Sabores da Tia Val

Sabores da Tia Val
Encomendas pelo Direct do lnstagram

quarta-feira, junho 09, 2021

4.416 trabalhadores são vacinados contra a covid-19 no Porto de Suape

 

Alívio e esperança de que, aos poucos, tudo volte à normalidade. Foram esses os sentimentos relatados pelos trabalhadores portuários que receberam a primeira dose da vacina AstraZeneca/Oxford contra a covid-19, no Porto de Suape. No Dia Mundial da Imunização, comemorado nesta quarta-feira (9), Suape chegou à marca de 4.416 pessoas vacinadas. Foram priorizados aqueles com maior exposição nas operações portuárias, ou seja, que atuam diretamente nos cais e píeres, como empregados de operadores portuários, terminais e trabalhadores avulsos. Ainda se vacinaram os práticos, equipes dos órgãos intervenientes, agências de navegação, trabalhadores administrativos, funcionários dos estaleiros e os operadores da Concessionária Rota do Atlântico.

A ação foi realizada no Órgão Gestor de Mão de Obra (OGMO - Suape) e a aplicação do imunizante administrada pela Secretaria de Saúde da Prefeitura de Ipojuca, município onde está localizado o atracadouro e a administração da estatal. Para ter direito à vacinação, o trabalhador apresentou CPF e crachá funcional no local, onde já constava o nome nas listas enviadas pelas empresas para Suape a pedido da Secretaria Estadual de Saúde. Os funcionários foram divididos em grupos por dia para facilitar a aplicação e não causar aglomeração.

“Depois de muita expectativa para a chegada das vacinas ao público portuário, conseguimos, com forte engajamento dos participantes e colaboração dos voluntários, imunizar os trabalhadores que atuam diretamente nas operações nos cais e píeres. Vacinamos também as pessoas que exercem funções em escritório, assim como outros grupos. A imunização é fundamental para dar mais segurança aos trabalhadores, às atividades, e nos permite investir mais energia para gerar mais negócios para o Porto de Suape”, explica Carlos André Cavalcanti, diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade da estatal.

A campanha de vacinação contou com a participação de muitos voluntários da administração portuária, do OGMO – Suape e de empresas. “Agradecemos a todos que nos ajudaram a concluir essa primeira etapa. Foi muito importante o trabalho e a dedicação de cada um. Vamos, agora, aguardar o intervalo e planejar a aplicação da segunda dose. Só assim os trabalhadores estarão mais protegidos e seguros para desempenhar suas atividades. No entanto, mesmo após a vacinação, os cuidados devem ser mantidos, como uso obrigatório de máscaras de proteção, distanciamento social e higienização frequente das mãos”, conclui Cavalcanti.

Os portuários receberam doses extras da vacina da AstraZeneca/Oxford, produzidas pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), que não alteram o plano de imunização do restante da população. A vacinação nos portos vem acontecendo, simultaneamente, em várias partes do país, para evitar a contaminação da população por novas variantes do novo coronavírus.

lmprensa Suape

Nenhum comentário:

Postar um comentário