13/02/2020

Recife apresenta detalhes da Operação Inverno 2020

A Prefeitura do Recife decidiu intensificar de forma antecipada o trabalho realizado para minimizar os impactos das chuvas na cidade, sempre reforçado no período de abril a julho, através da Operação Inverno. Nesta quarta-feira (12), a PCR apresentou os detalhes do trabalho que está sendo realizado em toda cidade. Desde janeiro, o trabalho de vistorias e limpeza de canais já está sendo executado pela Emlurb e em fevereiro foi iniciado os serviços de colocação de lonas visando o período de maior chuva na cidade. O investimento na Operação Inverno 2020 deste ano será de R$ 69 milhões próprios da PCR. Outros R$ 30 milhões já garantidos aguardam liberação do Governo Federal. 

São ações de contenção de encostas, prevenção e monitoramento em áreas de risco, colocação de lonas plásticas, implantação de geomanta, limpeza de canais, eliminação de pontos de alagamento, entre outras, em toda a cidade. Neste ano, mais de seis mil servidores estarão mobilizados novamente para o caso de necessidade, envolvendo diversas secretárias e órgão do município. Participaram da apresentação o secretário de Infraestrutura, Roberto Gusmão, a presidente da Emlurb, Marília Dantas, o presidente da URB, João Alberto Costa Faria, e o secretário executivo de Defesa Civil, Cássio Sinomar.

O secretário Roberto Gusmão explicou o porque de antecipar essas ações da Operação Inverno. “Estamos acompanhado as alterações climáticas nos grandes centros urbanos e, a partir de uma determinação do prefeito Geraldo Julio, antecipamos as principais ações da Operação. Isso faz com que estejamos mais preparados caso haja algum evento igual ao que enfrentamos no ano passado, por exemplo”, destacou. “O que vemos hoje em dia é uma grande quantidade de chuva em um curto intervalo de tempo, e com este trabalho já iniciado, estaremos muito mais preparados”, acrescentou.

Os serviços desse ano incluem, novamente, a colocação de 3,3 milhões de metros quadrados de lonas plásticas, 16 mil ações de porta a porta para conscientização da população, 300 ações educativas nas escolas, 12 Simulados de Preparação para Desastres em áreas de risco e 50 mil vistorias em pontos de risco durante todo o ano. Já está em andamento a limpeza dos 99 canais que cortam a cidade, cerca de 330 obras do Programa Parceria e a recuperação da drenagem de várias ruas. A tecnologia da Geomanta será aplicada novamente na cidade em 58 pontos já definidos e licitados. 

Mais uma vez o uso de tablets pelas equipes da Defesa Civil vão poder fazer o monitoramento das ações de vistoria nas áreas de risco em tempo real, com o auxílio da tecnologia. Além disso, cerca de 50 localidades receberão obras do Parceria na área plana, com a recuperação de acessos, calçadas, drenagem, calçamento, entre outras intervenções. “Mas o importante, também, é a participação da população. Defesa Civil é um conjunto de ações e cada um tem seu papel nela. É fundamental que as pessoas conheçam o local onde moram, entendam os alertas que a gente envia e façam a prevenção necessária junto com a gente”, frisou Cássio Sinomar.



DEFESA CIVIL – A Defesa Civil do Recife disponibilizará 500 profissionais nas áreas de vistoria, engenharia, mobilização, apoio, monitoramento e acompanhamento social às famílias. Essas pessoas ficarão encarregadas do monitoramento em diversas localidades, oferecendo um suporte estratégico antecipado às famílias que moram em regiões vulneráveis, principalmente aquelas localizadas em morros e às margens de rios e canais, onde o risco de deslizamento de barreiras e desmoronamento de imóveis é mais iminente.

A meta da Defesa Civil é colocar 3,3 milhões de metros quadrados de lonas plásticas em 16 mil pontos de risco. As lonas são instaladas nos taludes (barreiras) sujeitos a deslizamentos evitando, assim, ocorrências no período chuvoso. Em outra frente, serão realizadas 16 mil ações porta a porta, orientando as famílias sobre medidas preventivas em casos de chuvas. A proposta é capacitar pessoas residentes em áreas consideradas de Risco Alto e Muito Alto sobre práticas seguras que devem ser adotadas em casos de perigo. Vale lembrar que o trabalho da Defesa Civil é permanente e já está em andamento desde o primeiro dia do ano.

Os 12 Simulados de Preparação para desastres se caracterizam como exercícios práticos que implicam na mobilização de recursos e pessoas para avaliar em tempo real, além do processo de remoção de pessoas das áreas com risco de desastres. Os simulados se inserem na preparação das Escolas e Comunidades para reduzir perdas e em virtude de possíveis desastres. Serão executados dois simulados por regional.

Estão previstas 50 mil vistorias em locais de risco. O objetivo dessa ação é monitorar toda a área do Recife, identificando locais críticos e programando ações para eliminar os riscos. A Defesa Civil mantém cinco Gerências Regionais em locais de morro e uma na região plana. Está programada a colocação de geomantas em 58 pontos. Esse material permite a impermeabilização de locais sujeitos a deslizamentos e tem uma durabilidade de cinco anos. Essas geomantas serão instaladas nas áreas de morro situadas nas zonas Norte e Sul do Recife.

A Defesa Civil vai investir no Programa Parceria. A ação possui atualmente mais de 330 obras em andamento em toda cidade e prevê um total de 500 concluídas até o final do ano. A Prefeitura entra com a assistência técnica e o material de construção, enquanto a comunidade participa com a mão de obra, como contrapartida. São serviços para construção de caixas d´água, fossas, acesso às comunidades, contenção de encostas, construção e recuperação de canaletas e escadarias, restauração de tela argamassada e cercas, além de drenagem e abertura de canaletas.

Este ano, o sistema online de monitoramento e acompanhamento das áreas de risco será continuado, onde os profissionais da Defesa Civil atuarão com tablets neste mapeamento.

Nos casos de emergência, a Defesa civil recomenda que os moradores liguem para o número 0800 081 3400. A ligação é gratuita e a central funciona 24h para atender as chamadas. A Operação Inverno 2020 contempla, também, a capinação, poda e remoção de árvores não recomendadas para áreas de risco; retirada de entulho e limpeza de canaletas.

Escolas das comunidade serão beneficiadas com 300 ações educativas para os jovens estudantes. Executada pela equipe Psicossocial da Defesa Civil do Recife, essa atividade é destinada aos alunos das escolas municipais e estaduais que ficam inseridas geograficamente em áreas de risco. O trabalho tem o perfil educativo e favorece a reflexão e consequente ampliação da percepção de que os riscos sejam causados pela ação humana ou até mesmo agentes ambientais. O objetivo da ação é levar os participantes a reconhecer e perceber as dificuldades no ambiente em que moram.

CONTENÇÃO DEFINITIVA DE ENCOSTAS – A Autarquia de Urbanização do Recife (URB) executou, entre 2019 e início de 2020, 20 obras de contenção definitiva de encostas, contemplando as áreas de risco da cidade com serviços de estabilização e contenção, drenagem, instalação de tela argamassada e construção muro de arrimo e escadarias. Atualmente, estão em andamento mais quatro obras deste tipo: Rua Córrego São Domingos Sávio, no Alto José Bonifácio, Rua Francisco Paulo dos Santos com a Primeira Travessa José Menezes Lyra Filho, em Dois Unidos, Rua João Carneiro da Cunha, em Rosa Selvagem, e rua Córrego da Telha, no Passarinho. As duas primeiras têm previsão de entrega para o primeiro semestre, a terceira para agosto de 2020 e a última será concluída em quatro meses. Além disso, estão previstas para as próximas semanas o início das obras de contenção de encostas na rua Empresário Ernesto Lundgren e Avenida Benigno Jordão de Vasconcelos, ambas no Ibura. Outras 20 obras de contenção e proteção de áreas de risco já estão licitadas e contratadas pela Prefeitura do Recife e aguardam liberação de verbas por parte do Governo Federal. Este investimento será de R$ 30 milhões.

LIMPEZA DE CANAIS - A Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) vai ficar responsável pela limpeza, manutenção e retirada de entulhos de 99 canais localizados em todo o território do Recife. Para o serviço, a Emlurb vai empregar profissionais de diversas qualificações como engenheiros civis, técnicos, agrônomos, motoristas, garis e operadores de equipamentos pesados. Serão utilizados caminhões caçamba e de apoio, veículos de transporte de pessoal, retro escavadeiras, motobombas e motosserras. A atuação preventiva tem a intenção de reduzir os impactos causados pelas chuvas, evitando os alagamentos e o entupimento da rede de drenagem. O serviço engloba, além da retirada de resíduos, a capinação das margens dos canais.

A Emlurb tem atuado preventivamente com a intenção de reduzir os impactos causados pelas chuvas. Dentro das ações preventivas voltadas para a Operação Inverno deste ano, a autarquia já realizou a limpeza de 5 canais que cortam a cidade. Outros 13 canais estão com a intervenção em andamento. Os demais estão programados para receber a limpeza ao longo do ano.

Até o momento foram removidos mais de 10,8 mil m3 de material desses canais, o equivalente a aproximadamente 13 mil toneladas. A partir deste mês, a autarquia contará com 135 homens além de máquinas e caminhões na limpeza de canais. Já foram beneficiados os canais Sport, Parnamirim, Santa Terezinha, Cohab (Canal A), Canal da Avenida 30 de Outubro, entre outros.

DRENAGEM - Desde o início do ano, está sendo realizado um trabalho de manutenção na rede de drenagem do município com a limpeza e desobstrução de galerias e canaletas. Até agora, mais de 62 vias foram beneficiadas com a ação, removendo aproximadamente mil toneladas de resíduos.

ELIMINAÇÃO DE PONTOS DE ALAGAMENTO - O combate aos pontos críticos de alagamento faz parte de uma ação de intervenção em vias com baixo dimensionamento de captação na rede de drenagem ou obstrução nas tubulações existentes. Além dessas intervenções, são realizadas ações de melhorias, como obras de manutenção, contemplando os serviços de limpeza, construção de elementos de drenagem (poços de visitas, caixas coletoras, sarjetas) e substituição de tubulações em alguns casos. Já foram eliminados 99 pontos de alagamento em todo o Recife desde 2013 e, atualmente, estão em andamento os trabalhos na Avenida Conde da Boa Vista, Travessa do Raposo e Amaro Coutinho. Outros sete pontos serão iniciados ainda este ano.

SOCIAL - A Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife (SDSJPDDH) oferecerá proteção no abrigo emergencial para assegurar o acolhimento das famílias que tenham sofrido eventuais transtornos em função das fortes chuvas, alagamentos, ou desabamento de barreiras (desde que elas sejam encaminhadas pela Defesa Civil do município). O abrigo emergencial fica localizado na Travessa do Gusmão, no bairro de São José. Além disso, as famílias também poderão ter acesso a outros benefìcios sociais. Para a Operação Inverno 2020, mais de 50 profissionais, entre assistentes sociais, psicólogos e técnicos, estão envolvidos para garantir o direito à população. 

TRÂNSITO - A Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) também está integrada à Operação Inverno 2020, intensificando as ações para diminuir os possíveis transtornos ocasionados pela chuva. Além dos 646 agentes de trânsito, que estarão fiscalizando as vias e dando apoio ao tráfego em pontos críticos todos os dias, 180 orientadores de trânsito, dispostos em pontos fixos e em viaturas e motos, estarão auxiliando no trabalho de operação de tráfego nos principais corredores viários do Recife, priorizando os locais que possuem pontos de alagamento. São 826 profissionais nas ruas diariamente, que ficam em contato direto com a Central de Operações de Trânsito (COT), responsável por monitorar o tráfego da cidade através de 170 câmeras.

Para agilizar a retirada de veículos que podem apresentar defeito devido à chuva, quatro guinchos estarão posicionados em locais estratégicos e podem ser acionados em caso de necessidade. Para manter a rede semafórica da cidade em funcionamento, que conta com 674 equipamentos, a CTTU instalou nobreaks em 186 deles. O nobreak é responsável por dar funcionamento de 4h a 6h ao semáforo em caso de falta de energia. Em casos de acidentes ou semáforos apresentando defeito, basta entrar em contato com a Autarquia através do 0800 081 1078. A ligação é gratuita e o serviço funciona durante 24h.

SAÚDE - Os profissionais da Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife vão intensificar os trabalhos de orientação higiênico-sanitária e controle de mosquitos e roedores. Os serviços de pronto atendimento e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência Metropolitano (Samu 192), assim como toda a estrutura da Sesau, estarão de prontidão, podendo ser mobilizados caso seja necessário. 

GOVERNO - A Secretaria de Governo e Participação Social (Segov) disponibilizará 55 pessoas, entre gerentes, coordenadores e demais servidores de área para o trabalho de mobilização comunitária em caso de necessidade. A Guarda Municipal do Recife também irá disponibilizar 50 agentes de segurança para dar apoio em todas as ações da Operação Inverno 2020 e as atividades realizadas pela Defesa Civil nas possíveis áreas de risco, ajudando na evacuação de famílias e isolamento das áreas afetadas em caso de necessidade. Também irá manter efetivo fixo nos abrigos temporários, além de apoiar nos pontos de arrecadação de donativos criados pela Guarda Municipal e Prefeitura do Recife.

MAIS VIDA NOS MORROS - A Secretaria Executiva de Inovação Urbana também participa da Operação Inverno 2020 através do programa Mais Vida nos Morros. A previsão é que este ano o projeto chegue a mais 22 comunidades. Através de ações de proximidade e empoderamento da comunidade, o Mais Vida nos Morros já beneficiou diretamente mais de 22 mil pessoas com educação e intervenções urbanas.



R E S U M O



- R$ 69 milhões em investimento próprios + R$ 30 milhões do Orçamento Geral da União (OGU)

- 6.145 profissionais participam da Operação Inverno 2020

- 11 Secretarias e órgãos municipais

- 12 Simulados para Prevenção de Desastres

- 3,3 milhões de metros quadrados de lonas plásticas em 16 mil pontos de risco

- 16 mil ações porta-a-porta

- 50 mil vistorias em locais de risco

- Colocação de geomanta em 58 pontos

- 500 obras do Programa Parceria concluídas até o final do ano

- 300 ações educativas para estudantes de escolas públicas

- Limpeza de 99 canais.

- 26 obras de contenção de encostas pela URB

- Recuperação de 140 escadarias e suas canaletas

- 99 pontos críticos de alagamento foram eliminados e outros 10 serão concluídos em 2020.

- 826 agentes e orientadores de trânsito

- 170 câmeras

- 186 semáforos com nobreaks




Imprensa Recife
Foto Folha de Pernambuco