Sabores da Tia Val

Sabores da Tia Val
Encomendas pelo Direct do lnstagram

sexta-feira, julho 26, 2013

Festa da Cocada aguarda 10 mil pessoas em Maracaípe

A maior cocada do mundo vai poder ser vista e saboreada por todos neste fim de semana, na Praia de Maracaípe, no município do Ipojuca, durante a Festa da Cocada. Tradicional, o evento reúne, em dois dias, cerca de 10 mil pessoas com brincadeiras, shows e muita diversão. A Cocada Gigante possui 28 metros de comprimento e precisa de 30 pessoas para produzi-la.

O detalhe é que a maior cocada do mundo é servida na própria quenga do coco de onde é retirado o ingrediente para a produção do doce. A receita, que é típica da culinária nordestina, leva 1.400 cocos, 300 latas de leite condensado, 400 quilos de açúcar e um quilo de cravos da índia. Essa peculiar receita será servida ao público local e aos visitantes neste sábado (27), a partir das 21h.

Iniciada em 1998, a festa acontece uma vez ao ano, sempre no mês de julho. Em sua 15ª edição, o evento começou de uma brincadeira popular e hoje acontece como uma das principais festas locais, sendo prestigiada por um grande número de turistas que aproveitam os dois dias com várias atrações musicais e culturais. Este ano terá a brincadeira ‘caça-quenga’, onde quengas de coco serão enterradas no local com etiquetas indicando um brinde. Todas as quengas estarão premiadas.

Esta sexta-feira, 26, será dedicada ao público Gospel, com shows a partir das 16h, e que seguem até 23h. As bandas Trupe da Alegria, Flor do Acácia, Ministério PPL 103, Ministério Geração Fidelidade, Ministério Filosofia Divina e Ministério Luz do Mundo vão animar os presentes, que também vão assistir a Dança e Teatro Nova Vida.

Já no sábado, o público vai contar com a Banda Tribo Cordel, Nando Cordel, Pisada Sertaneja e Belina Azul para animar a noite. As atrações começam às 19h e vão até uma hora da manhã do domingo. Sem falar no parque de diversão que está montado no local do evento para a criançada aproveitar nos dois dias de festa.


Secretaria de Imprensa de Ipojuca

Placas em Braille serão instaladas em Igarassu

A Prefeitura de Igarassu lança nesta segunda-feira (29), às 10h, o Programa Informação para Todos. Será o pontapé inicial para a instalação na cidade de placas indicativas em “Braille”.
Através da Coordenadoria da Pessoa com Deficiência, o prefeito Mário Ricardo inicia uma ação pioneira no Estado com a instalação das placas. O município terá todos os órgãos públicos identificados com as lâminas em Braille, com nome e telefone, possibilitando assim, as pessoas cegas localizarem o nome do departamento e o contato.
O gestor municipal junto com o secretariado, as entidades do segmento e a população participarão da solenidade, que vai acontecer na sede da prefeitura, localizada no Centro Histórico.
O sistema Braille é um processo de escrita e leitura baseado em 63 símbolos em relevo, resultantes da combinação de até seis pontos dispostos em duas colunas de três pontos cada. Pode-se fazer a representação tanto de letras, como algarismos e sinais de pontuação e da internet. Ele é utilizado por pessoas cegas ou com baixa visão.
Secretaria de Imprensa de Igarassu

Impasse deixa apreensiva comunidade quilombola de São Paulo ameaçada de remoção

Cerca de 40 famílias que vivem no Quilombo Cambury, na região de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, voltaram a ficar apreensivas com a ameaça de que a reintegração de posse da área, autorizada pela Justiça Estadual, seja feita a qualquer momento. Apesar de liminar da Justiça Federal em Caraguatatuba, do último dia 24, garantir a permanência das famílias por pelo menos 90 dias, a presidência do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) solicitou reforço do policiamento na área para cumprimento imediato da medida.
O TJSP alega que "Justiça Federal não tem a mínima competência para afastar a decisão da Justiça do Estado, até porque ambas estão no mesmo patamar". O ofício assinado ontem (25) pelo presidente do tribunal, Ivan Sartori, cita a reintegração de posse na comunidade Pinheirinho, em São José dos Campos, para justificar que o caso é de competência da estadual. Na época do fato, ocorrido em janeiro do ano passado, a esfera federal também tentou impedir o cumprimento da ordem.
A advogada da comunidade quilombola, Juliana Graciolli, reafirmou hoje (26), em entrevista à Agência Brasil, que a situação é temerária, pois as famílias estão assustadas com a possibilidade de remoção. "É uma tortura viver uma situação dessa. O ideal é que o Executivo já tivesse feito a desapropriação da área e [isso] iria evitar esse litígio", declarou.
O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a Fundação Cultural Palmares, por meio da Advocacia-Geral da União (AGU), protocolaram, na última na quarta-feira (24), um recurso no TJSP defendendo que a competência para analisar a ação é da Justiça Federal, porque existe interesse de autarquias federais na área em questão. De acordo com a assessoria do instituto, o interesse é justificado por se tratar de um quilombo, e a Constituição Federal de 1988 assegura aos moradores de comunidades quilombolas não só a posse, mas também a propriedade da área.
Segundo o Ministério Público Federal (MPF), a comunidade já foi reconhecida como remanescente de quilombo tanto pelo governo federal quanto pelo estadual. “A titulação das terras, portanto, é questão de tempo e depende apenas de medidas administrativas do Incra”, ressalta, em nota, o ministério.
O instituto informou que a comunidade foi reconhecida como remanescente de quilombo pela Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo em 2005, pela Fundação Cultural Palmares em 2006 e pelo Incra em 2008. O território total identificado no Relatório de Identificação e Delimitação (RTID), elaborado pelo Incra, é 972 hectares.
Agência Brasil

Noivas sem dúvidas no espaço de eventos Boi e Brasa

Em parceria com a Orquestra Classe A e a Magistral Eventos, César Ongaratto, da churrascaria Boi e Brasa, promove no dia 28 de julho a primeira edição do Noivas sem dúvidas!. O evento é aberto ao público e tem início às 16h no 1º andar no espaço Ongaratto da churrascaria Boi e Brasa, no Pina. Para participar basta levar 1kg de alimento não perecível, que será doado a uma instituição de caridade.  
O workshop direcionado para casamentos irá expor produtos e serviços de empresas conceituadas no mercado. Entre as principais BF decorações,  Flaviane, para o serviço de Barman, Luz Cênica, responsável pela iluminação, AG7 by Henrique Arteiro Vest Noivas, responsável pelos mais belos vestidos de noivas, Diogenes, maquiagem e cabelos, Dona Vivi e Beth Lima doces finos, acessórios de Ludovic Bouquet, foto e filmagem da PessoAll, Ângulo Produções, Teik,  Osmar Fotografia, além do buffet do Boi e Brasa, dentre outros. 
O evento será embalado por música ao vivo, e haverá também sorteios de brindes e desfiles, além de outras surpresas. Para as noivas que queiram participar dos sorteios devem inscrever-se com antecedência no e-mail: noivasemduvidas@gmail.com, informando o nome completo e telefone para contato.

