 1946, o Serviço Social do Comércio (Sesc) oferece atividades para os funcionários do comércio de bens, serviços e turismo, bem como para o público geral, a preços módicos ou gratuitamente. Atualmente, as unidades de Pernambuco estão com matrículas abertas para cursos regulares em esportes, cultura, educação e grupos de jovens e idosos. São opções para todas as faixas etárias. Além do acesso ao conteúdo, que pode ser para iniciantes ou avançados, os alunos têm acesso aos equipamentos do Sesc, como teatro, academia, quadras poliesportivas, campos de futebol, quadra Society, entre outros. Para conhecer cada unidade, os projetos ou acessar a programação do mês do Sesc em Pernambuco, basta acessar www.sescpe.org.br



Serviço: Vagas de educação no Sesc



Sesc Santo Amaro (Praça do Campo Santo, s/nº. Informações: 32161701/1726/1702)
Turmas: 2º e 5º anos do Ensino Fundamental e EJA.

Sesc Ler Goiana (Rua do Arame, s/n, Centro. Informações: 36268415/8414)
Turmas: Pré-escolar II da Educação Infantil e 1º, 2º, 4º, 5º, 6º e 8º anos do Ensino Fundamental



Sesc Ler São Lourenço (Avenida das Pêras, 56, Tiúma. Informações: 35259033)
Turmas: da Educação Infantil 3 ao 5º ano do Ensino Fundamental e EJA.



Sesc Piedade (Rua Goiana s/n. Informações: 33610097)
Turmas: EJA e Pré-ENEM

River Shopping prepara muito agito nas férias

O início do ano é sempre uma época marcada por ânimo e diversão, tanto por causa das férias escolares quanto pela aproximação das celebrações de Carnaval. E para entrar nesse clima efervescente, o River Shopping, de Petrolina, organiza atividades que prometem agitar o público do mall ao longo de todo o mês de fevereiro.

Aproveitando a animação das prévias carnavalescas, o “Bloquinho do River” agita a criançada nos sábados de fevereiro. A folia, voltada para crianças de 03 a 10 anos de idade, vai contar com muito confete, serpentina, e música. As celebrações começam no dia 01 de fevereiro com a Bandinha Encantar. A música nos dias seguintes de festa vai ficar por conta da cantora Camila Yasmine (08/02) e DJ Candite (15/02). Já no dia 22 de janeiro, a Bandinha Encantar volta para encerrar a temporada com muita animação. A folia começa sempre na praça de alimentação do River Shopping, a partir das 16h. 

Antes do bloquinho começar, o shopping já vai estar animado com as oficinas de preparação e arte carnavalesca. Nelas, as crianças receberão os confetes e serpentinas e aprenderão a confeccionar as tradicionais máscaras venezianas, assim como a fazer pintura facial. As oficinas ocorrem das 14h às 16h30 em frente à Polishop. A participação nas oficinas, assim como no bloquinho, são gratuitas e voltadas para o público infantil.

Contudo, os jovens e adultos também não ficam parados com a programação do River. O shopping promove mais uma edição dos “Aulões de Verão” para fazer todo mundo suar com as coreografias dos principais hits do momento. A atividade, que ocorre gratuitamente na praça de alimentação do shopping, promete agitar os domingos com muita música. Os encontros serão comandado pelos professores David Santana (02/02), Matheus Corcino (09/02) e Alice Dantas (16/02), das 9h às 10h, para deixar os alunos preparados para todas as festas de começo de ano.

"Num pare não!", o bloco do Geraldinho Lins


A primeira edição do bloco “Num Pare Não”, criado por Geraldinho Lins, já está na reta final de venda dos ingressos. Correspondendo ao ensaio de Carnaval do cantor, o bloco “Num Pare Não” se tornou marca registrada de Geraldinho e vai ter sua estreia nas festividades deste ano, mais precisamente, no dia 08 (sábado) de fevereiro. A festa reúne amigos e fãs na casa de eventos Catamaran, no bairro de São José, para celebrar a época e os 30 anos de carreira do músico.

Marcado por sucessos autorais e clássicos, o lançamento da folia, a partir das 13h, ainda dá direito a open bar e open food de feijoada e petiscos. Além disso, os grupos Pagunça e Samba do Preto Velho também vão compor a festa com muita música. Os ingressos, no valor de R$ 150, podem ser adquiridos no Portal da Picanha (Rosarinho), no Armazém do Cabeleireiro (Parnamirim) e online através do site de eventos Sympla. 

Procon Recife realiza pesquisa e constata até 21% de variação nos preços de combustíveis

O Procon Recife divulga pesquisa de preços de combustíveis realizada pelo órgão de defesa do consumidor em 51 postos, entre os dias 3 e 7 de janeiro de 2020. A pesquisa verificou a relação de menor e maior preço e a média dos preços.

A gasolina comum apresentou menor preço no bairro da Estância, com o litro sendo vendido por R$ 4,069 e o maior preço, no bairro de Boa Viagem, custando R$ 4,599, uma variação de 11,52%. Já o álcool etanol teve preços de R$ 3,159 até R$ 3,999, uma variação de 21,05%; enquanto que o diesel comum teve preços entre R$ 3,449 até R$ 4,150, variando 16,89%. O GNV em Recife está custando R$ 2,799 em todos os postos pesquisados. Esses valores são para pagamento igualmente em dinheiro e cartão.

O preço médio encontrado entre os postos pesquisados foi de R$ 4,48 para gasolina, R$ 3,48 para o etanol, R$ 4,76 para gasolina aditivada e R$ 3,81 para o Diesel.

Ana Paula Jardim, Presidente do Procon Recife, alerta o consumidor que existe uma regrinha prática para saber quando vale a pena, nos carros flex, abastecer com gasolina ou etanol. A lógica é bem simples: o motorista divide o valor do etanol pelo da gasolina e, se a porcentagem for menor que 75%, compensa encher o tanque com o combustível feito da cana-de-açúcar. "Se está se perguntando se o parâmetro não é 70%, saiba que atualmente o número ideal é mesmo 75%. É que, em razão do desenvolvimento dos motores e do próprio combustível, pesquisadores refizeram os cálculos e definiram o novo percentual.", explicou Ana.

Para saber mais detalhes da pesquisa, consulte a planilha no site da Prefeitura do Recife: http://bit.ly/3aUnq3q




Imprensa Recife

Liquida Azul no Shopping Boa Vista

Para zerar os estoques, o Shopping Boa Vista realiza de 29 de janeiro (quarta) a 02 de fevereiro (domingo) o seu projeto "Liquida Azul". Os descontos chegam até a 30% para eletrônicos, 50% para alimentação e serviços e 60% nos calçados por todo o mall. O destaque, porém, fica com o setor de perfumarias, joalherias e moda, que chegam a até 70% de promoção, para os clientes renovarem o guarda-roupa.

Gestão do Iterpe tem como foco avançar nas metas do Programa Propriedade Legal

Nesta quarta-feira (29), há exato um ano, o diretor-presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe), Altair Patriota, tomou posse oficialmente no órgão. Nesse período, o Instituto avançou nas ações de acesso a terra e ampliou o diálogo junto aos movimentos sociais, órgãos vinculados à Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA) e instituições parceiras da execução das políticas públicas de desenvolvimento rural no estado.

“Em um ano de gestão, continuo com a mesma disposição e coragem para contribuir e atuar junto das forças vivas da sociedade que defendem o direito a terra, organizações e movimentos sociais, que são parceiras da missão que visa fortalecer e garantir que as famílias rurais de Pernambuco acessem a terra para produzir o alimento de forma sustentável”, reafirmou Altair Patriota.

Dentre as principais realizações de Altair Patriota e sua equipe, destaque para o fomento do Propriedade Legal, programa do Governo de Pernambuco voltado à Regularização de posses rurais e urbana. Em 2019, o Iterpe emitiu 559 novos Títulos de Domínio e entregou, no total, 612 títulos, beneficiando famílias rurais do Agreste Meridional, do Sertão do Araripe e do Sertão do Pajeú, além de firmar parcerias com sete prefeituras municipais (Iati, Bom Conselho, Jupi, Exu, Carnaíba, Afogados e Solidão), por meio de Termos de Cooperação Técnica, com o objetivo de ampliar o alcance do programa.

Além disso, em 2019, o Iterpe emitiu 412 títulos de Concessão de Direito Real de Uso da Terra (CDRU) e, por meio da execução do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), contribuiu para a autonomia de seis associações, no total de R$ 782.585 voltados à implementação de projetos em Unidades Produtivas localizadas em Cabrobó; São Bento do Una; Santa Maria da Boa Vista e Taquaritinga do Norte.

Imprensa Iterpe

CTTU convoca taxistas para recadastramento 2020

A Prefeitura do Recife, por meio da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), convoca os taxistas para fazerem o seu recadastramento anual. O calendário separa as datas de acordo com a terminação da placa do carro, para permissionários, e de acordo com a letra inicial do nome, para condutores auxiliares. É preciso agendar o serviço através do site cttu.recife.pe.gov.br. O taxista deve ficar atento ao calendário anual e realizar o agendamento com antecedência.

Durante o atendimento, o titular da permissão ou condutor auxiliar irá tirar uma fotografia para registro, cadastrar um e-mail e uma senha, além de apresentar os documentos originais previstos no site da Autarquia. Após a entrega da documentação, será dada uma autorização para vistoria do veículo. Após a validação dos documentos, o taxista receberá um e-mail para retirar o Termo de Permissão (TP), a Ficha de Identidade e Credenciamento (FIC). Com esses documentos em mãos, o taxista volta ao local onde realizou o atendimento, sem precisar agendar, para pegar seu Selo de Credenciamento. O taxista deve manter esta documentação em mãos e disponível para apresentar em caso de fiscalização.

Os permissionários que não cumprirem o prazo previsto no calendário anual de recadastramento estarão submetidos a uma multa de 50 km tarifários (tarifa paga pelo km rodado no táxi), que corresponde a R$ 124,50. Se o atraso for referente ao ano anterior, a multa será de 200 km tarifários, que compreende R$ 498,00. Já os condutores auxiliares não pagam multa no atraso do serviço, mas se forem flagrados sem o recadastramento atualizado, podem ser notificados com multa de até R$240,00 e ter o veículo removido.

Outra novidade para este ano é que será necessário agendamento para obter documentos como certidão, declaração, prazo, comprovante de regularidade da empresa, termo de devolução da permissão e termo de substituição temporária do táxi aeroporto, documentação pendente.

AGENDAMENTO ONLINE - Para fazer o agendamento do recadastramento anual ou de outros serviços, o taxista deverá acessar o site da CTTU (cttu.recife.pe.gov.br) e clicar no ícone "Táxi", no lado direito da tela, ou clicar na aba "Serviços" no menu principal. Além dos dados pessoais, será preciso apresentar um endereço de e-mail.

ATENDIMENTO PRESENCIAL - A sede da CTTU fica na Av. Cruz Cabugá, 304, no bairro de Santo Amaro. O atendimento ao taxista é realizado de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h.


Imprensa Recife

Lançado edital de chamamento público para reduzir os custos com as faturas de energia do Estado

O Governo de Pernambuco, por meio das secretarias de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), de Desenvolvimento Econômico (Sdec) e de Administração (SAD) publicou, nesta quarta-feira (29), novo Edital de Chamamento Público para a coleta de estudos técnicos, econômico-financeiros e jurídicos, com intuito de subsidiar investimentos em geração de energia elétrica renovável, construção de novas ou utilização de usinas já implantadas de fonte renovável com compra de energia através do Ambiente de Contratação Livre (ACL), ou Geração Distribuída.

Segundo o Edital, que é vinculado ao Programa de Parcerias Estratégicas do Estado (PPPE – Lei n° 16.573/2019), os interessados poderão auxiliar a Administração Pública na estruturação de contrato ou parceria com a iniciativa privada, com o objetivo de reduzir os custos com as faturas de energia do Estado de Pernambuco.

Poderão inscrever suas Propostas de Manifestação de Interesse (PMI) pessoas físicas ou jurídicas, nacionais ou estrangeiras, desde que preencham os requisitos constantes no Edital. O período para o credenciamento dos estudos será de 30 de janeiro a 28 de fevereiro. Já o prazo para elaboração e apresentação dos projetos, levantamentos, investigações e estudos técnicos à Comissão Especial de Avaliação e Seleção é de 120 dias.

A íntegra do Edital foi publicada no sítio eletrônico do PPPE e encontra-se no link https://bit.ly/2RYAQCP.

Imprensa SEDH PE

Retomadas inscrições do Prouni Recife

A Prefeitura do Recife retomou, na manhã desta quarta-feira (29), as inscrições do processo seletivo do Prouni Recife, que haviam sido suspensas temporariamente devido aos problemas apresentados no Enem 2020. Para garantir que os candidatos não sejam prejudicados, o prazo de inscrições foi prorrogado para as 23h59 do sábado (01/02), com os resultados sendo divulgados no dia 5 de fevereiro. A precaução foi necessária porque a nota do Enem serve de base para a classificação no programa.

Os candidatos devem se inscrever exclusivamente pelo site www.prouni.recife.pe.gov.br. Para o primeiro semestre de 2020, a Prefeitura do Recife oferece 154 vagas em 38 opções de cursos, distribuídas pelas oito Instituições de Ensino Superior cadastradas. O objetivo do ProUni Recife é oferecer bolsas de estudos universitárias gratuitas para estudantes de cursos presenciais de graduação e de cursos superiores de menor duração em instituições privadas de ensino superior estabelecidas na cidade.

Imprensa Recife

Oficina de jardinagem mobiliza jovens da Funase em Arcoverde

Além de atividades culturais e de lazer, oficinas profissionalizantes estão mobilizando adolescentes do Case/Cenip Arcoverde, no Sertão do Estado, no fim do período de férias escolares. Nesta semana, a atividade proposta é relacionada à jardinagem. Os socioeducandos também já participaram, ao longo deste mês, de oficinas de horticultura, de fabricação de estofados e de artesanato, aliando o exercício da criatividade ao aprendizado de vocações que podem ser usadas como prática profissional.

Nesse período, as oficinas ofertaram 50 vagas. As aulas acontecem dentro da própria unidade, que é administrada pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). A oficina de jardinagem, por exemplo, já vem dando resultados. Um dos muros do local ganhou um novo visual a partir das técnicas aprendidas pelos socioeducandos, por meio do uso de garrafas pet. Todos os participantes dessa e das outras oficinas receberão certificados emitidos pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE).

“Fizemos questão de oferecer atividades profissionalizantes nesse período de férias escolares justamente para fazer com que os adolescentes aprendessem novas práticas e dessem vazão à criatividade. Os resultados têm sido muito positivos. Na oficina de estofados, por exemplo, os participantes produziram pufes que serão expostos ao público na sede da Funase, no Recife. Ou seja, é o aprendizado deles indo além e sendo reconhecido”, afirmou a coordenadora geral do Case/Cenip Arcoverde, Paula Cibele.

Imprensa Funase PE

A Rua como Sala de Aula

Jessie Vidal, 28 anos, é do Rio de Janeiro e está se formando em Pedagogia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Militante do PSol, está à frente de uma iniciativa, ainda solitária, mas altamente política (não-partidária, ressalta-se) com a Educação Popular na Praça, onde quem quiser, pode sentar-se com ela e ter aulas de português, inglês, matemática e cidadania. Tem como sua maior influência o educador pernambucano Paulo Freire (1921-1997) e aproveitou suas férias para ler os livros Alfabetização: Leitura do mundo, Leitura da Palavra e Educação como Prática da Liberdade. Sua iniciativa está atraindo outros jovens e se você é do Rio de Janeiro e quer conhecer mais sobre a Educação Popular na Praça, segue o Twitter @EdPopnaPraca.

Leia a seguir o depoimento de Jessie:

Ao perceber que em 2018 o Brasil estaria entrando em um período bastante inflamado pelas divergências de ideais políticos e sociais, marcado tristemente pelo assassinato de Marielle Franco, e principalmente de alienação promovidos por um ataque cibernético de fake news, juntando minha vivência na Faculdade de Educação, com as discussões e leituras, percebi que algo deveria ser feito para promover uma Educação crítica, capaz de incitar dúvidas em assuntos muitas vezes dados como verdade absoluta.

Lembro que nesse mesmo ano, um projeto iniciado por Silvério Moron e intitulado "Adote um Aluno" surgiu por volta de março, o qual só tive conhecimento em outubro, momento oportuno para produzir meu trabalho etnográfico para a disciplina de Antropologia da Educação. Resolvi abordar os aspectos educacionais do projeto, visto que estava aprendendo sobre as teorias de ensino (tradicional, crítica, pós-crítica e pós-estruturalista), e também os critérios usados para recrutar os voluntários. Ao final da pesquisa, o projeto havia se expandido para o Grajaú e Flamengo, e eu sentia cada vez mais vontade de aplicá-lo no meu bairro, até registrado na conclusão da pesquisa, mas não me sentia preparada ou até mesmo formada para exercer tal função de extremo valor. 

Em 2019, acompanhando o quadro político brasileiro, resolvi me envolver em movimentos sociais de educação, me filiar ao Partido Socialismo e Liberdade, o qual me proporciona e proporcionou boa parte da minha formação crítica e também a atuar em uma ONG voltada ao ensino de Inglês. Encontrei no Twitter uma chamada para o Emancipa DEGASE (assumo que não conhecia o órgão e fui pesquisar, mas me empolguei ao saber que uma das figuras políticas que admiro, Marcelo Freixo, também havia atuado lá dentro), e ao ser selecionada, passamos por uma formação pedagógica intensa, e fomos juntos aprimorando a área pedagógica, formulando planos de aula e atividades a serem trabalhadas com os jovens em privação de liberdade, o que contribuiu imensamente para a minha emancipação. 

Posso dizer que o Emancipa DEGASE foi uma transformação na minha vida, não só por me achar politicamente em um movimento e estar lado a lado com seu magnífico bandeirão verde da Marielle nas aulas públicas ministradas nos dias de atos pela educação, mas por aprender a conhecer meus limites e ao mesmo tempo tentar sempre um pouco mais. Assim como o Emancipa, a atuação na ONG Cidadão Pró-Mundo, antes sendo em uma associação de moradores com estrutura precária no bairro do Corcovado - as janelas não tinham vidro, então em todo o período de chuvas do Rio de Janeiro precisávamos chegar mais cedo para secar as salas - e agora em um colégio Ph em Botafogo, RJ, foi imprescindível para minha relação com os educandos da região, provendo aulas de Inglês focadas em metodologia comunicativa e trabalhando com poucos recursos de modo a transformar as aulas. 

Por ter bastante experiência na área, completando 10 anos de profissão em 2019, pude contribuir com formações para os "volunteachers", como são chamados, em relação a dicas de sala de aula e a construção em conjunto de um quadro pedagógico da recém-criada unidade Botafogo. Por ter uma vida acadêmica bastante turbulenta - nos últimos 10 anos eu me aventurei em 5 cursos diferentes, iniciando por Letras Português-Inglês, perpassando por Moda e Publicidade, indo para Francês e finalmente me encontrando na Pedagogia depois de cogitar Filosofia -, pude ter uma miríade de experiências nas mais diversas áreas, e todo o conhecimento adquirido nesses cursos formam a essência do que me tornei hoje. 

Com isso, as aulas que proponho perpassam vários assuntos que me sinto apta a comentar e construir com meus educandos. Todo essa retrospectiva do meu trajeto é importante para entender melhor a gênese do projeto, que desde sua idealização demorou dois anos para sair do papel, me preparando e especializando, e principalmente cuidando de minha saúde mental. Na virada de 2019 para 2020, aproveitei o pequeno período de férias para atualizar minhas leituras, onde me propus a ler dois livros freirianos: Alfabetização: Leitura do mundo, leitura da palavra e Educação como Prática da Liberdade, que passei a considerar dois livros "sagrados" do autor e que me inspiraram para iniciar meu projeto. 

Lembro de ter um caderno ao meu lado e fazer as pontuações planejando o projeto, seus ideais, atividades propostas, dentre outros. O grande porém, no entanto, era criar a coragem necessária pra sentar na praça disposta a dialogar, ensinar e principalmente aprender. Posso afirmar que uma das razões para o projeto finalmente sair do campo das ideias e se solidificar foi a recente crise do MEC com o ENEM, prejudicando o processo seletivo para milhares de futuros universitários. Por ser uma militante da Educação e execrar os cortes e descaso desta no Brasil, me senti impulsionada a iniciar esse movimento. 

O Educação Popular na Praça tem objetivos claramente políticos, mas não partidários, e sim por se tratar de Educação e esta por si só ser um ato político. A ocupação do espaço público como forma de conscientização, de aprendizado e troca de vivências é uma das formas que achei de me comunicar com os moradores, trabalhadores e transeuntes da região. De atingir a classe trabalhadora, quem sofre a opressão diária de nosso sistema de capitalismo selvagem e quem não tem a oportunidade de ter uma educação que vai além dos conteúdos curriculares. 

