Podcast Tais Paranhos

segunda-feira, dezembro 16, 2019

Terça Negra inspira obra sobre espiritualidade afrobrasileira

"O sagrado é qualquer movimento interior que lhe leve à transcendência. Então, uma música pode lhe elevar a tal ponto que você atinge outra dimensão". As palavras são da pesquisadora Maria Lúcia Gomes dos Prazeres (foto), que lança o livro “Terça Negra no Recife: Narrativas sobre Dança, Música, Espiritualidade e Sagrado”, nesta terça (17), às 19h, no Pátio de São Pedro. 

No local - onde o evento que celebra a ancestralidade africana do povo pernambucano ocorre desde 2001 -, também se apresentam o Maracatu Estrela Dalva, o Afoxé Omô Inã e o grupo de samba reggae Raízes de Quilombo.

A obra de Lúcia Gomes é resultado do seu mestrado em Ciências da Religião, na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), e reúne histórias sobre o fortalecimento da identidade, cultura e espiritualidade de afro-pernambucanos, vividos a partir da Terça Negra.

O livro é dividido em cinco capítulos e costura narrativas de 12 personagens que transformaram a experiência do povo negro no Recife e tiveram suas próprias histórias fortalecidas pelos encontros de música e dança no Pátio de São Pedro

Com duas décadas de ação completadas este ano, a Terça Negra é um projeto criado pelo Movimento Negro Unificado, com apoio da Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e Fundação de Cultura Cidade do Recife. Durante esse período, passaram pelo evento no Pátio de São Pedro mais de 300 grupos de afoxé, samba, maracatu, rap, dança, hip hop, coco, samba reggae e mangue beat.

Serviço:
Lançamento do livro “Terça Negra no Recife: Música, Dança, Espiritualidade e Sagrado”, de Maria Lúcia Gomes dos Prazeres

Apresentações: Maracatu Estrela Dalva, do Afoxé Omô Inã e do grupo de samba reggae Raízes de Quilombo.

Quando: Terça-feira, 17 de Dezembro, a partir das 19h

Onde: Pátio de São Pedro, bairro de Santo Antônio, Recife

Acesso Livre

Imprensa Recife