domingo, 13 de setembro de 2020

Olinda: serviço de fortalecimento muscular para quem recebeu alta da Covid-19

O fortalecimento muscular é uma etapa importante na recuperação para pessoas que tiveram Covid-19. Por isso, a Prefeitura de Olinda conta com uma rede de reabilitação para atender a população de forma gratuita e com profissionais qualificados para prestar o melhor tratamento. O cadastro precisa ser feito pelo: fisioterapeuta.olinda.pe.gov.br.

O fisioterapeuta do Núcleo de Fisioterapia de Águas Compridas Filipe Pinheiro explica que o novo coronavírus faz parte de um grupo de vírus responsáveis por causar síndromes respiratórias agudas que podem variar de sintomas leves a condições graves, com internação hospitalar, necessidade de ventilação mecânica e significativa taxa de mortalidade.

"Embora pouco seja conhecido sobre as consequências físicas da Covid-19 a longo prazo, os pacientes podem vivenciar sérios efeitos colaterais, caracterizada primariamente por uma incapacidade prolongada e tem como efeitos secundários disfunção muscular, como fraqueza dos músculos", explicou o especialista. 

Ele pontua ainda que depois da alta hospitalar, o fisioterapeuta continua conduzindo exercícios e mobilizações que minimizarão significativamente os déficits musculoesqueléticos decorrentes do imobilismo prolongado.

"Para a melhoria desses sintomas, é importante o monitoramento realizado pelo fisioterapeuta, bem como um programa intensivo de reabilitação física proposto para esses pacientes, com períodos variáveis de 6 meses a 2 anos", disse.

O trabalho da equipe da Rede de Reabilitação de Olinda, distribuída em quatro unidades de atendimento, consiste em tratar da capacidade motora e pulmonar de quem já recebeu alta. 

O atendimento acontece de segunda a sexta das 7h às 17h e a rede de reabilitação tem capilaridade que abrange toda a cidade. No Núcleo de Fisioterapia de Águas Compridas; Núcleo de Fisioterapia de Ouro Preto; Centro de Reabilitação de Olinda (CRO); e o Centro de Referência no Carmo.

Imprensa Olinda

Nenhum comentário:

Postar um comentário