Nesses dias de experiência, pude atuar como conselheira e psicóloga, pois acredito ser na base do diálogo, respeitando e sabendo ouvir que o conhecimento se constrói, além de aprender MUITO com todas as pessoas que encontrei. Tenho um caso em especial da Raquel, que conheci através de seu pai que veio conversar comigo, demonstrando preocupação com o que parecia ser um quadro depressivo, onde percebi que ele só precisava desabafar. Tentei fazer com que ele refletisse sobre a realidade de jovens como ela, que precisam decidir o rumo da vida, estão no limiar entre a juventude e adultidade, sendo jogadas a todo um novo mundo sem esperanças, afogadas em redes sociais...ele ouviu com carinho e a convidei para conversar. Ela apareceu dois dias depois, numa tarde chuvosa, e pude perceber a pessoa doce e inteligente que passou por tudo que eu e muitas pessoas já passaram: o ingresso na faculdade, a saída da escola, dentre muitas outras coisas. Conversamos bastante, juntamente com sua mãe e tornamos amigas, inclusive adotei um dos gatinhos resgatados por ela! 

Como não posso prever quem sentará na praça, não tenho traçado um plano curricular. Pretendo trabalhar conteúdos também, mas de forma interdisciplinar, crítica e trazendo para a realidade dos educandos, sempre provocando deles um tema a ser trabalhado. Estou recebendo várias mensagens de colaboração, como a Gabriela, educadora de História do projeto, que conheci vía Twitter após a divulgação em minha rede, e estamos estruturando uma forma de fazer uma formação crítica desses educadores que pretendem ajudar no projeto, pois acredito fielmente na frase que minha professora de Currículo, Regina Celi Cunha de Oliveira, uma vez proferiu em aula: "Um médico mal formado mata vidas. Um professor mal formado mata subjetividades". Essa frase tem grande impacto em mim até hoje, pois é essencial prover uma formação emancipadora aos educadores, pois somente assim serão capazes de transformar a realidade ao seu redor e a vida de seus educandos. 

Com a atuação no Emancipa DEGASE, aprendi que de nada vale o discurso salvacionista, a não ser para atrapalhar os planos de emancipação. O objetivo do processo educativo do projeto não se dá somente pela ascensão social, mas da ascensão de pensamentos, para que o sujeito em processo de emancipação reflita criticamente sobre a sociedade, seu processo histórico e seu papel nessa, com um sistema que intencionalmente massacra as ideias e gera sujeitos alienados e disciplinados. Eu não me sinto uma pessoa iluminada por passar meu conhecimento, e não estou lá para que as pessoas sejam "melhores" depois de falar comigo. Estou ali para dialogar, conhecer melhor meus vizinhos e principalmente para aprender com eles. Sinto que tenho tanto a aprender com as pessoas da rua que eles deveriam estar me dando aulas! E meu objetivo é deixar isso bem claro para todos que têm a intenção de participar do projeto, pois não gostaria de reproduzir os valores capitalistas de "salvação". 

Ninguém precisaria ser "salvo" da miséria se não houvesse uma disparidade tão grande entre classes. Enquanto um não tem o que comer, o outro reclama por pagar caro demais na passagem para o exterior. E é muito fácil fazer caridade para "sanar" o peso na consciência de explorar tanto a classe trabalhadora, ou mostrar pra mídia que se importa. Educação não deve ser tratada como mercadoria ou indústria. É algo que é intrínseco do ser humano, é libertador, é desafiador, é atravessar as barreiras da ignorância e do sectarismo, que envolve e encanta. 

Educar é uma das melhores coisas da minha vida e eu acredito realmente que a educação é o caminho para uma sociedade mais justa, unida e estruturada, com pessoas sabendo lidar com suas divergências e se apropriando de suas próprias vidas. Meu sonho de pedagoga pode parecer utópico, mas acredito que sabendo plantar pequenas sementes, conseguimos colher os frutos a longos passos, mas trilhados com sabedoria. Educação é uma solução a longo prazo que muitos não veem sentido em esperar, por isso sigo regando minhas plantinhas todos os dias com o pouco que posso oferecer.



terça-feira, janeiro 28, 2020

#SendoProsperidade

Olá gente linda que acompanha o #SendoProsperidade também aqui no blog da Taís Paranhos. Tudo bem? Positividade sempre nas nossas vidas! Nesta semana vamos falar um pouco da NOVA ERA. Já estamos quase no final do primeiro mês de 2020 e o que nos resta saber é que essa é a Era da Consciência ou, para muitos, simplesmente, NOVA ERA. Nela, padrões do nosso do EGO já não cabem mais. Aqui é para reinar a luz, a transcendência do esforço e da dor. É uma escolha! E quem não quer olhar para dentro, opta por não evoluir, por sofrer agarrado aos velhos padrões+ das antigas energias da humanidade.

Viemos de milhares de encarnações, trazemos de vidas passadas e em nosso DNA muitas experiências. Estamos aqui exatamente para acessar a nossa evolução, fazer diferente e assim transcender.

Muitos já passaram por experiências afetivas dolorosas, que marcaram e que doem até hoje. E colocam uma pedra em cima dessa ferida para não precisar vê-las, com a falsa sensação de não sentir mais a dor por não estar em contato "apagando" assim toda uma história. ILUSÃO! Se soubéssemos que tudo isso que estamos jogando debaixo do tapete é a GRANDE PORTA de nossa cura, pouparíamos muitos anos de sofrimento. Deletar ou bloquear não resolve o mal pela raiz, precisamos tratar esse ferimento e assim ressignificar, evoluir. Mas é preciso coragem, se desafiar mesmo!

Coloquemo-nos em primeiro lugar, peçamos ajuda se necessário e mergulhemos no autoconhecimento, pois só assim conseguiremos nos transformar em ⚡luz e ❤ amor.

Uma coisa é certa: a abundância pode ser ativada em nós quando fazemos as pazes com a energia de quem nos criou. Experimente! É como se nos tornássemos galhos de árvores que poderiam atrapalhar o curso do nosso rio da abundância.

Nunca percamos a oportunidade de curar feridas emocionais profundas. Façamos as pazes com a nossa essência. O Universo nos devolve o que oferecemos. Por trás de todas as coisas vistas existe algo mais amplo. Tudo é apenas um caminho, um portal ou uma janela se abrindo para além de si mesmo. 


Com ❤ amor e gratidão por mais este momento aqui com vocês, 


Mariângela Borba.

segunda-feira, janeiro 27, 2020

Thiago: um cara nota 1000

O estudante Thiago Nakazone, de 18 anos, é um jovem como tantos de sua idade: faz natação, adora sair com os amigos, joga videogame ("SuperMario" e "The Sims" são seus favoritos) e é muito fã de música pop, destacando os álbuns Melodrama (Lorde) e Reputation (Taylor Swift).  Mas há alguns dias, ele passou a ser mais visado; O ENEM vem passando por muitos problemas, mas divulgou as notas da redação e entre milhões de inscritos, 53 candidatos deram um show e cravaram a nota 1000. Thiago é um deles. E nessa entrevista exclusiva para o blog, Nakazone nos conta sobre sua preparação, dicas para quem tem dificuldade em escrever e seus planos para o futuro. Voa, garoto!!!

1) Você esperava esse êxito tão grande na redação?
Sendo bem sincero, eu estava esperando uma boa nota - até porque me preparei bastante para isso - mas o 1000 mesmo, não. Até porque em todas as edições do Enem, só um grupo seleto de participantes consegue alcançar tal feito. Então, quando eu vi o resultado, tive uma grande surpresa - positiva, é claro!

