quinta-feira, março 18, 2021

Covid também causa impacto na saúde urogenital do homem

 

Em 2020, o Brasil anunciava o primeiro caso de Covid-19 em São Paulo, num paciente recém-chegado da Itália. Hoje, depois de tantos casos e tempo de estudo, sabe-se que a doença não se restringe apenas ao sistema respiratório, ela é considerada sistêmica e pode comprometer outros órgãos, como rins, pênis e testículos, resultando em insuficiência renal, disfunção erétil e talvez até infertilidade.

Algumas teorias sugerem que essas complicações sejam resultado de alterações enzimáticas e lesões do endotélio vascular, provocadas pelo vírus, desencadeando processos inflamatórios e fenômenos tromboembólicos (obstrução do fluxo sanguíneo).

A disfunção erétil pode ser desencadeada a partir do comprometimento do sistema circulatório e cardiorrespiratório somado a questões emocionais, que podem levar à insegurança e piora da performance sexual.

Em trabalho recentemente publicado, pesquisadores brasileiros da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo mostraram que pacientes com Covid-19 podem evoluir com processo inflamatório incidental no epidídimo, complicação que pode interferir na fertilidade.

Diante de inúmeros problemas desencadeados pela Covid-19, a Sociedade Brasileira de Urologia indica e reforça todas as medidas de isolamento social são necessárias, com uso e máscara e álcool em gel. Porém, um alerta: diante de algumas doenças urológicas, como infecções, cálculos renais e cânceres, uma rápida intervenção médica faz-se necessária. Segundo o médico urologista Felipe Dubourcq (foto), tomando os cuidados, a indicação é procurar um especialista, pois uma doença urológica fora de controle pode resultar em danos à saúde, às vezes irreversíveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário