sexta-feira, 19 de junho de 2020

HMA reconhecido como melhor em práticas de segurança

O Hospital Miguel Arraes (HMA), em Paulista, obteve o primeiro lugar, dentre oito unidades públicas de saúde de Pernambuco que tiveram alta conformidade, no Relatório de Autoavaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente em Serviços de Saúde, referente a 2019, realizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A lista, que inclui ainda 16 unidades privadas do estado, avaliou o desempenho de instituições de todo o Brasil em relação à adoção de práticas seguras com o objetivo de prevenir a ocorrência de eventos adversos (EA) nos serviços de saúde. As informações coletadas podem definir e guiar ações sanitárias nos níveis local e nacional. Mais de 1,3 mil formulários foram preenchidos, com classificações que variaram ainda entre baixa e média conformidades.

O monitoramento é feito pela Anvisa desde 2016 com base em informações obtidas junto a coordenações municipais, distritais e estaduais de Segurança do Paciente em hospitais com leitos de Unidade de Terapia Intensiva. No HMA, os dados foram levantados pela Gerência de Risco e pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) junto à Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa). A divulgação dos resultados aconteceu no começo deste mês através de um seminário online em vídeo. Para a enfermeira Débora Guedes, da Gerência de Risco, a boa colocação se deve ao empenho de todos que fazem o Núcleo de Segurança do hospital. “Foi uma grande alegria saber que nosso serviço foi considerado de alta conformidade. Isso é resultado de um trabalho em equipe, que envolve todos os colaboradores da instituição no sentido de fortalecer as ações de segurança do paciente”, destacou.

Em seus quase 11 anos, o Hospital Miguel Arraes atua com medidas que diminuem ou evitam falhas na prestação do serviço. A princípio, com a implantação da Comissão de Prevenção de Risco ao Paciente e, posteriormente, com seu Núcleo de Segurança do Paciente, instituído há três anos, o HMA tornou-se parceiro da Anvisa nas ações voltadas à proteção do paciente contra riscos, EA – Eventos Adversos (incidentes que resultam em danos à saúde) e danos desnecessários durante a atenção prestada nos serviços de saúde. O reconhecimento do Relatório das Práticas de Segurança demonstra que a unidade está no caminho certo.

Com informações da jornalista Iana Gouveia

Nenhum comentário:

Postar um comentário