Sabores da Tia Val

Sabores da Tia Val
Encomendas pelo Direct do lnstagram

WTF? Translate here!

terça-feira, julho 20, 2021

Museu da Diversidade Sexual - ações de julho

O Museu da Diversidade Sexual, (MDS), instituição vinculada à Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerido pela Amigxs da Arte, promove uma programação composta por lives que discutem temas relacionados à HIV/AIDS e conta com apresentação da peça Monstro, que discute os preconceitos enfrentados por um professor gay em sua tentativa de adotar uma criança.

No dia 25 de julho, domingo, será promovido um testemunho público sobre a 'vivência e trajetória positiva' (referente a Hiv/Aids) com Thais de Azevedo, Amara Moira (foto) e Marcos Tolentino; no dia 28 de julho, quarta-feira, ocorrerá a exibição do primeiro episódio da websérie Babado Periférico, após a transmissão acontecerá um debate com os diretores Nay Mendl e Rosa Caldeira. Para finalizar a programação do mês, no dia 30 de julho, sexta-feira, a live Orgulho PositHIVo com Cadu Oliveira e Isabella Valadares é transmitida pelas redes sociais do Museu da Diversidade (MDS) e também pela plataforma #CulturaEmCasa.

Debate Público HIV/Aids
A proposta é realizar uma coleta pública de testemunho com Thaís de Azevedo, da organização Pela Vidda de São Paulo; Amara Moira, travesti, doutora em Crítica Literária pela Unicamp, professora de literatura no @descomplica, autora do livro “E Se Eu Fosse Puta” e colunista do BuzzFeed; e Marcos Tolentino, positivo, integrante do Acervo Bajubá, historiador, doutorando em História pela Unicamp e produtor do podcast “Passagem só de ida”.

A coleta pública de testemunho será realizada em modalidade virtual e consiste em dois momentos. No primeiro, Thaís fala sobre sua trajetória no movimento de enfrentamento à epidemia da Aids em São Paulo. Em seguida, dois moderadores convidados para a atividade lhe farão perguntas para poder aprofundar alguns pontos da sua fala.

Babado Periférico
É parte da tentativa de diminuir a contradição entre a alta concentração de LGBTs nas periferias de São Paulo e o pouco que se sabe sobre o assunto. Produzido por TLGBs+ das quebradas de SP, a websérie de 2016 trata sobre temas como saúde, educação, família, aceitação da comunidade, juventude, cultura e tantos outros dessa realidade de resistência diante de tanto preconceito, exclusão e exploração. Afinal, o que é ser LGBT nos espaços mais marginalizados e mal vistos de São Paulo?

Programação completa

Dia 25 de julho, domingo, 14h
Testemunho Público com Thais de Azevedo, Amara Moira e Marcos Tolentino

Dia 28 de julho, quarta-feira
Exibição do primeiro episódio da websérie Babado Periférico e debate com os diretores Nay Mendl e Rosa Caldeira

Dia 30 de julho,sexta-feira, 17h
Live Orgulho PositHIVo com Cadu Oliveira, e Isabella Valadares.
Mediação de Ariadne Ribeiro Ferreira



Nenhum comentário:

Postar um comentário