quarta-feira, 23 de setembro de 2020

SP: Vagamundos, um laboratório cênico

 

O CPT_SESC recebe a diretora Maria Thaís, fundadora da Cia Teatro Balagan, para coordenar o laboratório cênico Vagamundos, que acontece de 16 de setembro de 2020 a 30 de maio de 2021. As pré-inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 22 de setembro pelo site do CPT_SESC. A primeira etapa, Abrindo Terreiros, é aberta ao público, em encontros online transmitidos pelo YouTube do CPT_SESC (youtube.com/cptsesc), às quartas e quintas-feiras, às 14h, de 16 de setembro a 29 de outubro.

Esta primeira etapa será composta por encontros online, para exercitar a escuta de múltiplos saberes e conhecimentos que auxiliarão a reconhecer e distinguir as ferramentas e categorias que fundam os diversos pensares que convivem no Brasil nos dias atuais.

Convidados de diferentes origens, etnias e formações participam dessa primeira etapa. Neste rol, estão nomes como o poeta e músico Tiganá Santana (BA); o líder indígena, ambientalista e escritor Aílton Krenak (MG); a antropóloga, arte-educadora e artesã Sandra Benites (RJ); a filósofa Katiúscia Ribeiro (RJ); o escritor Luiz Antonio Simas (RJ); a médica Kota Mulangi Monakelembeketa, da Nação Angola (SP); o antropólogo Marlon Marcos (BA); entre outros nomes.

Entre os temas que serão discutidos estão modos de apreensão do mundo, cosmologias e cosmovisões ameríndias, encruzilhadas culturais entre candomblés, jarês e encantaria amazônica e festas e cosmos lutas.

Sobre Vagamundos - Um laboratório Cênico
Uma das principais vocações do Centro de Pesquisa Teatral é ser um laboratório permanente de criações teatrais, formação de atores e de dramaturgos.

Em Vagamundos, os participantes terão a oportunidade de estar em um lugar de observação, experimentação e produção teatral a partir de saberes e práticas pluridisciplinares. Para isto, Maria Thaís pensou um cruzamento das culturas indígenas, afro-diaspóricas, afro-brasileiras, afro-indígenas e caboclas, cruzando perspectivas e colocando-as em confronto - no sentido de situá-las diante de outras tradições cênicas (euro-ocidentais, euro-orientais, orientais, africanas, americanas).

Além da primeira etapa Abrindo Terreiros, acontecem: Talhar, em que o foco será na prática e na experimentação, com a criação e a fabricação de estudos cênicos a partir de materiais narrativos diversos – orais, gestuais, sonoros, escritos. A cada mês, o grupo selecionado receberá a visita de parentes (online ou presenciais) de mestras e mestres, sabedores, artistas de diferentes tradições - que partilham suas formas de criar e produzir, conduzindo práticas e/ou apresentando seus trabalhos; e Encantar, última etapa e momento de partilha, de tornar públicas as linguagens experimentadas no processo, durante mês de maio de 2021.


Sobre o CPT_SESC
Coordenado por Antunes Filho, o Centro de Pesquisa Teatral foi criado em 1982 como laboratório permanente de criações teatrais, formação de atores e de dramaturgos. Ao longo das décadas, ganhou reconhecimento da crítica e de seus pares no Brasil e em outras partes do mundo como referência no fazer teatral. Passado um ano da morte do diretor, o CPT propõe expandir suas ações em busca do constante desenvolvimento que o teatro contemporâneo exige, mantendo o diálogo com o seu legado.


Em tempos de distanciamento social, a programação do CPT_SESC acontece online, ampliando o acesso ao Centro que é referência da área teatral e formou mais de mil profissionais das artes cênicas entre atores, dramaturgos, cenógrafos e iluminadores, além de criar 46 espetáculos, dentre os quais, Macunaíma, Antígona, A Pedra do Reino, Blanche, entre outros.

A programação, disposta em cinco eixos temáticos: Formação de Atores; Criação e Experimentação; Dramaturgia; Cenografia; e Memória, Acervo e Pesquisa, reúne artistas e técnicos com diversas formações, atuantes em diferentes instâncias da produção teatral, a fim de buscar a realização de um trabalho interdisciplinar a que sempre se propôs o CPT.

As ações podem ser conferidas no site do SescSP e nas redes do CPT_SESC.

Serviço:

Vagamundos, um Laboratório Cênico
De 16 de setembro de 2020 a 30 de maio de 2021
Inscrições mediante processo seletivo
Pré-inscrições de 8 a 22 de setembro no site www.sescsp.org.br/cpt - Grátis


Agenda dos encontros da Primeira etapa - Abrindo Terreiros: série de encontros abertos e ao vivo, com convidados de diferentes formações, etnias e origens [atividade online em youtube.com/cptsesc]. Grátis.


De 16/Set a 29/Out, quartas e quintas, das 14h às 17h

23/09/2020 - Sobre modos de apreensão do mundo, com Tiganá Santana (BA)

24/09/2020 - Sobre biomas, territórios e modos de pensar (ou, como afirma Paulo Freire, “a cabeça pensa onde os pés pisam”), com Marcia Mura (RO); Fernanda Kaingáng (Foto - RS) e Francy Fontes Baniwa (AM)

30/09/2020 - Sobre biomas, territórios e modos de pensar (ou, como afirma Paulo Freire, “a cabeça pensa onde os pés pisam”), com Nego Bispo (PI); Damiana Campos (MG) e Cacique Babau (BA)

01/10/2020 - Cosmovisões - Terra, com Ailton Krenak (MG)

07/10/2020 - Cosmologias e Cosmovisões ameríndias com Sandra Benites - Guarani (RJ) e Tsitsina Xavante (MT)

08/10/2020 - Cosmologias e Cosmo percepções africanas I - Outras ontologias - re-pensando e dispensando o que é, com Tiganá Santana (BA) e Katiúscia Ribeiro (RS)

14/10/2020 - Cosmologias e Cosmo percepções Africanas II - Outras lógicas do corpo, com Wanderson Flor (DF)

15/10/2020 - Cosmologias e Cosmo Percepções afro-diaspóricas I - Fundamentos e organização espiritual-social - as nações Angola, Jeje e Ketu, com Kota Mulangi Monakelembeketa - Nação Angola (SP), Iya Jô Brandão - Nação Jeje (MA), Iya Lindinalva Barbosa - Nação Ketu ( BA)

21/10/2020 - Cosmologias e Cosmo Percepções de cruzos, com Luiz Antonio Simas (RJ) e Sandro Guimarães Salles (PE)

22/10/2020 - Cosmologias e Cosmo Percepções nas encruzilhadas culturais entre Candomblés, Jarês e Encantaria Amazônica, com Marlon Marcos (BA) e João de Jesus Paes Loureiro (PA)

28/10/2020 - Cosmo festas e cosmos lutas – saberes em espirais, com Leda Maria Martins (MG) e Tata Lande Onawale (BA)

29/10/2020 - Poéticas do encanto, com Tiganá Santana (BA) e Pedro Cesarino (SP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário