Minha Busca

quinta-feira, outubro 22, 2020

Funase e Cefospe inserem mais 25 agentes socioeducativos em formação online

 

A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) deu início, nesta semana, à formação continuada online de mais 25 agentes socioeducativos. O conteúdo, dividido em cinco módulos, aborda os temas Desenvolvimento Comportamental, o Projeto Político-Pedagógico da instituição, Ética Profissional e Direitos Humanos, Procedimentos Operacionais e Procedimentos Correcionais. Os profissionais matriculados agora se juntam ao rol de outros 60 funcionários já contemplados pela formação nos últimos dois meses.

Os módulos são ofertados em uma plataforma online do Centro de Formação dos Servidores e Empregados Públicos do Estado de Pernambuco (Cefospe), instituição responsável pela certificação do conteúdo. As aulas são ministradas por gestores e supervisores técnicos da Funase com experiência nas abordagens propostas. As servidoras Socorro Bezerra, Anny Sales, Luciana Virgínia e os servidores Alexandre Cruz e Alexandre Raimundo são instrutores dessa turma, com coordenação da psicóloga Marineide Batista.

A superintendente geral de Gestão do Trabalho e Educação da Funase, Nadja Oliveira, afirma que os resultados do projeto têm sido positivos. “Completamos duas turmas de agentes socioeducativos atendidos por essa formação continuada, ambas com bom aproveitamento. Foi um desafio novo, porque costumávamos realizar esse tipo de iniciativa no formato de capacitações introdutórias presenciais. Com a pandemia, nos adaptamos ao modelo virtual e conseguimos manter a alta qualidade da nossa proposta”, avalia.

A expectativa é de que mais duas turmas sejam formadas até dezembro, com agentes socioeducativos que atuam em unidades de internação, internação provisória e semiliberdade de todo o Estado. Após a conclusão das turmas de 2020, aproximadamente 150 profissionais da Funase terão sido beneficiados pela ação. “Mantivemos a mesma carga horária de 80 horas que era realizada nas capacitações presenciais e temos recebido um feedback muito positivo dos alunos. Mais que o repasse de conteúdos, é uma ação de valorização dos nossos agentes”, afirma a assessora técnica de Gestão de Pessoas da Funase, Alexandra Wanderley.

Imprensa Funase PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário