terça-feira, agosto 27, 2019

Estudantes de Olinda desenvolvem aplicativo para crianças com Necessidades Educacionais Especiais

Tecnologias Assistivas atuam para melhorar a qualidade de vida de pessoas com deficiência. Pensando nessas aplicações, estudantes da Escola Municipal Claudino Leal, em Cidade Tabajara, – Olinda, estão desenvolvendo um projeto pioneiro intitulado “Tecnologia Assistiva para Educação Especial”. As crianças do 7º ano B e C estão desenvolvendo um site e aplicativo, trabalhando com os alunos participantes noções de Informática, Lógica, Programação, Linguagem da WEB, utilização de algoritmos. O App será apresentado na tarde desta quarta-feira (28.08), às 14h, na feira de ciência da unidade de ensino.

O projeto foi idealizado pelo professor Marcelino Monte em parceria com a gestora da instituição, Patrícia Caruso, e irá possibilitar aos alunos “típicos” e “atípicos” uma melhor integração social e tecnológica, utilizando os recursos disponíveis como: softwares, jogos e adaptações diversas como ferramentas que propiciem uma prática pedagógica eficiente e diferenciada voltada ao atendimento dos alunos com Necessidades Educacionais Especiais (NEE). 

Todo trabalho teórico e prático está sendo realizado por três equipes:

·  Equipe 01- Pesquisa e embasamento teórico sobre as tecnologias assistivas e sobre a comunicação alternativa;
·  Equipe 2 - Responsável pela construção do site, mas precisou estudar sobre conceitos básicos de lógica, programação e algoritmos. Estão carregando as informações e conteúdos, páginas, links, vídeos e imagens. 
·  Equipe 3 - Encarregada pelo App, pois utilizou a mesma lógica de estudo, porém de uma forma mais específica para gerar os links, comandos, e possíveis ferramentas.

A expectativa é que o App irá diminuir a distância dos pais de alunos com NEE e a escola, tornando mais eficiente o contato e interação entre a professora dos alunos especiais e os pais deles.

Imprensa Olinda