Sabores da Tia Val

Sabores da Tia Val
Encomendas pelo Direct do lnstagram

quarta-feira, dezembro 16, 2020

Hospital da Mulher completa um ano como unidade de Alta Complexidade

 

Amanhã (17), a ala de Alto Risco do Hospital da Mulher do Recife completará um ano. O serviço representou um ganho de 68 leitos de alta complexidade voltados para grávidas que precisam de assistência especializada, bebês recém- nascidos graves e mulheres que necessitam de tratamento em leito de UTI. No total, 2.167 pacientes já foram internados nessa área. “Mesmo em meio à pandemia, mantivemos os trabalhos com o foco constante na qualidade do serviço, na humanização da assistência e no atendimento aos protocolos de segurança da Covid 19”, enfatizou Isabela Coutinho, diretora geral do HMR.

O aniversário será marcado por um evento na UCI Canguru, onde mãe e bebês ficam internados em contato pele a pele para ganho de peso do recém-nascido. O setor é formado por uma equipe multiprofissional com médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, psicólogos, assistentes sociais, fonoaudiólogos e fisioterapeutas. No Método Canguru, as mães acompanham seus recém- nascidos 24 horas, estão longe de casa e em um ambiente em permanente movimento, além de outras questões.

“Ter um bebê prematuro poderá  irromper numa série de demandas emocionais, visto que este momento suscita emoções, afetos, insegurança. O ambiente do Canguru apresenta, portanto, peculiaridades que exigem da equipe maior cuidado e acolhimento às mães, pais e recém-nascidos prematuros”, afirma a psicóloga Jakeline Silva. Ela, que conduz um grupo terapêutico semanal no espaço, durante o evento, realizará atividade integrativa com as mães, pais, RNs e a equipe. O evento contará também com a Hora do Canto, conduzida pelas fonoaudiólogas da unidade; produção de maquiagem e escova de cabelo; e com a distribuição de pequenos enxovais para mães e bebês; além de dinâmicas diversas.

 

Dados – A ala de alto risco do Hospital da Mulher do Recife conta com 10 leitos na UTI da Mulher, 10 leitos de UTI Neonatal, 15 leitos de UCI Neonatal e 12 leitos de UCI Canguru, todos instalados no 1ª andar da unidade. Já o 2º andar tem 21 leitos de Enfermaria de Ginecologia e de Gestação de Alto Risco.

Neste primeiro ano, a Enfermaria de Alto Risco recebeu 331 pacientes, sendo 214 gestantes de alto risco e 117 internamentos de Ginecologia. Já a UTI da Mulher recebeu 426 pacientes. Esses dois setores ficaram fechados nos meses de março, abril, maio e junho para atendimento exclusivo de pacientes com a Covid 19. Os outros serviços do alto risco permaneceram em funcionamento e, no balanço de 12 meses de atividades, a unidade neonatal (UCIs e UTI Neo) admitiu 1.410 bebês.

Unidade da Prefeitura do Recife, o Hospital da Mulher do Recife está sob administração do HCP Gestão, organização social de saúde do Hospital de Câncer de Pernambuco.

lmprensa Recife 

Nenhum comentário:

Postar um comentário