segunda-feira, julho 29, 2019

XI Virtuosi Gravatá

Com patrocínio do Ministério da Cultura, Prefeitura de Gravatá e Grupo Moura, a cidade de Gravatá recebe a partir da próxima sexta-feira (02/08), mais uma edição do emblemático Festival Virtuosi. Com uma programação musical que reúne os melhores instrumentistas do Brasil e do mundo, o XI Virtousi Gravatá ocorre com direção musical do maestro Rafael Garcia, até o dia 09 de agosto, com apresentações totalmente gratuitas, na Igreja Matriz de Sant’Ana.

A abertura da 11ª edição do projeto, tem início nesta sexta-feira (02/08), às 20h com uma apresentação inédita do Coro de Câmara de Campina Grande. A apresentação ocorre sob a regência do maestro suíço Vladimir Silva e conta com a participação do grupo IAMAKÁda UFPB. Juntos, os instrumentistas apresentam famoso o Requiem dos Oprimidos, obra do compositor paraibano Eli-Eri Moura, em homenagem a Jackson do Pandeiro.

A programação musical segue no sábado (03), às 11h, quando o grupo IAMAKÁ apresenta um programa de músicas medievais e renascentistas. O IAMAKÁ é conhecido por desenvolver um trabalho que abrange os dois extremos da música ocidental: de um lado a música antiga, em especial a medieval e a renascentista, em novos arranjos e roupagens, e de outro, a contemporânea, com ênfase em compositores brasileiros, envolvendo o canto e instrumentos. Além dos instrumentos tradicionais, como violino, violoncelo e violão, o grupo também sobe ao palco com harpa celta, marimbau, viola de arame, alaúde, guitarra portuguesa, bandolim, percussões e diversas e flautas doces, dentre essas, uma rara flauta contrabaixo, com dois metros de altura.

Ainda no sábado às 20h, o público terá a oportunidade de apreciar um recital exclusivo do pianista Ilya Ramlav, que interpretará obras de Mozart,Chopin Rachmaninov. Ilya começou seus estudos de piano aos nove anos, no Conservatório de Moscou e não parou mais. Realizou sua pós-graduação em Manchester – UK, com Graham Scottefoi vencedor de mais de dez concursos nacionais e internacionais. Bolsista da Fundação Rostropovich, em 2014 gravou um CD para o selo Animá Records.

O Festival continua com a programação, na segunda-feira (05), onde apresenta a partir das 20h, o recital do duo Gilson Filho (violino) e Luis Felipe Oliveira(Piano). A Nova Geração” apresentará uma programação com peças de Schumann, Beethoven, Bazzini e Waxman. 

Gilson Filhoébacharel pela Nicholls State University e o Mestre pela University of New Mexico, é natural de Recife onde começou seus estudos de violino no projeto Suzuki na comunidade do Alto do Céu. Foi violinista da Orquestra Sinfônica da Bahia e Spalla da Orquestra Juvenil da Bahia / Neojiba. Premiado no 10º Concurso Nacional de Cordas Paulo Bosísio, obteve a primeira colocação na competição na Nicholls State University, primeiro prêmio e escolha da platéia no concurso da Universidade do Novo México. Tem sido solista com as Orquestras Sinfônica da Paraíba, Festival Virtuosi, Festival deMúsica Eleazar de Carvalho, "Cores da Invenção" com o violinista Gilles Apap, entre outras. 

Na terça-feira (06), às 20h, o público irá assistir o recital do Duo Elisa Fukuda (violino) e Vera Astrachan (piano). O Duo interpreta obras deSchubertMozart Guarnieri. Será uma apresentação inédita, uma vez que poucas parcerias de música de câmara, no Brasil, possuem a duração, consistência e trajetória como a da violinista Elisa Fukuda e a pianista Vera Astrachan. Duas musicistas de formação sólida e carreira expressiva. 

Com 30 anos de atividade, o duo tem se apresentado em importantes eventos e salas de concerto do Brasil, destacando-se o Festival de Inverno de Campos do Jordão, a Sala Cecília Meireles, a Fundação Maria Luisa e Oscar Americano, o Centro Cultural Banco do Brasil, e o Instituto Ling.Franck e Guarnieri, recente disco do duo, lançado em 2013 pelo selo Clássicos, recebeu grandes elogios da crítica especializada. 

Na quarta-feira (07), também às 20h, acontece o recital de música de câmara com a participação do uruguaio Nicolás Giordano (violino e viola), do búlgaro/argentino Stanimir Todorov (cello) e do pianista russo Ilya Ramlav, no programa as Sonatas de Schumann, para violino e piano e Rachmaninov,para cello e piano. 

Nicolas Giordano é solista da Orquesta Estable,no Teatro Colon em Buenos Aires, professor de violino na Universidade Nacional do Uruguai e diretor artístico do programa de música educacional Sembrando Talentos Uruguai. Mestre pela Universidade de Artes, Rotterdam, atuou como solista com numerosas orquestras, incluindo a Sinfónica do Sodré, a Filarmónica de Montevidéu, a Orquestra das Américas YOA (Canadá e China),entre outras. Recebeu o prêmio Hildegard Behrens Young Artistsem julho de 2010 e o Morosoli de Cultura Uruguaiaem dezembro de 2011, por suas realizações artísticas e sociais na América Latina. Ele também foi nomeado Jovem Artista pela Paz pelo presidente da UNESCO

Nascido na Búlgaria, Stanimir Tororov formou-se na Academia de Música de Sofia, onde estudou com Radu Aldulescu, Yehudi Menuhin, Alberto Lysy e outros grandes nomes da música clássica. Em 1994 recebeu o prêmio pela melhor interpretação de música moderna do Concurso Internacional Rostropovich em Paris. Foi violoncelista principal da Orchestre Suisse Romandee atualmente é solista adjunto da Orquestra Estável do Teatro Colón e primeiro cello da Camerata Bariloche.

Na quinta-feira (08), o jovem pianista Luis Felipe Oliveira sobe ao palco com um recital de obras de BeethovenBrahms Chopin.Natural de Gravatá, Felipe detém importantes prêmios em concursos, à exemplo do Piracicaba International Competition (2017), o Rachmaninov International for Young Pianists (2015), o Souza Lima (2018) e diversos outros. Em maio de 2016 lançou o “Projeto Piano em Casa” que tem como objetivo aproximar a música para piano, de seu público. 

O Festival encerra na sexta-feira (09) às 20h, com o concerto que une a Orquestra Jovem de Pernambuco sob a regência do Maestro Rafael Garcia, com os solistas Taís GomesNicolas Giordano, Stanimir Todorov Elisa Fukuda. Na ocasião, a orquestra apresentará a obra Canto de Amor e Paz do compositor Cláudio Santoro, que celebra 100 anos de seu nascimento e foi composta para inauguração de Brasília, em 1960. 

Primeiro contrabaixo da Sinfônica Municipal de São Paulo, Taís Gomes iniciou seus estudos em Brasília e foi vencedora de diversos concursos nacionais, ganhou prêmios também na Itália e tem especialização no Conservatório Santa Cecília di Roma. Participou da Youth Orchestra of the Americas e da Jeunesses Musicales World Orchestra, integrando turnês pela América do Sul e Europa. 

PROGRAMAÇÃO
DE 02 a 09 de agosto de 2019
IGREJA MATRIZ DE SANT’ANA

SEXTA-FEIRA (02/08)
20h Requiem dos Oprimidos
CORO DE CAMARA DE CAMPINA GRANDE
IAMAKÁ
VLADIMIR SILVA, regente

SÁBADO (03/08)
11h Música Medieval & Renascentista
IAMAKÁ

20h Mozart, Liszt & Rachmaninov
ILYA RAMLAV, piano

SEGUNDA-FEIRA (05/08)  
20h A Nova Geração  
Gilson Filho, violino
Luis Felipe Oliveira, piano  

TERÇA-FEIRA (06|08)
20h Schubert, Mozart & Guarnieri  
ELISA FUKUDA, violino
VERA ASTRACHAN, piano

QUARTA-FEIRA (07|08)  
20h Schumann & Rachmaninov
NICOLAS GIORDANO, violin
STANIMIR TODOROV, cello
ILYA RAMLAV, piano

QUINTA-FEIRA (08|08)
20h Beethoven, Brahms & Chopin  
LUIS FELIPE OLIVIERA, piano

SEXTA-FEIRA (09/08)
20h  
ORQUESTRA JOVEM DE PERNAMBUCO
Nicolas Giordano,Taís Gomes, Stanimir Todorov
& Elisa Fukuda
RAFAEL GARCIA, regente  


SERVIÇO

XI VIRTUOSI GRAVATÁ
De 02 a 09 de agosto, naIgreja Matriz de Sant’Ana
Direção Artística: Rafael Garcia
Coordenação Geral:Ana Lucia Altino
Produção: Virtuosi Sociedade Artística LTDA
Aberto ao público