Cartilha orienta sobre revista a visitantes de presídios

A Defensoria Pública de São Paulo vai distribuir uma cartilha nos presídios do estado para informar as famílias de presos sobre seus direitos nas revistas feitas antes das visitas aos detentos. Segundo o coordenador do Núcleo de Situação Carcerária da defensoria, Patrick Cacicedo, a forma como o procedimento costuma ser feito, com a pessoa nua forçada a agachar e exibir as partes íntimas, é ilegal. “Como regra, em quase todos os estabelecimentos [penitenciários] de São Paulo, a revista é feita de forma abusiva e vexatória. Isso é ilegal”, ressaltou ele. “Não existe nenhuma lei, nenhuma norma que permita revista desse tipo.”
A sensação de humilhação causa, segundo ele, reclamações quase diárias à defensoria. “Em geral são pessoas que começaram a visitar agora e se surpreenderam por um procedimento tão humilhante”, explica sobre as queixas que também são frequentes quando os métodos de revista são usados em crianças. “Hoje, teve um atendimento na defensoria em que a mulher achava que nela o procedimento poderia até ser normal, mas no caso do filho, da criança de 6 anos, seria ilegal”, exemplificou.
A cartilha que será distribuída nas filas de visitação pretende justamente mostrar a ilegalidade das revistas vexatórias em qualquer pessoa. “A maioria das pessoas que passa por esse procedimento não têm noção de ilegalidade dele, porque são pessoas que no seu dia a dia já passam por situações de grande ilegalidade”, explica o coordenador do núcleo sobre a necessidade do material que destaca a maneira correta do procedimento: feito com detector de metais ou aparelho similar.
Sempre que recebe uma reclamação, a defensoria oferece à pessoa que se sentiu ofendida a oportunidade de entrar com uma ação pedindo indenização do Estado. “Às vezes ela até vem aqui e fala o que aconteceu, mas na hora de entrar com ação ela fica com medo de ter uma retaliação quando for visitar, ou uma retaliação ao parente que está preso”, conta o defensor.
Mas, para ele, o pior efeito das práticas vexatórias é reduzir o número de visitas – tão importantes na ressocialização do preso. “É muito comum que o próprio preso fale para para a esposa, para a mãe, para não ir visitá-lo para não ter que passar por esse procedimento”, diz. “Os atendimentos dessas pessoas são muito especiais, porque as pessoas geralmente chegam aqui muito abaladas.”
Em resposta à Agência Brasil, a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo disse que os procedimentos de revista são fundamentais “para impedir a entrada de ilícitos, especialmente aqueles que não são passíveis de ser flagrados por meio de detectores de metais, como drogas”.
Como exemplos de como os visitantes “se utilizam até de crianças” para burlar a segurança, o órgão citou casos que foram registrados em uma publicação do órgão. “Na página 30, são mostradas imagens do caso de uma mãe que tentou prender celulares desmontados e peças nas nádegas da filha e outra que tentou entrar na UP [unidade prisional] com um celular camuflado na chupeta do filho”, pontuou a secretaria sobre os procedimentos, que segundo o comunicado estão embasados no Regimento Interno Padrão.

Agência Brasil

Eduardo: "Pesquisas têm nos abastecido de responsabilidade"

O governador Eduardo Campos concedeu entrevista nesta quinta-feira (25/07) ao programa Frente a Frente, do jornalista Magno Martins, na qual tratou da recente pesquisa CNI/Ibope. Durante a entrevista, Eduardo comentou os índices recebidos por sua gestão, e creditou os bons resultados ao trabalho de equipe.
 
"Nós temos tido uma avaliação, ao longo do primeiro e também do segundo mandato, que tem nos abastecidos de responsabilidade. É claro que eu compartilho esse resultado com toda a sociedade pernambucana, que tem confiado, estimulado, cobrado e nos apoiado; com todos os servidores públicos, que cumprem o seu dever nas mais diversas áreas; com a equipe de dirigentes do Estado; e ao ambiente de sinergia positiva que se criou em Pernambuco, em torno de um projeto e um planejamento. Todos unidos para colocar Pernambuco no rumo certo. Na direção de melhorar o serviço público, enfrentar os problemas, de buscar soluções para velhos e novos problemas", destacou o governador. 

Indagado sobre os números, Eduardo afirmou que eles servem como estímulo para continuar governando Pernambuco. "Nós estamos com o mesmo ânimo como se fosse o primeiro dia de mandato. Com a mesma dedicação e com a mesma energia, buscando a ajuda de onde ela pode vir. Temos tido a preocupação também que o Governo não fique só nos gabinetes e monitore suas obras e ações. Que possamos melhorar e mais a performance do Governo. Esse é que é o foco. Quanto a eleição, deixa ela ser discutida em 2014. Imagine quanto tempo se perdeu discutindo eleições no inicio deste ano, quando se tinha um cenário completamente diferente do atual. É melhor a gente cuidar do trabalho e deixar a eleição para tempo que estiver mais próximo efetivamente", afirmou.

Secretaria de Imprensa de Pernambuco

Papa circula em carro aberto pelo centro do Rio e emociona fiéis

O papa Francisco circulou na manhã de hoje (26) por meia hora pelo centro da cidade do Rio de Janeiro de papamóvel. O pontífice saiu em carro fechado da Quinta da Boa Vista, onde ouviu a confissão de cinco jovens, e trocou de veículo na Rua Manoel de Carvalho, atrás do Theatro Municipal, na Cinelândia, pouco antes das 10h30.
Ele seguiu no carro aberto até o Palácio São Joaquim, sede da Arquidiocese do Rio de Janeiro, na Glória, a 1,5 quilômetro dali. Durante todo o trajeto, ele foi acompanhado por seguranças, policiais militares e guardas municipais, além de um helicóptero da Polícia Federal que sobrevoou à baixa altitude o trajeto.
Durante o percurso, os fiéis se aglomeraram nas grades que separam as calçadas das ruas por onde o papa passou. A todo momento, o carro parava para que ele beijasse e abençoasse crianças, que eram levadas por seguranças e policiais até o pontífice. Um menino abraçou o papa e ficou muito emocionado, sendo amparado pelos próprios seguranças.
Pouco antes de chegar ao palácio, ele desceu do papamóvel e caminhou até os fiéis. Francisco abraçou e beijou algumas pessoas e depois voltou ao veículo para terminar o trajeto.
Agência Brasil

Praia de Maracaípe recebe terceira edição do Ipojuca Cidadã

A Secretaria Especial de Bem Estar Social do Ipojuca promove, neste sábado (27), a terceira edição do Programa Ipojuca Cidadã, a partir das 9h, na Escola Municipal Maria José Ferreira de Oliveira, na Praia de Maracaípe. Será um dia inteiro de prestação de serviços para a comunidade local. As secretarias municipais de Saúde e Educação também já confirmaram suas respectivas participações.
A população poderá usufruir de atendimento psicossocial através de equipes do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), cadastramento para Carteira de Livre Acesso, recadastramento no Bolsa Família e emissão gratuita de Carteira de Identidade (1ª via).  
A Secretaria de Educação irá inscrever no Projovem Urbano, no Programa Novos Talentos (Governo do Estado) e no Pronatec Educação. Já a Secretaria de Saúde prestará atendimento odontológico, como também aferição da pressão arterial e testes de glicemia. Além disso, haverá uma oficina de higiene bucal, com distribuição de kits. 
O Programa Mãe Coruja Municipal, uma das iniciativas de maior sucesso da atual gestão, fará o cadastramento de novas participantes. Outras secretarias, como Juventude e Esportes, ainda irão confirmar os serviços que serão prestados no local. A Agência do Trabalho, por sua vez, emitirá a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).
Secretaria de Imprensa de Ipojuca

Três moradores de rua podem ter morrido por causa do frio em SP

Três homens morreram desde quarta-feira (24) na capital paulista, possivelmente por causa da queda de temperatura registrada esta semana. Os casos foram registrados como mortes suspeitas pela polícia, mas estão sendo apurados pelo Instituto Médico-Legal (IML) como provável hipotermia.
Os corpos de dois homens em situação de rua foram encontrados no início da manhã de ontem (25). Luiz Carlos Palegio Correia, de 58 anos, foi recolhido às 7h15 em uma calçada da rua Francisco José Viana, no distrito de Cidade Tiradentes, zonal leste. O filho do homem informou que ele era alcoólatra e morava nas ruas há muito tempo. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial (DP).
Na Rua São Paulo, bairro da Liberdade, o corpo de um homem de 50 anos foi recolhido às 8h20. O homem estava em uma calçada e não apresentava sinais de violência. O caso foi registrado no 56º DP.
Na manhã de quarta-feira, a madrugada foi a mais fria do ano na cidade – chegou a 4 graus Celsius (4ºC), segundo o Centro Gerenciamento de Emergências (CGE) –, um corpo foi encontrado na região central da capital. O morador de rua, de 35 anos, foi recolhido por policiais militares, na rampa de acesso ao Terminal Parque Dom Pedro II. Ele estava enrolado em um cobertor e não havia marcas de violência pelo seu corpo. O caso foi registrado no 1º DP.
Para os próximos dias, a previsão é que o frio diminua. Segundo o CGE, no sábado (27) o sol aparece e os termômetros vão ficar em torno dos 9ºC, com máxima de 18ºC. Não há previsão de chuvas. O domingo (29) será ensolarado, com máxima de 20ºC. Haverá no domingo grande probabilidade de formação de nevoeiros isolados ao amanhecer, o que deve prejudicar a visibilidade em aeroportos e rodovias.
Agência Brasil

SDS realiza XIX Reunião do Comitê Integrado da Operação Divisa Segura com demais estados do Nordeste

A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco – SDS/PE realiza nesta sexta-feira (26), no auditório da SDS, a XIX Reunião Ordinária do Comitê Integrado da Operação Divisa que contará com a presença de representantes das Polícias Civil e Militar dos nove da Região Nordeste do Brasil. O principal objetivo do encontro é planejar ações de enfrentamento aos crimes contra a vida e patrimoniais, principalmente os que envolvem roubos a banco, com uso de explosivos, e ao tráfico de drogas nas divisas. Durante a reunião, serão ministradas palestras sobre: Ocorrências Criminais contra Instituições Bancárias, Enfrentamento aos crimes, de forma integrada com as forças de Segurança de outros estados do Brasil, dentre outras temáticas.
Secretaria de Defesa Social de Pernambuco

quinta-feira, julho 25, 2013

Foragido do Ceará é capturado pela Polícia Civil

A equipe Malhas da Lei de Petrolina, no Sertão do estado, conseguiu prender na tarde desta quarta-feira (24), um homem foragido da justiça do Estado do Ceará, acusado de homicídio. Antônio Claudino da Silva, conhecido por  “Claudio de Lela”, 43 anos,  foi capturado no bairro da Vila Nova, no Projeto de Irrigação Senador Nilo Coelho, Zona Rural do Petrolina.
De acordo com o mandado de prisão oriundo da Comarca do município de Barbalha, no Ceará, Antônio Claudino responde a ação penal pela prática de homicídio ocorrido em 2005, no qual vitimou Luis Luciano de Souza. Antonio Claudio após ser apresentado na  Delegacia de Plantão em Petrolina, seguiu para o Presídio Doutor Edvaldo Gomes, onde ficará a disposição da Justiça do Ceará.
Polícia Civil de Pernambuco

Igarassu recebe II Conferência de Meio Ambiente e Sustentabilidade

 Acontece entre os dias 26 e 27 deste mês, das 14h30 às 17h30 (primeiro dia) e 8h às 17h30 (segundo dia), no auditório da Faculdade de Igarassu (Facig), a II Conferência Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade. O encontro é uma realização da Prefeitura de Igarassu, através da Secretaria de Meio Ambiente e conta com o apoio da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS) e Governo de Pernambuco.
            Tendo como tema uma discussão sobre algo muito valioso para uma sociedade que busca sustentabilidade: o lixo (resíduos sólidos). O evento espera discutir as políticas públicas estaduais e nacional, voltadas à manutenção e tratamento de resíduos. Segundo o Secretário de Meio Ambiente de Igarassu, Roberto Siqueira é necessário recorrer à participação da sociedade civil, setor produtivo e gestão pública para captar ideias e soluções que viabilizem e promovam a preservação ambiental. “A Conferência se constitui de um importante veículo de participação da sociedade civil organizada na busca de soluções para o grave problema enfrentado nas cidades, especialmente em relação à problemática da destinação dos resíduos sólidos gerados pelo próprio homem”, afirmou Siqueira.
            Os resíduos sólidos são oriundos da produção, utilização ou transformação de bens de consumo, e grande parte disto é produzida nos centros urbanos (residências, escolas, indústrias, construção civil e outros). Muitos destes resíduos podem ser reaproveitados, gerando trabalho e renda, além de educar ambientalmente toda uma população.
            Dessa forma, objetiva-se com a Conferência conscientizar sobre a redução dos impactos ambientais, consumo sustentável e os cuidados com os patrimônios naturais, construídos, manguezais e arquitetura histórica e cultural de Igarassu. As inscrições são gratuitas e dentro da programação haverá palestras com profissionais e acadêmicos do assunto, oficinas e atrações culturais. 

Secretaria de Imprensa de Igarassu

Músicos homenageiam Dominguinhos durante o velório

Artistas e sanfoneiros prestaram homenagem a Dominguinhos cantando seus sucessos na manhã desta quinta-feira (25), durante o velório do músico da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), no bairro da Boa Vista, no Recife. Os filhos, Liv e Mauro Morares, além da ex-mulher, Guadalupe, também acompanham o velório.

A homenagem começou com uma canção que era uma das favoritas de Dominguinhos, "Amizade Sincera". "Essa música é de Renato Teixeira, mas ficava linda na voz dele, eu me derreto ao lembrar", conta o professor aposentado Luiz Ceará, amigo de longa data. O grupo ainda cantou "Xodó" e "Lamento Sertanejo".

O músico Waldonys explica que a ideia de tocar 'Amizade Sincera' foi sua, pois a canção traduz tudo o que gostaria de dizer ao amigo. "Essa música de Renato Teixeira ele defendeu em 1970, em um festival, e desde então tem a cara de Dominguinhos. Tudo que eu sou hoje, devo a ele. Conheci Luiz Gonzaga e gravei com seu Luiz através dele. Era uma relação quase de pai para filho. Perdi um grande amigo, quase um pai", afirma Waldonys.


A cantora Cristina Amaral afirmou que a cultura nordestina tem agora uma grande lacuna, difícil de ser preenchida. "A gente precisa continuar lutando. A música não morre jamais, por isso Dominguinhos vai estar sempre vivo, assim como Luiz Gonzaga. A sanfona se cala, mas temos grande músicos que foram ensinados pelo mestre Dominguinhos, que podem levar os ensinamentos dele adiante", acredita Cristina.
Sobrinho de Luiz Gonzaga, o sanfoneiro Joquinha Gonzaga também fez questão de prestar uma última homenagem ao amigo. "A gente tem que dar continuidade ao forró, mas para isso é preciso estudar e investir, como Dominguinhos fez. Ele urbanizou a sanfona, inovou e deixou a sua marca, todos nós temos também que trabalhar para deixar nossa marca na música e não deixar o forró morrer", defende Joquinha.

São Paulo - corpo de Dominguinhos foi velado na Assembleia Legislativa de São Paulo desde a madrugada de quarta (24) e partiu para o Recife às 23h10 do mesmo dia. O velório no Recife está aberto ao público. Ainda não há informações sobre data e local do enterro do cantor - cemitérios em Paulista, no Grande Recife, e em Garanhuns, no Agreste, são as principais opções.

O artista morreu aos 72 anos. Ele lutava havia seis anos contra um câncer de pulmão. De acordo com o hospital, o músico morreu às 18h em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas. Ao longo do tratamento, ele desenvolveu insuficiência ventricular, arritmia cardíaca e diabetes. Dominguinhos foi transferido para a capital paulista em 13 de janeiro. Antes, esteve internado por um mês em um hospital no Recife.

Vida e Obra - Um adolescente de 16 anos, chegado ao Rio de Janeiro havia pouco, de repente ganha a bênção do Rei do Baião ao ser chamado pelo próprio de “herdeiro artístico”. Não poderia ter começado de maneira mais certeira a carreira musical de Dominguinhos, o sanfoneiro nascido José Domingos de Morais, em Garanhuns, Agreste pernambucano, no dia 12 de fevereiro de 1941. O Brasil se despede do músico nesta terça-feira (23).
“Gonzaga estava divulgando para a imprensa o disco ‘Forró no escuro’ [1958] quando me apresentou como seu herdeiro artístico aos repórteres”, lembrou-se Dominguinhos, em entrevista ao G1, durante os festejos do centenário de Gonzaga, em dezembro do ano passado. “Foi uma surpresa muito grande, não esperava mesmo”, assegurou.
A relação entre os dois, no entanto, é mais antiga. Dominguinhos ainda era criança e tocava triângulo com os irmãos no grupo Os Três Pinguins. Naquela época, era chamado Neném do Acordeon, apelido de infância. Tinha 8 anos e estava tocando na frente do hotel onde Gonzaga se hospedara, em Garanhuns, quando o Rei do Baião notou seu talento. Ali mesmo, prometeu ao músico mirim uma sanfona de presente, caso este resolvesse ir ao Rio de Janeiro.
O artista consagrado não se esqueceu do garoto quando ele foi procurá-lo, já rapaz, na então capital federal. Acompanhado do pai, o também sanfoneiro Chicão, e de um dos irmãos, Dominguinhos se mudou para o Rio de Janeiro e passou a viver em Nilópolis. Em 1954, a intenção do músico era encontrar Luiz Gonzaga. Quando o encontro aconteceu, a promessa não demorou a ser cumprida: “Em cinco minutos, ele me deu uma sanfona novinha, sem eu pedir nada", contou. Também não foi necessário tempo demais para Gonzagão ter certeza do que tinha suspeitado em 1949: o anúncio de Dominguinhos como herdeiro aconteceria apenas quatro anos após a chegada do então jovem sanfoneiro ao Rio. Além do instrumento e da bênção, Gonzaga ainda batizou o rapaz, dando-lhe o apelido que viraria nome artístico. Para o velho Lua, a alcunha de “Neném do Acordeon” não ajudaria na carreira como músico.
Dominguinhos foi homenageado no Prêmio Shell de Música em 2010. (Foto: Marcos De Paula/Estadão Conteúdo)
A primeira gravação profissional de Dominguinhos não poderia ser no disco de outro artista: em 1957, tocou sanfona em um álbum de Luiz Gonzaga, na música "Moça de feira", de autoria de Armando Nunes e J. Portela. No mesmo ano, o padrinho ajudou de novo na hora de batizar o grupo do qual o afilhado faria parte: com Zito Borborema e Miudinho, Dominguinhos fundou o Trio Nordestino, que ficou conhecido por interpretar diversos ritmos do Nordeste. O grupo continuaria, com outras formações, mas a participação de Dominguinhos foi encerrada em 1960.
O mundo do samba, da gafieira e do bolero atrairia o sanfoneiro temporariamente, mas, em 1965, Dominguinhos foi convidado a gravar, na recém-inaugurada gravadora Cantagalo, um disco que tinha como alvo os migrantes nordestinos que viviam no Rio de Janeiro. O dono da empresa era Pedro Sertanejo, pai de Oswaldinho do Acordeon, um dos primeiros a lidar com o forró no mercado do Sul-Sudeste brasileiro. Foi o bastante para Dominguinhos voltar a tocar xotes e baiões e, em 1967, integrar uma excursão de Luiz Gonzaga à região Nordeste, dividindo-se entre as funções de sanfoneiro e motorista – o notório medo de avião do sanfoneiro não começou aqui, no entanto. Antes de adotar o transporte rodoviário, Dominguinhos voou pelo mundo durante 30 anos, mas há 26 tinha deixado as aeronaves de lado.
Além de ser o segundo sanfoneiro de Gonzaga, e motorista eventual, Dominguinhos teve a oportunidade de conhecer, nessa excursão, a cantora pernambucana Anastácia. O encontro com a compositora, com quem se envolveu, marcou a carreira do músico. Juntos, são autores de mais de 200 canções. "Tenho sede" e "Eu só quero um xodó" são dois dos grandes sucessos da dupla e esta última música já soma cerca de 250 regravações, em várias línguas.
O empresário Guilherme Araújo, que dirigia a carreira dos novos ídolos baianos como Gal Costa, Caetano Veloso e Gilberto Gil, viu Dominguinhos tocando num show de Luiz Gonzaga, em 1972, e fez o convite para que o sanfoneiro acompanhasse Gal no show “Índia”.  É dessa mesma época a primeira gravação de Gil de "Eu só quero um xodó", versão que ficou muito famosa no Brasil. Como instrumentista, Dominguinhos passou então a transitar com desenvoltura no mundo da MPB, tocando ao vivo e também participando de gravações em estúdio.
Durante show no dia do centenário de Luiz Gonzaga, em 13 de dezembro deste ano, realizado na terra natal do Rei do Baião, Exu (PE), Gilberto Gil reiterou a importância de seu herdeiro. “Dominguinhos teve a herança do Gonzaga, que ele incorporou, através das canções, dos estilos, o gosto pelo xote, xaxado”. No entanto, para Gil, Dominguinhos soube trilhar um caminho próprio. “Ele foi além, em uma direção que Gonzaga não pôde, não teve tempo. Ele foi na direção do início de Gonzaga, o instrumentista, da época das boates do Mangue, no Rio de Janeiro, quando ele tocava tango, choro, polca, foxtrote, tocava tudo, repertório internacional, tudo na sanfona”.
Em meados dos anos 1980, Dominguinhos viu sua popularidade crescer em nível nacional. "De volta pro meu aconchego", composta em parceria com Nando Cordel e gravada por Elba Ramalho, e "Isso aqui tá bom demais", assinada junto com Chico Buarque, e gravada pelos dois, fizeram parte da trilha sonora da novela "Roque Santeiro", da TV Globo, um sucesso absoluto entre 1985 e 1986. Temas dos personagens Roque Santeiro e Sinhozinho Malta, respectivamente, as canções ganharam milhares de ouvintes, levando o nome de Dominguinhos país adentro.
A composição de trilha sonora voltaria à vida de Dominguinhos em 1997, quando o sanfoneiro assinou as canções do filme "O cangaceiro", de Anibal Massaini Neto. Dois anos depois, o disco “Você vai ver o que é bom” trouxe o registro de “O riacho do imbuzero", uma letra até então inédita do compositor pernambucano Zé Dantas, que foi entregue a Dominguinhos pela viúva do parceiro de Luiz Gonzaga.  No mesmo trabalho, os dez anos da morte do Rei do Baião foram lembrados na música “Prece a Luiz", assinada em parceria com Climério.
Em 2004, Dominguinhos cumpriu temporada de shows no Rio de Janeiro, em dupla com Elba Ramalho, com repertório que privilegiou os hits de ambos os artistas. As apresentações se transformaram em CD no ano seguinte.  Em 2007, os papéis se inverteram e foi a vez de Dominguinhos virar padrinho: o sanfoneiro participou da estreia da filha Liv Moraes em disco, fazendo o arranjo e tocando a sanfona em algumas das faixas.  Nos últimos anos, a cantora acompanhou o pai em muitas das suas apresentações, inclusive durante a festa pelo centenário de Gonzaga, em Exu. A gravação, em 2009, do primeiro registro em DVD – “Dominguinhos ao vivo” – aconteceu no maior teatro ao ar livre do mundo, em Fazenda Nova, cidade do Agreste pernambucano, mesmo palco onde é realizada anualmente a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém. Os cantores Elba Ramalho, Renato Teixeira, Liv Moraes e Jorge de Altinho e os sanfoneiros Waldonys e Cezzinha participaram do trabalho.
Entre os últimos CDs gravados por Dominguinhos estão os trabalhos com o violonista gaúcho Yamandu Costa. A parceria começou em 2007, com o disco “Yamandu + Dominguinhos”, que tinha uma única preocupação: deixá-los tocarem o que tivessem vontade, sem amarras a repertórios ou estilos. Em cinco dias, foram registrados clássicos como “Feira de Mangaio” (Sivuca e Glória Gadelha), “Wave” (Tom Jobim), “Pedacinho do céu” (Waldir Azevedo) e “Asa branca” (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira). O encontro dos músicos viraria DVD, em 2009, e permitiria a produção de um novo CD, o “Lado B – Yamandu Costa e Dominguinhos”, lançado em 2010. Composições de Hermínio Bello de Carvalho, Jacob do Bandolim, Lupicínio Rodrigues, Ary Barroso e Lamartine Babo fazem parte do repertório do segundo disco.
Prêmios e honrarias não foram poucos ao longo de praticamente 60 anos de carreira: em 2002, o CD “Chegando de mansinho” deu a Dominguinhos seu primeiro Grammy Latino. “Conterrâneos”, CD solo gravado em 2006, conquistou o Prêmio Tim em 2007, na categoria cantor regional. Em 2008, Dominguinhos foi o homenageado do Prêmio Tim de Música Brasileira e, dois anos depois, venceu o Prêmio Shell de Música. Este ano, o disco “Iluminado” deu ao sanfoneiro pernambucano mais um Grammy Latino, na categoria raízes brasileiras -  uma classificação mais do que digna para uma estrela da música brasileira, defensor e renovador de suas raízes nordestinas.
Com informações do Portal G1

10 anos de Arte no Casarão Ferreira Costa

Em parceira com a Ferreira Costa, o Sebrae/PE realiza a 10ª Edição do Arte no Casarão, projeto que conta com feiras e exposições de artesanatos, além de apresentações culturais dos municípios do Agreste Meridional.   
Inserido no 23º FIG – Festival de Inverno de Garanhuns-PE, o evento que este ano foi transferido para Rua Dr. José Mariano, acontece até o próximo domingo dia 28 de julho, das 10h às 22h.

Confira a programação dos próximos dias:

25 de Julho - quinta-feira – das 10h às 22h 
10h às 15h – Cidade de Jurema: Teatro Mudo, Capoeira, Dança, Popular, Pernas de Pau, Quadrilha Caminho da Roça.
15h às 17h – Cidade Calçado: Adolescentes do PET, Projetos Culturais. 
19h – Tatu Goiaba.

26 de Julho – Sexta-feira – das 10 às 22h 
10h às 11h – Pastoril da Creche Lar Santa Maria; 
11h às 13h – Rogério e os Cabras; 
13h às 15h – Os Velhos Jovens;  
15h às 16h – Projeto Infantil “Alcimar Monteiro” – Educandário Santa Terezinha; 
16h às 22h – Cidade São Bento: Orquestra de Sanfonas do Uma, Maracatu – Maracauna, Show Musical com Ilan Valença.

27 de Julho – Sábado – das 10 às 22h 
10h às 14h – Cidade São João: Quadrilhas, Ciranda, Frevo, Dança da Peneira, Afoxé, Caboclinho, Banda de Pífano e Bacamarteiros;  
14h às 16h – Cidade Lajedo: Troça Carnavalesca, Maracatu, Dança Afro-Brasileira, Participação de Escolas de Pífanos;  
16h às 17h – Henrique Sax;  
17h às 19h – Ronaldo Cesár e a Tropicana;
19h às 22h – Orquestra Sanfônica de Garanhuns, Dominguinhos – Os Nossos Ritmos.

28 de Julho – Domingo – das 10 às 16h 
10h às 11h – Reizado Mirim – Creche Lar Santa Maria; 
11h às 13h – Quadrilha Fogo de Palha – CRAS Bela Vista; 
13h às 14h – Projeto Batuque. 

Serviço:

Arte no Casarão – 10 anos
Local: Rua Dr. José Mariano, Nº 610, Centro, Garanhuns – PE;
Data: de 19 a 28 de julho de 2013;
Horário: 10h às 22h;
Informações: (87) 3762-8000


quinta-feira, julho 11, 2013

Acusada de tráfico é presa pela Polícia Civil

O Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil apresentou esta manhã (11), a prisão de uma mulher acusada de manipular e distribuir entorpecentes na Região Metropolitana Sul do Recife. Aldeane Tavares de Albuquerque, de 20 anos, foi abordada pelos agentes do Denarc no bairro de Zumbi do Pacheco, em Jaboatão dos Guararapes. No momento da prisão ela carregava 1kg de cocaína numa bolsa. Em sua residência, situada em Cajueiro Seco, os policiais apreenderam mais 1kg de cocaína, além de 3,2kg de ácido bórico (utilizado na mistura da droga) e duas máquinas industriais de prensa hidráulica. Também foram encontrados vários objetos como balança de precisão, sacos plásticos e um liquidificador que comprovam a existência de um laboratório pra produção de droga. 

A jovem era investigada há cerca de 20 dias. De acordo com o delegado João Leonardo Cavalcanti, ela pode fazer parte de um esquema comandado de dentro do presídio. "Ela não pode sozinha gerenciar toda esta distribuição de droga. Estamos checando a informação de que um presidiário é o líder deste grupo e que cabia a Aldeane apenas manipular e distribuir o entorpecente", informou o delegado. A suspeita que não tem antecedentes criminais é filha de um servidor público do Poder Judiciário. Ela foi autuada em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, mas pode também responder por associação para o tráfico, caso seja comprovada a participação de outras pessoas na prática criminosa. Aldeane seguiu para a Colônia Penal Feminina do Recife.

Polícia Civil de Pernambuco

quarta-feira, julho 10, 2013

Além dos médicos, outros profissionais de saúde recém-formados também devem servir dois anos no SUS

A criação de um ciclo obrigatório de trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS) não deve ficar restrito ao curso de Medicina, como definido no Programa Mais Médicos, anunciado nesta segunda-feira, 8, pelo governo
O Conselho Nacional de Educação (CNE) estuda a adoção da medida para outras carreiras da área de saúde. O plano prevê que estudantes de Odontologia, Psicologia, Nutrição, Enfermagem e Fisioterapia também concluam a formação com atividades na rede pública.
"Isso já vem sendo pensado", informou nesta terça-feira o secretário de Educação Superior do MEC, Paulo Speller. Não há prazo para a conclusão da análise, que começou antes mesmo dos estudos sobre o caso da Medicina.
O governo anunciou na segunda-feira a edição de medida provisória para ampliar de 6 para 8 anos a duração de Medicina em instituições públicas e privadas. A decisão vale para estudantes que ingressarem na faculdade a partir de 2015. O ciclo complementar será feito em locais indicados pelas instituições de ensino, que formarão rede com serviços públicos de assistência.
Durante os dois anos do ciclo suplementar, o aluno não pagará mensalidade. Pelos serviços prestados, receberá uma bolsa com valor ainda não definido. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, afirmou que a remuneração deverá variar entre R$ 2,9 mil e R$ 8 mil. A verba virá da Saúde.
Remuneração. As instituições de ensino receberão pela supervisão feita ao trabalho do aluno na rede do SUS. A forma como isso será feito também ainda não está decidida. "Há tempo ainda para se pensar", justificou Speller. "Estamos falando em algo que terá impacto apenas em 2021."
O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, não descartou a possibilidade de o aluno ser enviado para uma cidade diferente daquela onde ele cursou a graduação. Para isso, no entanto, é preciso que a instituição de ensino tenha um vínculo com a unidade básica de saúde ou o hospital para onde o estudante será enviado.
A regulamentação do texto pelo Conselho Nacional de Educação deve demorar seis meses.
Estadão

Fórum de Gestoras debatem estratégias de comunicação

De forma inédita em todo o País, cerca de cinquenta pessoas entre gestoras municipais de políticas públicas para mulheres e representantes das equipes de comunicação e imprensa dos municípios que compõe o Território Metropolitano, estabelecido pela Secretaria Estadual da Mulher (14 municípios da Região Metropolitana do Recife, do município de Goiana e das cidades Polo de Caruaru, Garanhuns e Petrolina), se reuniram ontem, 09/07,  durante o V Fórum de Gestoras Municipais de Políticas para as Mulheres Metropolitanas para discutir o tema Comunicação e Informação - voltado para as mulheres. O evento foi realizado, em período integral, no Centro Mariapólis, em Igarassú.
 
