Podcast Tais Paranhos

quarta-feira, outubro 30, 2019

Mostra Brasileira de Dança inicia projeto de internacionalização na Colômbia

Pela primeira vez, a Mostra Brasileira de Dança (MBD) atravessa as fronteiras territoriais e aporta nas cidades de Bogotá e Cali, na Colômbia. Com apresentações de espetáculos, exposição fotográfica e Master Class, o evento acontece até 4 de novembro de 2019, no Teatro Colón e Sala Mallarino, em Bogotá, e no Teatro Municipal Enrique Buenaventura, Teatro Calima e no Centro Cultural Comfandi, em Cali.

O projeto de internacionalização foi construído desde 2016, durante a participação da MBD na delegação brasileira em feiras de economia criativa na América do Sul. O projeto foi apresentado na Colômbia, durante o Mercado de Indústrias Culturais do Sul (MiCsul), e, no Brasil, após dois anos, durante o Mercado de Indústrias Culturais do Brasil (MicBr) quando foram firmados as negociações e os processos de parcerias e acordos de cooperação internacional.

O objetivo do evento é dialogar com o mercado da indústria criativa sul-americana, criando redes para fomentar a circulação de bens e serviços culturais promovendo a geração de negócios para grupos brasileiros no mercado internacional. A comitiva da dança brasileira viaja com 31 pessoas, que vão desenvolver dez atividades para gerar novas perspectivas sobre o que está sendo produzido artisticamente no Brasil. A missão é promover a imagem dos artistas brasileiros e do potencial criativo do País.

Na programação, a premiada Focus Cia. de Dança, do Rio de Janeiro, apresenta o espetáculo “Still Reich”, inspirado nas músicas do compositor contemporâneo americano Steve Reich; e o renomado Balé Teatro Castro Alves, da Bahia, que mostra o espetáculo Lub Dub, nome que se refere ao som das batidas do coração, na qual a obra é inspirada na diversidade de sons percussivos de diferentes culturas. A MBD conta ainda com a participação do fotógrafo pernambucano Wellington Dantas, que atualmente mora em Portugal, e apresenta a exposição “Um Olhar sobre a Dança Brasileira”, na qual reúne 15 registros fotográficos, realizados por ele, ao longo de uma década na Mostra.

Sob o comando dos diretores Iris Macedo e Paulo de Castro, a Mostra foi criada em 2003, no Recife, e contou com a participação de mais de 500 grupos artísticos, e público formado por mais de 100 mil espectadores. Ao longo de sua trajetória, a Mostra contemplou diversas linguagens e expressões, e revelou o significado da diversidade cultural da dança no Brasil. Para Iris Macedo, o fato da MBD comemorar 15 edições com uma etapa internacional é uma importante forma de dar visibilidade ao produto artístico brasileiro na América Latina. A diretora acredita que as apresentações internacionais podem corroborar na ampliação da possibilidade de novos negócios, no fomento à economia criativa e também na construção de novas linguagens artísticas realizadas através da troca de experiências e do contato com novas culturas.

O projeto conta com a parceria internacional do Teatro Colón Bogotá e Bienal Internacional de Dança de Cali, além de patrocínio do Governo da Bahia, Apoio Institucional da Funarte – Governo Federal, a realização da Fervo Projetos Culturais e de Paulo de Castro Produções.