terça-feira, 25 de setembro de 2018

Cerimônia pública e transparente inicia preparação das urnas no Estado

O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) iniciou, nesta segunda-feira (24/09), a Cerimônia de Carga e Lacre das Urnas, uma das fases mais importantes no processo de organização das Eleições.

Zonas eleitorais de Jaboatão dos Guararapes, Igarassu, Palmares e Caruaru foram as primeiras a realizar o procedimento, que, consiste, grosso modo, na inserção, urna por urna, dos dados dos candidatos e dos eleitores de cada seção.

Até o dia 2 de outubro, cerca de 23 mil urnas das 122 Zonas Eleitorais de Pernambuco passarão pelo processo. Aproximadamente 1.000 pessoas trabalharão nesse processo. O primeiro turno das Eleições acontece em 7 de outubro próximo. 

Nesta terça-feira (25/09), o processo acontece no Recife, no Local de Armazenamento de Urnas do Recife (Avenida Camarão, 220, Iputinga). O presidente do TRE-PE, desembargador Luiz Carlos Figueirêdo, estará presente no evento.

"Este é um momento vital para as Eleições, um momento em que mostramos a segurança e transparência de todo o processo. Garantimos a segurança total porque as máquinas trabalham isoladamente. Não há conexão com intenet nem a menor possibilidade de fraude. Esta solenidade é pública, tem total transparência. Todos podem pedir dados, checar informações e fiscalizar", disse o presidente do TRE-PE.

O presidente do TRE-PE participou, nesta segunda-feira, junto com o vice-presidente do Tribunal, desembargador Agenor Ferreira de Lima Filho, da cerimônia púbica que aconteceu na 11ª Zona Eleitoral (ZE), no Fórum Eleitoral de Jaboatão dos Guararapes. O Fórum sedia também as ZEs 101, 118 e 147.

Com a presença dos desembargadores, do juiz da 11ª Zona Eleitoral, Otávio Ribeiro Pimentel, da promotora Maria de Fátima de Araújo Ferreira, da chefe do cartório, Wilma Oliveira, de secretários e servidores do TRE-PE, a solenidade começou pontualmente às 8h.

O juiz Otávio Ribeiro abriu um dos envelopes com o kit de carregamento e lacração (flash card, mídia de resultado e selo e jogo de lacres), entregou à chefe do cartório que, por sua vez, repassou a um dos funcionários treinados para a operação. Serão preparadas na 11ª ZE 341 urnas (considerando as 315 seções as urnas de contingência).

Por meio da operação, feita urna a urna, são inseridas todas as informações necessárias à realização do pleito: os programas de votação, a relação de eleitores da respectiva seção eleitoral, os dados de partidos, coligações e os nomes e fotos de todos os concorrentes aptos a disputar a eleição, inclusive os que têm registros indeferidos e aguardam julgamento de recursos.

Depois de inseridas todas essas informações, as urnas eletrônicas são lacradas e estão prontas para serem utilizadas nas Eleições – a máquina lacrada só realiza operações em dia e horário predeterminados.

Secretário de Tecnologia da Informação e Comunicação do TRE-PE, George Maciel explicou que as urnas são lacradas com um selo especial confeccionado pela Casa da Moeda do Brasil. Os selos têm propriedade químicas que revelam qualquer tentativa de violação das urnas.

"As urnas eletrônicas existem há 22 anos e nunca foi detectada nenhuma fraude. Esclareço que a urna eletrônica é programada para habilitar a votação apenas no dia da eleição e durante o período de votação, que vai das 8h às 17h. Encerrada a votação, a urna imediatamente faz a apuração (contagem) dos votos da seção e, em seguida, imprime várias vias do Boletim de Urna (BU) com o resultado. A partir desse momento, o resultado torna-se público, podendo ser verificado por qualquer pessoa, sobretudo pelos fiscais de partido e eleitores", explicou.

Pernambuco tem 20.049 seções eleitorais e 6.570.072 eleitores. Cada seção conta com uma urna e o TRE mantém equipamentos de reserva para substituição em caso de algum problema de ordem técnica.

Imprensa TRE-PE


Nenhum comentário:

Postar um comentário