2) Muitos criticam a internet como causa dos erros de ortografia. Você concorda? Por que?
Acredito que dá pra fazer uma comparação - bem doida - com o nosso vestuário do dia a dia. A roupa que usamos para dormir não é a mesma que usamos em um baile de formatura, por exemplo, já que são ocasiões que pedem níveis de formalidade diferentes. A internet - principalmente se tratando das redes sociais - não requer, na maioria das vezes, um rigor tão alto da nossa escrita. Então, nesse quesito, não acho que ela seja prejudicial, desde que a gente tenha o discernimento necessário para não utilizar a mesma linguagem da web em ocasiões que exigem a norma mais culta da língua.

3) Como foi a sua preparação?
Considero que praticar é de extrema importância: conforme você escreve, você aprimora seu texto. É importante fazer isso com frequência, para não acabar enferrujando. Como eu estava no meu terceiro ano, simulados e provas de redação eram constantes. Além disso, meus professores - desde os da minha escola, o CBV, a Bérgamo, do cursinho - foram essenciais para minha preparação, com ótimas aulas. Friso que, toda vez que mandava uma redação para eles corrigirem, eu procurava saber, além da nota, os meus erros no texto, para que eu não voltasse a cometê-los na produção seguinte.

Por fim, como uma das competências do Enem fala sobre articular o tema com várias áreas do conhecimento, eu buscava estar sempre bem informado, unindo isso aos conteúdos vistos nas aulas de história, filosofia, sociologia e a músicas, filmes... para ir acumulando conhecimento. Tudo isso me ajudou a escrever melhor.

4) Que curso você pretende fazer?
Arquitetura e urbanismo! Desde criança, eu sempre gostei de prédios, construções... Eu quase optei por engenharia civil, mas, nos últimos anos, percebi que me interessava mais pelos detalhes, pelo planejamento do espaço do que pelo processo de “estruturação” da obra em si. 

5) Que dica você dá para quem tem dificuldade de fazer um texto, ainda mais uma redação?
Bem, acredito que praticar bastante é essencial, assim como conhecer a bem a estrutura do texto dissertativo-argumentativo, dividido em três partes: introdução, desenvolvimento e conclusão. Essa última, no Enem, requer uma proposta de intervenção, com soluções detalhadas que resolvam - de forma eficaz e viável - o problema apresentado no tema. Antes de começar a escrever, uma boa estratégia é montar uma espécie de roteiro, para que você não fique preso no meio, sem saber o que falar ou com o que argumentar. Além disso, reforço o que já disse: busque se manter bem informado, articule com outras áreas do conhecimento e procure corrigir a sua produção com um professor.

#NinguémSoltaAMãoDeNinguém [32]

O Marcel é de Cupira - PE e está precisando pagar duas mensalidades de seu curso, na Uninassau de Caruaru. Ele já conseguiu quase a metade dos R$ 650,00 que necessita. Mas ainda faltam R$ 300,00. O link da Vakinha dele é esse aqui: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/pagar-2-mensalidades-atrasadas-da-faculdade .

#NinguémSoltaAMãoDeNinguém [31]

Paulo tem 31 anos e é portador de deficiência. Cego, surdo e cadeirante, cada dia de sua vida é uma superação. Ainda pequeno, contraiu artrite reumatoide, seguida de uveíte (inflamação nos olhos), inflamação nas articulações e sérios problemas de visão. Na adolescência, ficou completamente cego aos 11 anos e desde os 14, não anda. Aos 19 anos, como consequência da artrite, perdeu a capacidade de audição. 

Mas isso nunca permitiu que ele deixasse de lutar e realizar sonhos. Aos 16 anos, ganhou a medalha de ouro da Olimpíada Brasileira das Escolas Públicas e atualmente trabalha como programador e criador de apps para celular. Se sente vivo e mesmo curado, quando está produzindo. E por isso mesmo, ele abriu uma Vakinha para adquirir um computador MacBook Pro para criar aplicativos. No depoimento dele a seguir, ele nos conta sobre suas necessidades. E sim, a Vakinha dele é essa aqui: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/surdo-cego-cadeirante-programador-quer-realizar-seu-sonho

Depoimento a seguir:

Amigos,

Sou Paulo Santos Ramos.
Sou surdo-cego-cadeirante e peço ajuda de todos.
Nasci em 1989.
Aos dois anos, descobriram que eu tinha artrite juvenil seguida de uveíte, que é
uma inflamação nas juntas e nos olhos, respectivamente.

A artrite, no meu caso, atacou
inicialmente os dois joelhos.
Depois, atingiu os dois cotovelos e foi avançando.

A uveíte, por sua vez, atacou com mais força o olho direito
e depois avançou para o esquerdo.
Eu fiquei baixa visão no olho esquerdo e só vendo claridade,
com certo esforço do olho direito.
Conseguia, por exemplo, ver cores com o esquerdo.

A vida foi avançando e as doenças também.
Andando cada vez mais mancando, chorando toda manhã de dor nas juntas.
Tive complexos de inferioridade, indiferenças pelo
fato de os outros meninos da minha idade conseguirem
fazer certas coisas e eu não.

Com os doze anos, todo feliz, fui mostrar à minha
mãe que eu conseguia andar de bike sem rodinhas laterais.
Eu lancei uma dúvida:
-- Mãe, vou tentar ir até o fim da rua e voltar. Se eu cair, a gente vê o que faremos, tá?

Lancei esse suspense.
Aí fui. Deu certo. Imagine minha alegria: eu me senti como os outros meninos!
Aí, cheio de planos para o dia seguinte, imaginando andar melhor,
simplesmente acordei totalmente cego: a doença avançou e descolou a retina.
A visão já estava meio embaçada nos dias anteriores, mas retomava
no nível habitual.
Todos os planos por água abaixo.

Aos catorze anos, com artrite bem avançada, eu
andava mancando indo ao quarto da minha mãe e tropecei em um
balde.
Não caí, mas deu mal jeito no pé e tiveram que me por na cama.
No período de recuperação a artrite começou a piorar de vez.
As dores já estavam fortes e as pernas entrevaram'
Os braços já estavam
assim entrevados, mas pioraram e encolheram mais.
Dedos também, pulsos e a maioria das juntas, até o maxilar,
possui a lamentável artrite.

Com os catorze ainda, tive outra tristeza. A audição sinalizava uma surdez.
Inicialmente, achava ser mera pressão do ouvido mesmo.

Iniciou-se, no fim dos meus catorze, uma surdez progressiva começou.
Com os 19, fiquei totalmente surdo.
Foi um baque grande, pois eu gostava de ver TV e
sobretudo, mexer no PC com programas leitores de tela, algo parecido com o
VoiceOver do iOS, sistema operacional do iPhone.

Mas, ao longo dessa _árdua jornada, nunca desisti da vida.
Aos catorze anos, comecei a programar sério no PC, fazendo jogos criativos.
No começo
errava muito na ortografia, pois eram jogos textuais, onde descreve
personagens, itens e ambiente.
Era chamado de burro por gente mais irreverente.
Mas continuei.

Com os 16 anos, em 2005, ganhei uma das medalhas de ouro nas Olimpíadas de
Matemática das Escolas Públicas, a OBMEP.
Fui o único deficiente n época que ganhou qualquer tipo de medalha, em 2005.

Com os 21 anos, uma professora comprou no exterior e vendeu parceladamente para mim um muito limitado display Braille, que é um
aparelho que traduz o que está na
tela de um PC para o Braille, linguagem tátil de cegos.

Ganhei outro display com os 25 e um melhor, mais moderno com os 26.
Tudo por doação, pois o pessoal ficava comovido com minha história e habilidade com
o PC, programação e celular.

Hoje, com 30 anos, quero ir mais longe.
Quero obter uns equipamentos para ampliar minha vida de programador e de acessibilidade na informática'

Esses aparelhos braille, assim como celulares e smartphones em geral,
vão se tornando mais ultrapassados com o tempo.
O que tenho agora, não entra em bons sites como entrava antes.
O que busco atualmente, tira foto de uma carta escrita a mão e traduz para
o braille possibilitando-me lê-la. Útil para eu ter acesso
a cartas, panfletos, sinopse de filmes em capas de DVDS e, é claro,
livros que não existem em braille e aí eu posso tirar foto de suas páginas
e lê-los.
Ou seja, é praticamente como se eu enxergasse, no âmbito da literatura.
Divisor de águas.

O outro equipamento que busco é o MacBook, pois só PCs da Apple compilam
programas para iPhones e dispositivos da Apple em geral.
Quero ter o melhor MacBook, para fazer, em toda plenitude, minha paixão que o
lutei contra minhas próprias limitações físicas para permanecer nela
sem desistir: programar.

Para obter esses equipamentos, faço uma Vaquinha.
Ao comprá-los, o que restar da arrecadação comprarei uma
cadeira de rodas melhor, ou coisas que melhorem o meu cotidiano.

Se 2000 pessoas doarem 30 reais, eu já alcanço o sonho.

#NinguémSoltaAMãoDeNinguém [30]

Logo logo o ano letivo de 2020 vai começar e nem todo estudante tem condição de comprar o material escolar. É o caso de Mikaely, de Limoeiro - PE, cuja família está com problemas e por conta disso, ela e seu irmãozinho não têm condições de adquirir cadernos, lápis, e tudo o que se precisa para as aulas. Por isso, ela abriu uma Vakinha e quem quiser ajudá-la o link é esse aqui: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/material-escolar-mikaely-evellen-pedroso-da-silva. Leia a seguir o depoimento da Mikaely:

A situação na minha casa não tá nada boa, minha mãe está atolada de dívidas por causa do meu tio que está em estado vegetativo no Hospital em Olinda, eu e meu irmão não teremos material escolar por causa disso não temos nem um real pra comprar uma caneta, peço que me ajudem, e quem não quiser contribuir com dinheiro, e sim com material, eu moro em Limoeiro Pernambuco cidade próxima de Recife mas minha mãe sempre está em Olinda na rua Farias Neves.

sábado, janeiro 25, 2020

Estação transitória de BRT será desativada para requalificação da Conde da Boa Vista

O Grande Recife desativa, na próxima segunda-feira (27), a Estação de BRT Soledade I que fica entre as ruas das Ninfas e Soledade, sentido subúrbio/cidade. A ação faz parte do projeto de requalificação da Avenida Conde da Boa Vista que prevê a retirada das seis Estações transitórias existentes na via e a construção de duas iguais às dos Corredores de BRT.

Toda a alteração vem sendo comunicada aos usuários por meio de cartazes afixados na própria EBRT I, além das linhas de BRT que atendem à Estação: 2437 – TI Caxangá (Conde da Boa Vista), 2441 – TI CDU (Conde da Boa Vista), 2444 – TI Getúlio Vargas (Conde da Boa Vista) e 2450 – TI Camaragibe (Conde da Boa Vista). Nos primeiros dias, orientadores também estarão no local informando a mudança aos usuários.

Com a desativação, a EBRT Soledade I será desmontada e os usuários terão como opção as estações Derby e Gervásio Pires I, que ficam no mesmo sentido da via, antes e depois do equipamento, respectivamente.

Para tirar dúvidas ou enviar sugestões e reclamações, o usuário pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente (0800 081 0158) ou WhatsApp (99488.3999), exclusivo para reclamações.

Imprensa Grande Recife

sexta-feira, janeiro 24, 2020

Núcleo de Justiça Restaurativa da Funase define metas para 2020

A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) pretende intensificar práticas que contribuam para uma cultura de paz junto aos adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas. A expectativa é de que, até o fim do ano, todas as 24 unidades da instituição contem com equipes desenvolvendo ações ligadas a essa metodologia, que prevê a transição para uma lógica que privilegie a percepção sobre responsabilidades individuais e coletivas e a criação de novas bases para relacionamentos. As metas para 2020 começaram a ser construídas em uma reunião realizada na sede da Funase, no Recife, na quarta-feira (22).

As atividades nessa área são conduzidas pelo Núcleo de Justiça Restaurativa da instituição, criado no ano passado e composto por oito servidores. Na reunião, foram avaliados os avanços obtidos em 2019, como o I Seminário de Socialização de Práticas Restaurativas em Unidades Socioeducativas, evento que mobilizou representantes do sistema socioeducativo, do Judiciário, de universidades e de comunidades. Agora, o desafio é a conclusão de um plano quadrienal, que norteará as próximas iniciativas desenvolvidas pelo núcleo, em consonância com as diretrizes estabelecidas no Projeto Político-Pedagógico da Funase.

“Neste início de ano, estão sendo realizadas algumas reuniões com o Núcleo de Justiça Restaurativa para planejar ações e manter o processo de implantação dessas práticas nas unidades da Funase”, explicou a assessora técnica da Política de Atendimento da Funase, Nereida Pontes, que conduziu a reunião juntamente com a assessora técnica Dilma de Marilac, integrante do núcleo.

Estiveram presentes outras quatro componentes do Núcleo de Justiça Restaurativa: a assistente social Tatiana Pires, da Unidade de Atendimento Inicial (Uniai); a pedagoga Tânia Mara, do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Santa Luzia; a psicóloga Lilian Fonseca, da Casa de Semiliberdade (Casem) Areias; e a assistente social Marcela Mariz, da Casem Olinda. O grupo tem ainda os pedagogos Socorro Barros (Casem Casa Amarela), Maurinúbia Moura (Cenip Caruaru) e Amós Lemos (Cenip Petrolina).

Imprensa Funase

Número de empresas abertas em Pernambuco cresce 20%

No ano de 2019, o total de empresas abertas em Pernambuco foi de 96.244, contra 79.983 em 2018, o que representa um crescimento de 20,3%, segundo dados da Junta Comercial de Pernambuco (JUCEPE).

Excluindo os Microempreendedores Individuais (MEIs), o número de registros de empresas foi de 19.138, número 3,4% maior do que as 18.503 empresas registradas no ano anterior. Já o número de registros de MEIs durante o ano passou de 61.480 em 2018, para 77.106 em 2019, uma alta de 25,4%.

“Estes números mostram que a economia do Estado está em recuperação. Mesmo com a economia nacional não demonstrando total recuperação, Pernambuco segue avançando”, afirmou a presidente da JUCEPE, Taciana Bravo.

O número de fechamento de empresas teve uma queda significativa, passando de 77.258 em 2018, para 37.009 em 2019, o que representa uma redução de 52% no número de baixas. Segundo a presidente da JUCEPE, em 2018, houve uma mudança significativa no número de fechamento de empresas no estado de Pernambuco, decorrente de uma atualização nos cadastros da Receita Federal do Brasil (RFB), onde foram excluídos os MEIs que não fizeram nenhum pagamento de imposto nos últimos três anos nem enviaram as Declarações Anuais do Simples Nacional (DASN-SIMEI).

No geral, Pernambuco terminou 2019 com um total 563.284 empresas em atividade. Os municípios que mais abriram empresas foram Recife (15.338), Caruaru (2.147), Petrolina (1.940), Jaboatão dos Guararapes (1.905) e Olinda (1.717).

As atividades empresariais mais registradas foram:Treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial, Comércio de vestuário, Serviços de apoio administrativo, Construção de edifícios, Lanchonetes, Consultoria em gestão empresarial, Serviços de engenharia e Restaurantes e similares.

SCGE apoia projeto do TJPE para instalação da Ouvidoria da Mulher

A secretária da Controladoria-Geral do Estado (SCGE), Érika Lacet, recebeu em seu gabinete, na tarde da quarta-feira, dia 22, a juíza Ana Veras, da Comarca de Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Em pauta, a criação de um canal exclusivo para atender denúncia de violência contra a mulher no Estado por parte do Poder Judiciário.

É intenção do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) instalar, em março deste ano, a Ouvidoria da Mulher. Para tanto, a juíza Ana, que coordena a estruturação desse canal especializado, veio buscar na Ouvidoria-Geral do Estado (OGE), ligada à SCGE, o apoio necessário. A magistrada deseja conhecer a experiência e a estrutura da OGE e da Ouvidoria da Secretaria da Mulher. “A ideia é trazer as boas práticas também para essa nova Ouvidoria que o TJPE está criando. É importante que a gente trabalhe conectado com as outras ouvidorias”, destacou a juíza.

Entusiasta das causas sociais que dão voz ao cidadão, especialmente às mulheres, a secretária Érika Lacet, que também é ouvidora-geral do Estado, se colocou à disposição para colaborar. “Estamos abertos para auxiliar no que for preciso. É muito gratificante constatar o fortalecimento das ouvidorias no Estado”, frisou.

Durante o encontro, Érika Lacet lembrou que no final de 2019 foi assinado, junto com o TJPE, dentre outras instituições, o Protocolo de Intenções da Rede de Ouvidorias Públicas e Afins, cuja proposta é disseminar conhecimentos e fortalecer as ouvidorias de todas as entidades participantes. “A Rede Ouvir PE também irá promover o controle social de forma democrática, junto aos municípios, oportunizando a consciência cidadã e a efetivação dos direitos sociais”, ressaltou. A reunião que ocorreu na sede da SCGE, no bairro do Espinheiro, contou, ainda, com a participação de Marcelo Barradas, assessor da OGE.

Imprensa SCGE PE

Oito classificados em seleções da Funase são convocados

Oito profissionais classificados em seleções simplificadas realizadas pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) devem se apresentar, a partir da próxima segunda-feira (27), com os documentos necessários para a contratação. A lista, divulgada na edição desta quinta (23) do Diário Oficial do Estado, inclui uma agente socioeducativa para atuar na Região Metropolitana do Recife (RMR), uma agente para Timbaúba, na Mata Norte, e uma advogada e cinco agentes socioeducativos para Caruaru, no Agreste. O período de apresentação seguirá até 31 de janeiro, das 8h às 11h, em locais que variam conforme a região de trabalho.

As profissionais convocadas para a RMR e para Timbaúba deverão comparecer à sede da Funase, situada na Av. Conselheiro Rosa e Silva, 773, Aflitos, no Recife. Já a advogada e os agentes socioeducativos chamados para Caruaru deverão se apresentar na Estrada Carroçável, Sítio Lagoa dos Porcos, Boa Vista II, na zona rural do município. O não comparecimento de algum convocado será considerado desistência. A lista dos documentos necessários à contratação está disponível no site www.funase.pe.gov.br. Informações podem ser obtidas por meio dos telefones (81) 3184.5465 (Recife e Timbaúba) e (81) 3719.9432/9433 (Caruaru).

Imprensa Funase

Logo mais à noite tem Blues no Recife

O Sinspire, espaço multicultural localizado na praça do Arsenal, no Recife Antigo recebe nesta sexta-feira (24), mais uma edição do festival Recife Blues Summit, que traz em seu line-up, o lendário Neil Arnold e sua slide guitar, a gaita afinadíssima de de Kco Corrêa, da Handmade Band e Rico Bluestamontes Trio recebendo convidados e canjas de mais de dez músicos da cena blues de Recifense. O agito tem início às 21h.

Outro destaque da programação é o show da banda Vanilla Blue, grupo formado apenas por mulheres que epresentam a força feminina do blues.

Radicado em Recife, o britânico Neil Arnold é mestre da slide guitar, estilo clássico do Blues do Mississippi. Seu estilo mescla influências do Blues americano, Blues britânico e Rock'n'Roll da era de ouro. Neil tem em sua história a experiência de ter vivido o auge do Rock na Europa, nos anos 70, com sua banda Grand Theft, projeto encampado pela mesma produtora que gerenciava o Whitesnake e o Rainbow. 

Gaitista da Handmade Band, Kaco Corrêa é um dos mestres do instrumento em nossa região, com um estilo agressivo e calcado nos clássicos do Blues de Chicago. Esta será a primeira participação de um gaitista no festival Recife Blues Summit. 

Rico Blues Trio, banda anfitriã da noite, é uma das mais atuantes do gênero musical, nas noites recifenses, comandada por Rico Bluestamontes, mentor dos projetos Recife Blues. O trio abre o set principal da noite com clássicos de Eric Clapton/John Mayall, Fleetwood Mac, Animals, B.B. King e outras surpresas boas. 

Como já é tradição no evento, shows de abertura com o prodígio Arthur Brandão e canjas especiais são esperadas no festival. Uma seleção de novos artistas e músicos consagrados da cena recifense também estarão presentes no palco. 

O espaço do SINSPIRE na Praça do Arsenal é amplo, climatizado, moderno, com um palco integrado ao espaço de forma que os artistas estarão próximos de seu público. 

Os ingressos do Blues Summit custam R$40 e estão disponíveis no site da Sympla e na bilheteria do evento.

SERVIÇO:

FESTIVAL RECIFE BLUES SUMMIT ACONTECE NESTA SEXTA NO SINSPIRE

Nesta sexta (24),apartir das 21hs, no Sinspire, Praça do Arsenal – Recife Antigo.

Ingressos: R$40 na bilheteria do evento e com desconto através do Sympla 

Informações: (81) 9 9999.4303

Câncer de colo do útero: 90% dos casos da doença estão relacionados ao HPV

De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o tumor de colo do útero atinge mais de 16 mil mulheres no Brasil por ano, o que já faz dele o terceiro tipo de câncer mais prevalente entre a população feminina. Delas, mais de mil são de Pernambuco, de acordo com levantamento do Inca de 2018. A doença é silenciosa e, por isso, em cerca de 35% dos casos acaba levando à morte. A preocupação acerca dos crescentes índices da doença aumenta quando analisado o principal causador da condição: o contágio pelo chamado papilomavírus humano – conhecido como HPV.

