sábado, dezembro 25, 2021

Paulista reduz intervalo de aplicação da dose de reforço no público a partir de 18 anos para quatro meses

 


A Prefeitura da Cidade do Paulista reduziu o intervalo de aplicação da dose de reforço (D3) da vacina contra a Covid-19 no público a partir de 18 anos para quatro meses (120 dias) após a aplicação da segunda dose. A medida está em conformidade com a orientação da Secretaria Estadual de Saúde e do Ministério da Saúde. As gestantes, por sua vez, passarão a receber a terceira dose (D3) cinco meses após tomarem a segunda (D2).

Além disso, a aplicação da quarta dose foi liberada para os imunossuprimidos que receberam a dose de reforço há no mínimo quatro meses. A vacinação segue ocorrendo sem agendamento no município, sendo necessário apenas ir a qualquer um dos polos disponíveis e levar os documentos necessários.

Imunossuprimidos - São considerados imunossuprimidos os indivíduos (com/em): imunodeficiência primária grave; quimioterapia para câncer; transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas em uso de drogas imunossupressoras; pessoas vivendo com HIV/Aids com CD4 <200 céls/mm3; uso de corticoides em doses ≥ 20mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥ 14 dias; uso de drogas modificadoras da resposta imune (ver tabela 1); pacientes com hemodiálise; pacientes com doenças imunomedidas inflamatórias crônicas (reumatológicas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).

Primeira dose - De acordo com o critério idade, a etapa atual do Plano de Imunização de Paulista contempla o público a partir de 12 anos. O grupo é imunizado com a vacina da Pfizer, única autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para adolescentes entre 12 e 17 anos.

Além do público geral a partir de 12 anos, podem ser vacinados os seguintes grupos: pessoas com comorbidades (a partir dos 12 anos); gestantes (a partir dos 12 anos); puérperas com até 45 dias (a partir dos 12 anos); caminhoneiros; profissionais da saúde; profissionais da educação; profissionais de educação física; trabalhadores industriais; trabalhadores da limpeza urbana e resíduos sólidos; aquaviários; forças armadas; forças de salvamento; seguranças; trabalhadores dos correios e bancários.

Quem estiver no grupo de comorbidades deve levar o laudo médico e o registro do CID no dia e hora marcados. Os profissionais que serão vacinados em razão da atividade profissional que exercem deverão comprovar vínculo empregatício. Além disso, precisam atuar no município do Paulista.

lmprensa Paulista 

Nenhum comentário:

Postar um comentário