terça-feira, 12 de maio de 2020

Recife adotará isolamento social rígido para salvar vidas

Para informar a população sobre a quarentena decretada pelo Governo de Pernambuco no Recife, e em outros quatro municípios da Região Metropolitana, o prefeito Geraldo Julio fez um pronunciamento virtual nesta tarde, reforçando a importância e a urgência do isolamento social neste momento em que o pico da pandemia se avizinha na capital pernambucana e esclarecendo como as novas medidas serão implantadas na cidade.
"O isolamento social já salvou três mil pessoas no Recife. Mas essa pandemia vai mudando os desafios a cada etapa. Agora chegou a hora do isolamento rígido, que alguns chamam de lockdown, outros de bloqueio, fechamento total. O mais importante não é o nome, mas o engajamento de todos. Os dados científicos apontam que, nessa segunda quinzena de maio, há projeção de uma aceleração muito rápida na curva de crescimento da doença. É nesse período que o isolamento rígido pode conseguir maior redução do crescimento da covid-19", afirmou o prefeito Geraldo Julio, há pouco, em transmissão ao vivo, feita do edifício sede da Prefeitura do Recife.
Entre as novas medidas de proteção anunciadas hoje, que serão aplicadas em caráter educativo a partir de amanhã e estarão em vigor entre os dias 16 e 31 de maio, estão o rodízio de veículos, com a circulação separada por placas ímpares e pares, bem como a instalação de pontos de controle e a realização de ações de fiscalização. Os veículos sem autorização para circular serão orientados a retornar para casa, caso haja insistência o veículo pode ser apreendido.  
O secretário de Planejamento e Gestão do Recife, Jorge Vieira, esclareceu que não haverá cobrança de multas de trânsito pelo descumprimento das medidas. "Em caso de desobediência às novas medidas de isolamento social, não serão aplicadas multas de trânsito. Os motoristas que desobedecerem as regras serão orientados nesses bloqueios, a retornarem pra casa. Motoristas que insistirem terão seus veículos apreendidos. Aos profissionais de serviços essenciais, bastará apresentar carteira profissional ou outro documento que comprove sua condição profissional", acrescentou Jorge Vieira.
Também passa a valer a obrigatoriedade do uso de máscaras por todos que precisarem sair de casa, com previsão de autuação para estabelecimentos comerciais e até transportes públicos em casos de descumprimento da nova norma sanitária.
As medidas, segundo o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, foram todas tomadas com base em projeções cientificas, que apontam o isolamento social como única estratégia eficaz para desacelerar o crescimento dos casos, justamente no momento em que essa curva tende a alcançar seu ápice na cidade e em todo o estado.
"A quarentena, esse isolamento social rígido, é como um remédio amargo e forte, que , para ser efetivo, precisa ser dado no momento certo, na dose certa e pelo período de tempo certo. Essa dose certa agora é o máximo de isolamento possível, com duração que seja suficiente para garantir uma desaceleração da curva de casos, e que, ao mesmo tempo, seja socialmente sustentável para as populações de mais baixa renda da cidade", disse Jailson Correia. "Nada disso vai funcionar, no entanto, sem um maciço engajamento social. E aqui fica um clamor, um pedido, um chamado às lideranças da cidade: às lideranças científicas, acadêmicas, religiosas, políticas, formadores de opinião, para que possamos fazer com que essa mensagem chegue a todos e que a gente possa atingir os objetivos dessa fase de isolamento mais rígido, que chega na hora necessária."
Livre Trânsito - O livre trânsito de veículos nas ruas do Recife será assegurado somente para veículos sinalizados de serviços essenciais, como distribuidoras de água e gás, energia, Correios, imprensa, alimentos, funerárias, coleta de lixo, obras, guinchos e ambulâncias, táxis, ônibus e motocicletas de entrega também estão liberados. "O rodízio de placas valerá inclusive para motoristas de aplicativos", esclareceu o secretário de Planejamento e Gestão do Recife, Jorge Vieira. A fiscalização na cidade será presencial, por meio de blitz, que serão realizadas em vários pontos do Recife.
O secretário informou ainda que serão montados pelo Governo do Estado bloqueios nas entradas da cidade, assim como nos outros quatro municípios contemplados pelo decreto estadual, para evitar a entrada desnecessária de veículos. Serviços essenciais, como supermercados, farmácias e padarias, terão seu funcionamento mantido e assegurado à população.
Imprensa Recife

Nenhum comentário:

Postar um comentário