16/12/2019

Chile: água usada para dispersar manifestantes contém soda cáustica

A polícia chilena usou água com gás de pimenta e soda cáustica para conter manifestantes em diversos protestos que tomaram conta do país há quase dois meses.

A presença dos componentes, que causariam queimaduras graves, foram detectadas em um relatório divulgado nesta segunda-feira, encomendado pelo Movimento Saúde em Resistência (MSR) “devido ao número crescente de pacientes que tiveram reações alérgicas”, após serem atingidos por água lançada por carabineros em caminhões-pipa.

A análise, feita pelo Colégio de Químicos Farmacêuticos e Bioquímicos do Chile, revela que parte da água continha elementos altamente irritantes, com um pH igual a 12 — em uma escala de 1 a 14 — , potencialmente fatal, e capaz de causar danos graves ao contato cutâneo, ocular ou por ingestão acidental. As amostras foram coletadas por brigadistas e entregues aos membros da MSR.

Diário do Centro do Mundo