Podcast Tais Paranhos

terça-feira, novembro 17, 2020

Recife anuncia início do cadastramento em visita ao Compaz Dom Helder Camara

 

A Prefeitura do Recife abre para a população o cadastramento no Compaz Dom Helder Camara, no Coque, o quarto Compaz erguido na cidade, a partir desta quarta (18). O anúncio foi feito pelo prefeito Geraldo Julio durante visita ao equipamento na tarde desta terça-feira (17). O Compaz Dom Helder Camara começa a funcionar em dezembro, quando estiver concluído o cadastramento dos usuários. A nova fábrica de cidadania do Recife terá piscina, quadra poliesportiva, Dojô para artes marciais, sala Mãe Coruja, Espaço do Empreendedorismo, Estúdio de Rádio, TV e Fotografia e uma série de outros serviços de cidadania, cultura, esportes e lazer, seguindo o modelo de sucesso que garantiu ao Compaz o reconhecimento como melhor programa de combate a desigualdade social do Brasil.

 

“O Compaz do Coque, o novo Compaz do Recife, está iniciando as inscrições para todas as atividades. Compaz que leva o nome de Dom Helder, o Dom da Paz, que traz aqui todo o sentimento, toda a inspiração para o funcionamento desse equipamento que vai trazer vida para a vida das pessoas, trazer o futuro para a vida das crianças. E aqui a gente tem uma característica muito especial que são as homenagens. Por exemplo, a biblioteca com o nome de Clarice Lispector, e também Dona Elzita Santa Cruz, nessa área, verde que a gente tem aqui dentro do Compaz”, comentou o prefeito Geraldo Julio. “Estou muito feliz de ver as inscrições iniciando e saber que uma área importante da cidade, não só o Coque também, mas os Coelhos, a Ilha do Leite e tantos outros bairros vão ter a oportunidade agora de ter uma fábrica de cidadania funcionando aqui”, complementou.

  

Para o cadastramento, o equipamento vai funcionar de terça a sexta, das 8h às 20h, e aos sábados das 8h ao meio-dia. Serão atendidas 60 pessoas por dia, com distribuição de senhas, sendo 20 pela manhã, 20 à tarde e 20 à noite, para evitar aglomeração, como medida preventiva para a covid-19. Para se cadastrar no Compaz Dom Hélder Câmara, assim como nos outros Centros Comunitários da Paz, é preciso levar RG ou certidão de nascimento, CPF e comprovante de residência. Para cadastro de menor de idade é preciso que o responsável também se cadastre. O Compaz Dom Helder Camara é um equipamento público da Prefeitura do Recife, por isso as atividades e serviços são para moradores desta cidade. O cadastro é feito na recepção de cada equipamento.

 

A nova fábrica de cidadania do Recife teve investimento total de R$ 7 milhões, sendo R$ 5 milhões da PCR e R$ 2 milhões do Governo do Estado. O projeto leva assinatura do arquiteto Zeca Brandão e tem 6.324,80 metros quadrados, sendo 3.610,85 de área construída. Tem como carro-chefe a Biblioteca Clarice Lispector. Esta será a sexta biblioteca pública municipal da Rede de Bibliotecas pela Paz. A Biblioteca Clarice Lispector está dividida em seis espaços com capacidade para 10 mil títulos e ilha de computadores, com 10 máquinas. Destaque para a área destinada para a primeira infância, sala da Unidade de Tecnologia (UTEC), da secretaria de Educação do Recife (Seduc). A biblioteca também conta com recepção, salão principal, além das salas para a gestão do espaço e tratamento técnico dos livros. Possui 148,68 metros quadrados. A Rede de Bibliotecas pela Paz também está inserida na Secretaria de Segurança Urbana do Recife.

 

Neste equipamento os diferenciais são as salas do projeto Mãe Coruja, o Espaço do Empreendedorismo, a Casa da Justiça e Cidadania, os estúdios de Rádio, TV e Fotografia, jardim de inverno e da Sala de Monitoramento. O Compaz Dom Hélder Câmara também terá Dojô (sala para prática de artes marciais), sala de Balé, auditório Geneton Moares Neto para 100 pessoas, Sala Multiuso, CRAS, Mediação de Conflito, PROCON, Sala da Mulher, atendimento psicológico e wifi de graça. Na área externa, piscina, vestiário, parque infantil e quadra poliesportiva Cel. Jonas Barbosa.

 

Os bairros diretamente beneficiados, no raio de 1km, pelo Compaz Dom Helder Câmara são: Ilha do Leite, Cabanga, Ilha Joana Bezerra, São José, Coelhos e Paissandú.

