domingo, 14 de junho de 2020

#NinguémSoltaAMãoDeNinguém [38]

A Natasha Faustino tem 15 anos e mora em Aparecida de Goiânia/GO com a mãe e três irmãos. Ela tem um sério problema de visão e dificuldades para receber as lições de casa pelo celular, dividido para todos da casa. Seu sonho é entrar no Instituto Federal de Goiás mas chegou a quarentena e atrapalhou tudo. Mas ela é determinada e tem na sua mãe Tati seu maior exemplo. Leia a seguir seu depoimento:


Meu nome é Natasha Faustino Sena, eu tenho 15 anos, e estou pedindo ajuda por causa da situação financeira da minha família. Somos 5 pessoas na minha casa, minha mãe, é a única que trabalha. Ela é operadora de telemarketing, e ganha apenas 998 por mês, para sustentar eu e meus 2 irmãos pequenos. 

Eu precisava de um óculos, mas graças a minha postagem no Twitter eu consegui, agora meu objetivo é conseguir um aparelho celular, já que só temos 1 aqui em casa, para 5 pessoas. Minha mãe tem que levar o celular para o serviço todos os dias, e são poucas as vezes que ela faz como hoje, e deixa ele em casa, afinal ela precisa falar com a gente, e ver como estamos.

Você pode me perguntar, onde está o problema nisso? E bom, nesse período de quarentena, eu e meus irmãos recebemos tarefas on-line TODOS os dias da semana. E tendo somente um aparelho celular, não podemos fazer elas durante a semana. E eu peço ajuda, para realizar meus sonhos e criar possibilidades para conseguir estudar o suficiente para entrar pra IF 


Se você puder ajudar doando alguma coisa, eu tenho conta da minha mãe no: 
PicPay: @faustino..t@yahoo.com 
PayPal: @faustino.t@yahoo.com 
Caixa econômica federal agência: 3117 operação 023 Conta: 477-8 
Next - Bradesco conta corrente: 515060-04 agência: 3750-8

Nenhum comentário:

Postar um comentário