O objetivo foi promover uma discussão em torno da comunicação como uma ação estratégica para a execução das políticas públicas para as mulheres. Nesse contexto foi debatida também a criação de ferramentas que possam ser utilizadas de forma compartilhada pelo grupo, para a divulgação de notícias sobre as mulheres.  O resultado será incorporado ao Programa Incommum, elaborado pela SeMulher/PE, que tem como objetivo de uma construção coletiva de uma política de comunicação  para a área, visando uma maior visibilidade e fortalecimento dos Organismos Municipais de Políticas para Mulheres. Apenas quatro dos 18 municípios participantes do fórum não estiveram representados no encontro.
 
A mesa de abertura foi formada pela Secretária Estadual da Mulher Cristina Buarque, pela prefeita de Igarassú em exercício, Elcione Ramos e pela Coordenadora da Mulher do município anfitrião, Ana Maria Vanderlei.  Durante o V Fórum,  foram realizadas palestras, foi apresentado o detalhamento do Programa Incommum, além da versão final do regimento interno do Fórum de Gestoras de Políticas Públicas da RMR, do município de Goiana e das cidades polo de Caruaru, Garanhuns e Petrolina.
 
A secretária Cristina Buarque, em sua fala, destacou a importância da intersetorialidade entre os organismos municipais para mulheres: “Não se constroem políticas públicas sem parcerias. Essa ação é inédita. É a primeira vez no Brasil que gestoras públicas se reúnem para pensar juntas a comunicação voltada para as mulheres”, disse. Ela também levou as participantes a refletirem sobre a construção da nova sociedade com mais igualdade entre homens e mulheres.
 
Cristina Buarque dissertou sobre o seu próximo artigo “Uma Leitura Feminista do Momento Atual”, destacando que as manifestações populares do País mostram que a juventude é o termômetro do mal estar do povo brasileiro.  Que, apesar do Brasil ser o País do futebol, a cidadania prevaleceu. Para ela “o amor ao futebol não é maior que a nossa cidadania”. Destacou ainda a importância da educação para que a transformação sociopolítica almejada pelo povo brasileiro seja alcançada. Ela entende que a ferramenta da comunicação, através da internet (redes sociais) foi fundamental para o movimento social, e que as mulheres devem pensar este momento, a partir delas mesmas e verem de que forma podem contribuir para ter uma sociedade mais igualitária entre homens e mulheres,  “com homens menos homens, menos europeus, menos  técnicos...”, completou.
 
 
EVENTO -  Durante a abertura do V Fórum a prefeita em exercício de Igarassú, Elcione Ramos afirmou que Pernambuco já é um Estado modelo em políticas públicas para as mulheres, e que Igarassú está se preparando para ser uma referência no atendimento às mulheres vítimas de violência. Já Ana Vandeley disse que o Fórum é gratificante para as gestoras, já que os problemas são tratados de forma compartilhada, “essa integração faz com que sejamos mais fortalecidas”,  registra a gestora.
 
Em um segundo momento do evento, as gestoras de políticas para as mulheres concluíram o documento sobre o Regimento Interno do Fórum e elegeram a secretária da mulher do Recife, Silvia Cordeiro, para diretora do colegiado, tendo como suplente a secretária da mulher de Olinda, Eliane Cavalcanti. Paralelamente, as equipes de comunicação e imprensa – Araçoiaba, Abreu e Lima, Caruaru, Camaragibe, Igarassú, Ipojuca, Garanhuns, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista e Recife  - presentes ao evento, formaram um grupo paralelo, e trocaram experiências e vivências referentes à divulgação de notícias voltadas para as mulheres e iniciaram o processo de sistematização das atividades de comunicação.
 
O Fórum de Gestoras de Políticas Públicas da RMR, do município de Goiana e das cidades polo de Caruaru, Garanhuns e Petrolina está ocorrendo de forma itinerante, e mensalmente é realizado em um município diferente. O encontro anterior ocorreu em Araçoiaba, e o próximo, que será realizado em agosto, está programado para ocorrer em Paulista. 

Secretaria da Mulher de Pernambuco
 

Ministério Público quer vetar verba pública na Jornada Mundial da Juventude, no Rio

O Ministério Público do Rio de Janeiro impetrou nesta terça-feira uma ação civil pública com o objetivo de suspender uma licitação lançada pela Prefeitura do Rio para contratar serviços de saúde a serem prestados durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), nos eventos de Copacabana, Glória (ambos na zona sul) e Guaratiba (zona oeste). O município prevê pagar R$ 7,8 milhões pelos serviços. Para as Promotorias de Justiça de Tutela Coletiva da Saúde e Cidadania, autoras da ação, um evento de natureza privada como a Jornada não pode receber recursos públicos. O Ministério Público pede à Justiça que obrigue os organizadores do evento a contratar e pagar pela assistência médica do evento, sob pena de cancelamento total ou parcial dos eventos que integram a Jornada.
Segundo o Ministério Público, o Instituto Jornada Mundial da Juventude, organizador do evento, já contratou empresas para prestar serviços médicos durante o evento. Mas, durante reunião promovida pela prefeitura em 21 de junho, representantes das empresas contratadas foram informados de que o contrato seria anulado e que o município iria promover um pregão para firmar novos contratos. Por isso, segundo o Ministério Público, as empresas foram orientadas a se inscrever nesse pregão, apresentando as mesmas propostas já contratadas pelo Instituto JMJ. O Ministério Público só foi informado sobre essa mudança no dia 4 de julho.
As Promotorias pedem que a Justiça, caso decida não suspender a licitação, proíba essas empresas já contratadas de participar do pregão, pois tiveram acesso a informações privilegiadas, desrespeitando os princípios da isonomia, da livre concorrência e da igualdade de condições entre os concorrentes. São réus da ação a Prefeitura do Rio, o Instituto Jornada Mundial da Juventude, a Dream Factory Comunicação e Eventos Ltda, a Bem Guanabara Emergências Médicas, a Savior Medical Service Ltda., o Sistema de Emergência Médica Móvel do Rio de Janeiro Ltda - Vida Emergências Médicas, a SRCOM Promoções Culturais Ltda e a SRCOM Produções e Marketing Ltda.
O Ministério Público também pediu à Justiça o imediato bloqueio da verba de R$ 7.840.636,54, destinada ao pregão, para que seja reservada aos programas municipais de saúde.
Segundo o Ministério Público, a prefeitura tomou uma "decisão repentina, não planejada, aparentemente sem justificativa plausível e, sobretudo, com custo indevido para o erário público que assume, como sendo dever seu, a prestação de serviço de atendimento médico da Jornada Mundial da Juventude, que deveria ser executado e custeado pelo ente privado responsável pelo evento". Se a Justiça atender ao pedido das Promotorias, os réus deverão comunicar à Justiça o cumprimento das medidas em no máximo 48 horas, sob pena de multa diária de R$ 50 mil para cada réu, a ser revertida para o Fundo Municipal de Saúde e para aplicação em serviços de saúde.
Consultada pelo Estado, a Secretaria Municipal da Saúde informou que ainda não foi notificada a respeito da ação e por isso não iria se manifestar. Os organizadores da Jornada não haviam se manifestado até as 20 horas de ontem. 
Estadão

Prefeitura do Ipojuca reforça assistência médica e odontológica nos engenhos

 A partir deste mês de julho, as comunidades rurais do Município do Ipojuca passam a contar  com reforço nas ações de saúde. A cada semana, a unidade móvel  e uma equipe multidisciplinar  de saúde da Prefeitura visitam um engenho, realizando vacinação, exames de prevenção de câncer de colo de útero, aferição de pressão, medição de glicose, consulta médica e odontológica. Os moradores também recebem orientação sobre doenças como câncer de mama, tuberculose, hanseníase e doenças sexualmente transmissíveis e a importância do uso do preservativo.
            Nessa quarta-feira (10), a equipe esteve no Engenho Boacica. A dona de casa, Marivânia Maria dos Santos, 30 anos, levou o filho, Rodolfo, de 1 ano e três meses para vacinar e consultar o médico. “Fica bem mais fácil quando o médico vem até o nosso engenho. Meu filho está com diarreia e o agente de saúde me orientou a levar ele para o posto, mas fica difícil me deslocar até lá”, explica. Outra moradora da localidade, Marinalva Maria, 39 anos, foi com a mãe e o neto para a ação e aprovou a iniciativa. “O melhor daqui é que podemos resolver tudo no mesmo lugar. Trouxe meu neto para o dentista e minha mãe para a consulta médica. Aproveitei a oportunidade para colocar minhas vacinas em dia e já me informei sobre como fazer a mamografia”, comemora.
            A secretária de saúde, Zelma Pessoa, explica que esta ação será sistemática e que a unidade móvel visitará todos os Engenhos que não possuem posto de saúde com médico e dentista permanentes. “Como Ipojuca é um município com uma extensa área rural, não podemos centralizar o atendimento médico e odontológico nas áreas urbanas. É necessário levar os profissionais as localidades mais distantes, garantindo orientação e assistência para todos”, completa. 
Secretaria de Comunicação de Ipojuca

PM recolhe 48 armas no Posto de Coleta Itinerante

Com o lançamento do Posto de Coleta Itinerante,  no último dia 20 de Maio, a Secretaria de Defesa Social – SDS, através da Polícia Militar, vem contribuindo sobremaneira com a Campanha Nacional de Desarmamento. O posto acumula um total de 48 armas recolhidas nesse período. O município de Bezerros – Agreste do Estado – se destacou com o maior número de armas recebidas. Em apenas dois dias de visita. Os moradores entregaram espontaneamente 13 armas.
Além da unidade móvel, a Polícia Militar conta com  22 postos fixos existentes em batalhões e companhias. Com esse novo aliado, Pernambuco vem se destacando no recolhimento de armas  na Campanha Nacional de Desarmamento. Com  um total de 1.521 armas recolhidas, o Estado através das polícias  Militar, Federal e Rodoviária Federal, ocupa a 3ª posição no ranking  nacional nas localidades com 100 mil habitantes, perdendo apenas para da Bahia e Rio Grande do Sul, segundo dados do Portal Desarma.
O Coordenador do Posto de Coleta Itinerante, Tenente Coronel Alexandre Gomes, informou que o objetivo  do serviço itinerante é atender àquelas localidades onde não exista um posto fixo de coleta de armas. “Com isso estamos mais próximo da comunidade e atendendo de  forma  pontual “, disse. Dentre as armas recolhidas  estão  11 espingardas/rifles, 10 pistolas/revolveres, 04 garruchas e 23 armas de fabricação artesanal.
 comandante da  3ª Companhia  do 4° Batalhão  da PM , sediado em Bezerros, Capitão  Adriel Serafim,  informou que a divulgação na mídia local foi fundamental para o sucesso da coleta. “Divulgamos nos blogs, emissoras de rádio da cidade e ainda em carro de som” contou.
O professor aposentado  Cláudio Ferreira, 60 anos, morador da cidade, entregou no Posto de Coleta Itinerante, cinco armas que pertencia ao sogro. “Meu sogro faleceu e para que as armas não caíssem nas mãos de pessoas erradas decidimos entregar a polícia”, revelou. Para ele,  a criação  do posto de coleta itinerante foi uma decisão importante para motivar as pessoas a entregarem suas armas.
O funcionário público Vando Dias, 49 anos, morador de Bezerros, falou da importância da campanha. Segundo  ele,  a população deve tomar consciência e se desarmar evitando assim grandes tragédias. “Somente quem recebe treinamento e o trabalho requer o uso de armas é quem deveria andar armado”, afirmou.
Dentro do cronograma de visitas, cada cidade  será atendida por até três dias. A equipe  conta com dois grupos de 04 policiais cada, composta por um oficial comandante, um sargento auxiliar, um motorista e um patrulheiro.
O coordenador do posto itinerante lembra  ainda  da  importância do cidadão,  de somente transportar o armamento após retirar a guia de trânsito no site da Polícia Federal - www.dpf.gov.br. O documento  tem validade de um dia, para  que faça o transporte da arma de forma segura. Dependendo do tipo e calibre  e da arma as indenizações variam entre R$ 150,00 e R$ 450,00.
Após a entregar  o cidadão irá cadastrar uma senha de quatro dígitos, única e intransferível, e receberá um protocolo do Banco do Brasil composto de 16 dígitos. De posse deste documento deverá se dirigir a um dos caixas eletrônicos do Banco. A indenização estará disponível para saque 24 horas após a entrega da arma  durante 30 dias.
 A campanha visa retirar de circulação o maior número possível de armas de fogo e  conscientizar a população para os riscos de ter uma arma em sua residência.
Durante este mês, o posto itinerante estará visitando  os municípios de :  Capoeiras, São Bento do Uma, Cachoeirinha, Altinho, Agrestina, Cupira, Panelas, Sanharo, Lajedo e Jurema.
Balanço – O Interlocutor em PE da Campanha Nacional do Desarmamento, Coronel  Walter Lima, informou que desde o lançamento da campanha  Dezembro de 2011,  os 22 postos fixos de arrecadação de armas  da Polícia  Militar recolheram 754 armas até  o dia 04/07/2013. “Continuamos avançando  em parceria com a campanha nacional visando reduzir a criminalidade em nosso Estado”, enfatizou.  
Secretaria de Defesa Social de Pernambuco