segunda-feira, 11 de maio de 2020

Recife vai contratar costureiros e microempresas para confeccionar máscaras

A Prefeitura do Recife vai contratar costureiros, Microempreendedores Individuais (MEIs) e Microempresas (MEs) da área de confecção para a produção de até 1 milhão de máscaras de tecido. O objetivo é distribuir os produtos à população em situação de vulnerabilidade social e econômica, visando fortalecer a proteção contra a contaminação pela covid-19, além de gerar renda e estimular a economia local. A ação é uma parceria da Secretaria de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo (STQE) com o Gabinete de Projetos Especiais (GABPE).

O edital que relaciona a documentação necessária para habilitação dos interessados em participar estará disponível, a partir desta segunda (11), no portal da Prefeitura do Recife (www.recife.pe.gov.br). Todos os procedimentos, incluindo a inscrição da pessoa ou empresa interessada, deverão ser feitos pelo e-mail que consta no edital. A documentação solicitada deve ser enviada das 8h do dia 11 às 17h da sexta (15).

O objetivo inicial é contratar 300 costureiros e MEIs, para entregarem até 1,6 mil máscaras cada, além de 25 microempresas que farão 20,8 mil unidades cada, totalizando um milhão de exemplares. A PCR pagará um real por máscara, menos os impostos. Para participar, os costureiros devem ter idade mínima de 18 anos completos. Já os MEIs e microempresas precisam estar inscritos no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) e ter CNAE voltado à área de confecção. Todos precisam ter residência e sede no Recife.

“Essa é uma nova e importante frente de contenção que a Prefeitura do Recife abre contra a covid-19. A distribuição das máscaras se soma a um grande conjunto de iniciativas já em andamento e representa um importante incentivo para a microeconomia local”, explica o secretário de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo, Antônio Júnior.

Imprensa Recife

Nenhum comentário:

Postar um comentário