20/03/2019

José de Abreu: um artista que quer fazer pensar

Arquivo Pessoal
Com o mundo ao alcance (literalmente) de suas mãos, o ator, diretor e militante petista José de Abreu não perde a oportunidade de “jogar sementes” nas redes sociais. Uma delas acabou mexendo com o Brasil, quando ele se autoproclamou Presidente da República. “Eu estava na Grécia, sozinho, tava muito frio e resolvi brincar no Twitter, como sempre faço. Só vi a dimensão do que ocorreu no outro dia”, relata. 

Sendo um dos maiores digital influencers políticos no Brasil (mais até do que portais de notícias e jornalistas de política), Abreu tem sua conta na rede há quase 10 anos e explica de onde pode vir sua influência: “a questão não é a quantidade de seguidores, mas quem você segue e quem te segue, ou seja, quem são as pessoas de repercussão social que estão lendo seu Twitter”. 

E foi pelo Twitter que esta blogueira procurou o ator. Mesmo assoberbado em meio à agitação das redes sociais, do seu livro Abreugrafia, que será lançado este ano e, em especial, das gravações da nova novela das 21h, A Dona do Pedaço, ele, de uma forma supergentil e aberta, nos concedeu uma entrevista que vai render alguns textos aqui nesta página. 

Amor, sexualidade, fé, militância. Nada escapa a esse geminiano, pai de cinco filhos e avô de quatro netos, que abriu seu coração ao falar de sua vida, viagens, leituras e de como consegue ser, ao mesmo tempo, todas as pessoas do mundo e ele mesmo. Nessa série de textos que marca o início das comemorações de 10 anos deste blog, conversamos com o ator, diretor, produtor e escritor José de Abreu, 72 anos de idade e 51 de carreira, 56 trabalhos na TV, 27 filmes e vários prêmios ao longo de sua trajetória.

Acompanhe os textos nos links a seguir:

Links