 

O secretário de Segurança Urbana do Recife Murilo Cavalcanti também esteve no Compaz Dom Helder Camara nesta terça. “Vencida mais uma etapa agora do Compaz Dom Helder Camara, aqui no Coque, vamos abrir o cadastramento para que a população possa saber de todas as opções que vão ser ofertadas aqui no Compaz, para que essa comunidade possa ter um rumo muito bom em relação a cidadania, mediação de conflito, de empreendedorismo, de formação profissional, além da área de lazer e muito em breve também piscina e quadra poliesportiva. A Prefeitura do Recife cumpre com a sua palavra e entrega mais um equipamento para uma comunidade que tanto necessita. Esse é um Compaz aqui é mais digital e conectado com as novas tecnologias. O mercado de trabalho requer isso hoje”, destacou ele.

 

 

O novo Compaz terá uma exposição permanente sobre a vida e obra de Dom Helder Camara. A concepção museográfica vem de exposição anterior que celebrou os 100 anos de Dom Hélder e foi adaptada para eternizar o Dom da Paz, o Padre Henrique. A exposição é fruto de parceria com o Instituto Dom Hélder Câmara que firmou convênio com a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Segurança Urbana.

O equipamento conta ainda com um painel do artista plástico pernambucano Ferreira em azulejo, no térreo do prédio principal. Ele relata que se inspirou no título mais associado a Dom Hélder: o de Arcebispo de Olinda e Recife. “Fiz uma homenagem às duas cidades que ele amava”, conta. O painel tem 8m de altura por 3m de comprimento.

As intervenções em grafite, na área externa, ficaram por conta de André Maciel, que inspirado no traço de Portinari, retrata Dom Helder em situação de graça. Com ele no painel de três faces estão o Pe. Henrique e a emblemática igreja das Fronteiras. Outra obra de arte em grafite constará na caixa d'água do complexo e retrata o Dom da Paz abençoando o equipamento e seus usuários, é de autoria de Júlio Cezar, o INSANO, responsável pelas faces gigantes de Ariano Suassuna e Miguel Arraes nos respectivos centros comunitários.

O local situado na frente do auditório é reservado espaço de convívio e para exposições temporárias. Presta homenagem ao fiel escudeiro do “Dom da Paz” e que foi morto durante a ditadura como forma de fazer calar sua luta, o Padre Henrique. Na abertura do equipamento acolherá a Exposição 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos de autoria do coletivo

A arquitetura singular do prédio permitiu a reserva, bem no centro do espaço do prédio principal, para um “jardim de inverno”. Simbolicamente representa a centralidade do tema do meio ambiente no discurso e luta de DHC. Homenageia as mães em nome de uma das mães mais emblemáticas de Pernambuco, Dona Elzita Santa Cruz, que devotou sua vida à busca por seu filho Fernando Santa Cruz, desaparecido pela ditadura.

 

REDE COMPAZ - Além do Compaz Dom Hélder Câmara (Coque) existem mais três Centros Comunitários da Paz em funcionamento no Recife. O Compaz Governador Eduardo Campos (Alto Santa Terezinha) foi inaugurado em 16 de março de 2016. O Compaz Escritor Ariano Suassuna (Cordeiro) abriu suas portas em 27 de março de 2017. Em 26 de dezembro de 2019 foi a vez do Compaz Governador Miguel Arraes (Caxangá). Os três equipamentos já em funcionamento somam mais de 40 mil pessoas cadastrados.

 

Além dos quatro equipamentos, o Recife já tem garantido verba para construção de mais três Fábricas de Cidadania. Em dezembro de 2018, o Prefeito Geraldo Julio e o ex-ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, assinaram termo de convênio, no valor de quase 18 milhões de reais, para construção de mais três unidades: um Centro Comunitário da Paz no Ibura, um no Pina e outro na Várzea. Ao total, a capital pernambucana terá sete Compaz.

 

CVLI -  Dados da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS/PE) apontam que no raio de um quilômetro do Compaz Ariano Suassuna, o índice de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) caiu 35% no comparativo de 2018 para 2017. OS bairros que contemplam essa distância são Bongi, Cordeiro, Prado, Torrões e San Martin. O Compaz Ariano Suassuna foi inaugurado em março de 2017. Até fevereiro de 2019, dezessete (17) vidas foram salvas, conforme projeção dos números da SDS/PE. 

 

Já no Compaz Eduardo Campos, que fica no Alto Santa Terezinha, zona norte da capital pernambucana, o índice de redução de CVLI caiu 22% no comparativo entre 2017 e 2016. Em cima dessa expressiva redução, o Compaz continua mostrando resultado, com mais 5% de redução nos homicídios entre 2018 / 2017. Ou seja, acumulando 27% de redução. Os bairros em volta diretamente beneficiados, além do Alto Santa Terezinha, são: Beberibe, Água Fria, Dois Unidos, Linha do Tiro e Bomba do Hemetério. O bairro do Alto Santa Terezinha, sede do primeiro Compaz, não registrou nenhum homicídio em 2018.

 

lmprensa Recife

Nenhum comentário:

Postar um comentário