Sabores da Tia Val

Sabores da Tia Val
Encomendas pelo Direct do lnstagram

WTF? Translate here!

quarta-feira, dezembro 16, 2020

Secretaria de Desenvolvimento Agrário apresenta propostas de parcerias a prefeitos eleitos

 

O secretário Dilson Peixoto apresentou, nesta terça-feira (15), possibilidades de parcerias para potencializar as ações do Governo de Pernambuco no meio rural. Os principais programas em execução, sob a coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Agrário e as possíveis contribuições das administrações municipais foram discutidas durante o Encontro de Novos Gestores, promovido pela Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), realizado em Gravatá, no Agreste do Estado.

 

Entre as principais iniciativas comandadas pela pasta voltadas à geração de emprego e renda no campo estão inseridas no Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PEAAF), que direciona 30% dos recursos destinados às compras governamentais de alimentos à agricultura familiar e à economia solidária; o programa Circuito Pernambuco Orgânico, que visa estimular o cultivo orgânico de alimentos e a ampliação da rede de feiras orgânicas e agroecológicas; e o Selo Arte, que permite aos produtores artesanais de derivados de leite comercializar, em todo o território nacional, produtos como queijo coalho, queijo manteiga, manteiga de garrafa e doce de leite, produzidos artesanalmente.

 

De acordo com o secretário Dilson Peixoto, fortalecer a agricultura familiar e gerar emprego e renda é uma prioridade do Governo Paulo Câmara. "Com PEAAF, Circuito (Pernambuco) Orgânico e o Selo Arte estamos abrindo novos mercados para a agricultura familiar e para a produção artesanal de alimentos. Só com o PEAAF estamos criando um mercado potencial de R$ 30 milhões, por ano, para os produtores rurais. Já contamos com 121 feiras orgânicas cadastradas, além de 1.083 produtores orgânicos, o que constitui a maior rede de comercialização de orgânicos do Nordeste; e também fomos o primeiro estado do Nordeste a conceder o Selo Arte aos nossos derivados de leite artesanais", destaca.

 

Para o secretário, as parcerias com os municípios, movimentos sociais, ONGs e organizações sociais foram fundamentais para a construção dessas iniciativas. "Todas essas ações foram amadurecidas durante o processo de construção conjunta com as gestões municipais e com os movimentos sociais e organizações ligados ao campo, mas há ainda algumas parcerias que podem ampliar o alcance desses programas, como por exemplo a criação dos Serviços de Inspeção Municipal de Alimentos (SIM) e Apoio Técnico aos produtores rurais", acrescentou.

 

Na área de infraestrutura hídrica em comunidades rurais, foram debatidos o Programa de Integração do Rio São Francisco (PISF), que vai construir 42 sistemas simplificados de abastecimento de água, em 108 comunidades localizadas a até cinco quilômetros de distância dos Ramais Norte e Leste da Transposição do Rio São Francisco, e o Programa Água Doce (PAD), que implantará 170 dessalinizadores em poços artesianos de água salobra, em 21 municípios do Semiárido pernambucano, beneficiando cerca de 60 mil pessoas. Ambos os programas estão atualmente em execução, com estimativa de conclusão em até 24 meses.

 

"Com esses programas (PISF e PAD) estamos levando água de qualidade para mais de 70 mil pessoas que vivem em regiões de extrema escassez hídrica e que muitas vezes só têm acesso a água potável por meio de carros-pipa", reforçou Dilson.


lmprensa Agrcultura PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário