sexta-feira, 19 de junho de 2020

No Cabo, Funase insere 80 jovens em cursos profissionalizantes

A parceria entre a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) e o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) segue viabilizando a oferta de cursos profissionalizantes para adolescentes e jovens em regime de internação. Nesta semana, na maior unidade socioeducativa de Pernambuco, o Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, foram iniciadas turmas de Operador Logístico, Atendimento ao Cliente, Informática Básica, Corte de Cabelo Masculino e Introdução à Segurança do Trabalho, o que permitiu a inserção de 80 socioeducandos nas atividades. As aulas estão ocorrendo com grupos reduzidos para atender à recomendação de distanciamento social como medida de prevenção ao novo coronavírus.

Cada curso conta com 16 alunos, com quatro participantes por sala. As temáticas ofertadas têm bons níveis de trabalhabilidade, de modo que, após certificados, os socioeducandos poderão se colocar à disposição para contratações pelo mercado de trabalho ou mesmo iniciar seus próprios negócios, em áreas como a de barbearia, por exemplo. As formações profissionalizantes têm carga horária que varia de 18 a 60 horas/aula. A oferta dos cursos está sendo viabilizada com coordenação do Eixo Profissionalização, Esporte, Cultura e Lazer da Funase e acompanhamento das coordenações geral e técnica do Case Cabo de Santo Agostinho.

Para a gerente da unidade socioeducativa, Tatiane Moraes, a continuidade da oferta de cursos na Funase, com a adoção dos devidos cuidados para prevenir o avanço do novo coronavírus, é importante para oportunizar cidadania e reinserção social aos adolescentes e jovens atendidos no local. “Agradecemos a toda a equipe de profissionalização da Funase pelo trabalho desempenhado. Estamos percebendo que os adolescentes estão muito motivados com os cursos oferecidos aqui. A educação, sem dúvida, muda as pessoas, quebra barreiras e possibilita que sejam construídos novos sonhos e projetos de vida”, afirmou.

Imprensa Funase PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário