terça-feira, agosto 27, 2019

E se fosse você?

Fechando a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência, o Grande Recife realiza uma edição extra do “E Se Fosse Você?”. A ação acontece nesta quarta-feira (28), a partir das 07h, no Terminal Integrado Recife. A iniciativa, além de alertar para os direitos da pessoa idosa e da pessoa com deficiência no transporte público, destaca o trabalho das pessoas que trabalham nas Centrais de Atendimento ao Cliente do Consórcio.

O “E Se Fosse Você?” é realizado da seguinte forma: os usuários e operadores do TI são convidados a embarcar nos ônibus utilizando óculos embaçados, muletas, caneleiras de peso e protetor auricular. O intuito é estimular o respeito e o cuidado dos demais usuários e operadores com estes dois segmentos, as pessoas idosas e os usuários com deficiência, que têm prioridade no sistema de transporte público.

A atividade envolve ainda música, roda de conversa e a fiscalização das Plataformas Elevatórias Veiculares (PEVs) dos ônibus e de contar com a participação de líderes comunitários que moram no entorno dos Terminais Integrados onde ocorre o evento. “Além de vivenciar as dificuldades que passam os idosos e as pessoas com deficiência, os líderes comunitários serão agentes multiplicadores da campanha nas comunidades onde atuam”, diz o gerente de Relacionamento do Consórcio, Marcus Petrônio Iglesias.

A ação “E se fosse você” faz parte do Programa Gentileza Faz a Diferença e é realizado em parceria com as empresas operadoras do Sistema de Transporte Público de Passageiros (STPP). O sistema transporta diariamente em média 1,8 milhão de usuários. Desses usuários, além dos idosos, 35 mil têm algum tipo de deficiência física, visual, auditiva ou intelectual.

EMPREGABILIDADE – A contratação de pessoas com deficiência para o quadro de atendentes do 0800, à época da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), começou no ano de 1990. Naquele período, a equipe era mista e, aos pouco, os novos funcionários foram conquistando espaço.

“Hoje, nós temos parceria com três associações de pessoas com deficiência que fazem a seleção dos candidatos e aqui, no Grande Recife, eles recebem toda a capacitação necessária para trabalhar nas nossas Centrais de Atendimento ao Cliente”, comenta o gerente de Relacionamento do Consórcio.

De acordo com Marcus Petrônio, são aulas de língua portuguesa e informática para o manuseio das ferramentas que registram as ocorrências relatadas diariamente pelos usuários do transporte público na RMR. “São pessoas com deficiência física ou intelectual. Só não temos ainda pessoas cegas ou surdas porque não dispomos da tecnologia necessária para inseri-las neste contexto”, afirma Iglesias.

Ao todo, são 42 pessoas com deficiência que fazem parte do quadro de funcionários do Grande Recife. Isso representa pouco mais de 16% do total de servidores do órgão (264). São profissionais regidos pelas Leis Trabalhistas e que recebem todo o apoio do Consórcio para exercer suas funções e incentivo para realizar atividades quando estão fora do ambiente de trabalho.

“Nós sempre procuramos o crescimento pessoal desta pessoa. Então, alguns já estão cursando faculdade, outros são atletas e se destacam no meio desportivo”, acrescenta o gestor.

Para tirar dúvidas ou enviar sugestões e reclamações, o usuário pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente (0800 081 0158) ou WhatsApp (99488.3999), exclusivo para reclamações.

Imprensa Grande Recife