quarta-feira, 5 de agosto de 2020

No Recife, Casa de Semiliberdade é requalificada durante a pandemia

A Casa de Semiliberdade (Casem) Areias, na Zona Oeste do Recife, ganhou uma nova roupagem nesta quarta-feira (5), após cerca de dois meses em obras. O espaço foi requalificado durante a pandemia da Covid-19, período em que ficou sem atendimento devido à diminuição de demanda nesse tipo de medida socioeducativa. Administrada pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), a unidade foi reformada com a colaboração de agentes socioeducativos e outros funcionários, que continuaram dando expediente presencial por conta do caráter essencial da atividade, conforme o Decreto Estadual 48.835, de 22 de março de 2020.

A requalificação buscou otimizar e humanizar espaços. Nos alojamentos, houve uma nova disposição de camas e do restante do mobiliário. A decoração foi reforçada com cores mais vivas, quadros e flores. As paredes ganharam novos tons. Parte do material foi oriunda de doações articuladas pela direção da unidade e pelos servidores, que também ficaram responsáveis pela pintura, varrição e outros detalhes da reforma. Agora requalificadas, as instalações estão prontas para voltar a receber o público em semiliberdade, o que deve ocorrer em setembro. A Casem Areias atende adolescentes do sexo masculino com idades de 16 a 17 anos e seis meses.

A presidente da Funase, Nadja Alencar, esteve no local para conhecer as mudanças realizadas. A gestora foi acompanhada pela superintendente da Política de Atendimento, Íris Borges, pela assessora técnica de Casas de Semiliberdade, Vitória Barros, e pela coordenadora geral da Casem Rosarinho, Elizabete Nunes. O ato, realizado em ambiente aberto, com número reduzido de pessoas e com observância ao distanciamento social, foi conduzido pela coordenadora geral da Casem Areias, Maura Oliveira. Na ocasião, foram entregues registros de elogio e agradecimento da Funase aos funcionários que trabalharam voluntariamente na reforma.

“A solidariedade sempre foi uma palavra muito presente na nossa instituição, e, agora, neste tempo de pandemia, tem sido mais do que nunca. Aqui na Casem Areias, ocorreram produções de máscaras e capotes para outras unidades da Funase e para o Hospital dos Servidores do Estado, tudo de forma voluntária. A requalificação desta casa, que buscou proporcionar espaços mais acolhedores, foi outro resultado deste trabalho. Apesar das restrições que nós e toda a população vivenciamos nos últimos meses, conseguimos encontrar saídas a partir da cooperação e do empenho de quem vivencia o dia a dia da socioeducação”, disse Nadja.

Imprensa Funase PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário