Sabores da Tia Val

Sabores da Tia Val
Encomendas pelo Direct do lnstagram

segunda-feira, junho 14, 2021

Ação de segurança alimentar beneficia 50 terreiros de Paulista

 

O mapeamento das comunidades tradicionais afro-indígenas de Paulista começa a gerar seus primeiros frutos. Desde o último sábado (12), a Prefeitura Municipal, junto à Secretaria de Políticas Sociais e Direitos Humanos, deu início a uma grande ação de segurança alimentar para os povos de terreiro, em 17 bairros da cidade. As últimas oito cestas básicas dessa primeira leva serão entregues nesta segunda-feira (14).

Nesse primeiro momento, foram distribuídas 100 cestas, contemplando inicialmente 50 terreiros. Cada Ilê recebeu 2 cestas. O critério utilizado para o recebimento do benefício foi a ordem de inscrição realizada perante o mapeamento das comunidades. Toda entrega seguiu os protocolos de segurança para evitar o contágio pelo novo coronavírus

A meta é contemplar 130 terreiros em todo município. A ação faz parte da campanha “Paulista de Mãos Dadas Contra a Fome", e a interlocução com as comunidades tradicionais é feita pela Diretoria de Igualdade Racial do município.

O sentimento geral é de gratidão pela iniciativa, que ajudará na segurança alimentar de muitas comunidades de terreiro, como destaca Tatiane Pereira, Juremeira do Terreiro das Palmeiras, localizado no bairro de Conceição.

“Agradeço à Prefeitura de Paulista por essa ação importante. Será muito bem vinda em nossa casa, nesse momento tão difícil para todos. Axé”, disse Tatiane.

A importância social e comunitária das Matrizes Afro-Indígena
As culturas tradicionais indígenas e africanas estão fincadas no pensamento e na identidade do povo brasileiro. Os terreiros de matrizes indígenas e africanos são locais sagrados, que representam a manutenção de suas tradições e cumprem um papel social e cultural. Muitos também realizam ações sociais e alimentícias em seus entornos. Esse momento de pandemia, causada pelo coronavírus, tem agravado a situação de vulnerabilidade, tornando crescente o número de pessoas que procuram os terreiros na busca por alimentação. Uma das estratégias da Prefeitura do Paulista é potencializar a importância dessas casas.

Mapeamento dos Terreiros continua aberto
A Diretoria de Igualdade Racial disponibiliza o e-mail igualdaderacial.social.paulista@gmail.com para quem tiver dificuldades no acesso ou cadastramento. Quanto mais casas forem cadastradas, mais próximo da realidade será o diagnóstico feito a partir das informações coletadas. O terreiro que ainda não realizou seu cadastramento pode acessar o link https://cutt.ly/glwFHxB.


lmprensa Paulista

Nenhum comentário:

Postar um comentário