Mais comum tipo de infecção sexualmente transmissível em todo o mundo, o vírus HPV atinge de forma massiva as mulheres. Segundo o Ministério da Saúde, 75% das brasileiras sexualmente ativas entrarão em contato com o HPV ao longo da vida, sendo que o ápice da transmissão do vírus se dá na faixa dos 25 anos. Após o contágio, ao menos 5% delas irá desenvolver câncer de colo do útero em um prazo de dois a dez anos, uma taxa que preocupa os especialistas.

“A cada ano, mais de 500 mil mulheres são diagnosticadas com câncer de colo uterino no mundo. Cerca de 300 mil óbitos ao ano são atribuídos a essa doença, o que configura um desafio na saúde mundial, apesar de se tratar de uma doença prevenível. Aproximadamente 90% dos casos ocorrem em países pobres ou emergentes, sobretudo por estratégias de implementação vacinal e programas de rastreio populacional inadequados. A mortalidade nesses países é cerca de 18 vezes maior que em países desenvolvidos. No Brasil, a taxa de mortalidade ajustada para a população mundial de 4,70 óbitos para cada 100 mil mulheres”, revela Michelle Samora, oncologista do Grupo Oncoclínicas.

Segundo a médica, esse tipo de infecção genital é muito frequente, o que pode ocasionar alterações celulares no corpo da mulher, evoluindo para um tumor maligno. “O processo de oncogênese do HPV consiste em algumas etapas principais: infecção pelo HPV de alto risco oncogênico, acesso do vírus ao epitélio metaplásico na zona de transformação do colo uterino, persistência da infecção com integração do genoma viral ao DNA da célula hospedeira. A partir daí, o vírus passa a expressar suas proteínas relacionadas ao câncer, promovendo a imortalização celular. Como consequência, a depender da condição de cada indivíduo, ocorrerá o aparecimento das lesões precursoras ou mesmo o câncer”, explica.

Para a Dra. Michelle, a prevenção é um dos principais aliados no combate ao câncer de colo do útero. “A vacinação contra o HPV representa a melhor forma de prevenção primária. Ela resulta numa resposta imune 10 vezes mais eficiente que a viral e está disponível contra os seguintes subtipos: vacina bivalente contra HPV 16 e 18; vacina quadrivalente contra HPV 6,11,16 e 18; e a vacina nonavalente que inclui mais 5 subtipos oncogênicos os 31, 33, 45, 52 e 58. 8. Todas as vacinas possuem soroconversão próximas a 100%. A duração total do proteção ainda é incerta, estima-se em aproximadamente nove anos; porém, estudos matemáticos indicam alta concentração de anticorpos por no mínimo 20 anos”.

Em complemento à prevenção primária, a médica destaca os exames periódicos para detecção da doença.

“Quando diagnosticado precocemente, é possível que haja uma redução de até 80% de mortalidade por este câncer. Considerando que o tumor de colo do útero é uma doença com sintomas silenciosos, muitas vezes as mulheres perdem a chance de descobrir a condição ainda na fase inicial. Sempre aconselho as mulheres a realizarem os exames como o Papanicolau periodicamente, para que aumentem as chances da doença ser diagnosticada precocemente”, explica Dra. Michelle.

Fique atenta aos primeiros sinais

Apesar da infecção do trato genital pelo HPV ser comum, o desenvolvimento do câncer ocorrerá em uma pequena proporção de mulheres infectadas. Isso porque a maioria destas infecções apresentam caráter transitório, em que há clareamento do vírus. Há identificado cerca de 40 subtipos de HPV de mucosa genital. Aproximadamente 15 deles são classificados como oncogênicos.

“O HPV é um vírus transmitido principalmente pelo contato direto com pele e mucosas, por isso pode ser considerado uma doença sexualmente transmissível. O vírus pode causar desde infecções assintomáticas, verrugas e até lesões precursoras de câncer”, explicou o ginecologista oncológico da Multihemo, unidade Oncoclínicas no Recife, Diógenes Fontão.

O tumor ocorre quando as células que compõem o colo uterino sofrem agressões causadas pelo HPV. Os primeiros sinais aparecem por meio de sangramento vaginal, seguido de corrimento e dor na pelve.

Quando a doença já se encontra em um estágio mais avançado, a mulher pode apresentar um quadro de anemia devido à perda de sangue, além de dores nas pernas, nas costas, problemas urinários ou intestinais e até perda de peso sem intenção. “Os sangramentos podem ocorrer durante a relação sexual, fora do período menstrual e em mulheres que já estão no período da menopausa”, diz Samora.

Quando detectado, os procedimentos para o tratamento do câncer são cirurgia, radioterapia e/ou quimioterapia. “A cirurgia pode consistir na retirada do tumor ou na retirada do útero, o que pode impossibilitar a mulher de engravidar. Para os estágios mais avançados da doença, são recomendados os tratamentos de radioterapia e quimioterapia”, finaliza a oncologista.

Radioterapia

A radioterapia pode ser utilizada no tratamento do câncer de útero de duas formas: com o tratamento principal e da recidiva (ou metástases). “Para alguns estágios, o tratamento principal é a radioterapia isolada ou cirurgia seguida de radioterapia. Para outros estágios, o tratamento preferido é a quimioirradiação. A quimioterapia potencializa a radioterapia. Há também a radioterapia que pode ser usada para tratar cânceres que se disseminaram para outros órgãos”, comentou o radio-oncologista da Oncoclínicas Radioterapia, Diego Rezende.

Procon-PE abre inscrições para curso de Educação Financeira

Estão abertas as inscrições para o Curso de Noções Básicas de Educação Financeira promovido pelo Procon Pernambuco, órgão que atua na defesa do consumidor vinculado à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH). A realização será quarta-feira, 29/01, no auditório da Secretaria da Controladoria Geral do Estado, no bairro do Espinheiro. Os interessados podem se inscrever gratuitamente nos site do Procon-PE (www.procon.pe.gov.br) ou da SJDH (www.sjdh.pe.gov.br). As vagas são limitadas.

No conteúdo programado estão Superendividamento, Reserva Financeira, Diagnóstico Financeiro Pessoal, entre outros assuntos. Os facilitadores serão Ana Gabriela de Melo Lira, assessora jurídica do Núcleo de Apoio aos Superendividados do Procon-PE, e Raimundo Caldas, educador financeiro e vice- presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros em Pernambuco (ABFIN/PE).

Em 2019, o Procon-PE atendeu cinco mil pessoas endividadas e para negociar dívidas em mutirões que percorreram as regiões do Agreste, Sertão, Zona da Mata, Região Metropolitana e o Distrito de Fernando de Noronha. “A Educação Financeira gera capacidade crítica nas pessoas, fazendo com que tenham condições de refletir sobre seus padrões de consumo, melhorem sua qualidade de vida e de suas famílias, tornando a administração de seus recursos mais consciente”, explica o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

Aberto ao público, o curso tem carga horária de 4 horas/aulas e oferecerá certificado aos participantes.

Serviço: Procon-PE abre inscrições para curso de Educação Financeira
Inscrições: de 23 a 28 de janeiro de 2018
 na página oficial do Procon-PE (www.procon.pe.gov.br) ou da SJDH (www.sjdh.pe.gov.br) . 
Imprensa Procon PE