Sabores da Tia Val

Sabores da Tia Val
Encomendas pelo Direct do lnstagram

WTF? Translate here!

sexta-feira, junho 11, 2021

Gordofobia também afeta mulheres em relacionamentos

 

Pessoas gordas recebem tratamento hostil a vida toda. A gordofobia se manifesta não apenas nas práticas de bullying, durante a infância e adolescência, mas também pela negligência do poder público, quanto à ausência de políticas estratégicas inclusivas. O estereótipo de uma pessoa não pode diminuir os seus direitos enquanto cidadã. A falta de carteiras escolares adequadas, de espaços nos transportes públicos e até mesmo de uma máquina para realização de exames médicos são exemplos de como a ausência de planejamento estatal contribui silenciosamente para disseminar a discriminação.

Nos relacionamentos domésticos, também há gordofobia. É um tipo de violência que acomete muitas mulheres que, com o avançar da idade, não conseguem mais manter o corpo da juventude. “É fundamental difundir que, qualquer ato familiar que diminua a autoestima, ridicularize, cause dano emocional ou prejudique o pleno desenvolvimento da mulher, é considerado uma espécie de violência psicológica combatida pela Lei Maria da Penha”, esclarece a advogada Fernanda Resende (foto), também professora e mestre em Direito.

Segundo ela, essa prática ocorre em muitos lares. “Pode acontecer nas diversas classes sociais e as consequências são as mais diversas”, confirmando que percebe essa situação, durante os atendimentos em seu escritório de advocacia. São mulheres, vítimas dos próprios maridos ou companheiros e que, ao serem frequentemente humilhadas diante dos comentários, vão perdendo sua autoestima e saúde psicológica, sem saber que essa prática é proibida por lei. “Elas passam a acreditar que são inferiores e os efeitos psicológicos de quem sofre gordofobia marcam profundamente”, avalia a advogada.

Pesquisa - Os números mostram os reflexos dessa violência contra a mulher. De acordo com levantamento do Datafolha, encomendado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e divulgado nesta segunda (07/06), uma em cada quatro mulheres foi vítima de algum tipo de violência na pandemia, no Brasil. Entre os tipos de violência sofrida, 18,6% disseram que foram ofendidas verbalmente. Com agressões dentro de casa, aumentou o número de casos - passou de 42% para 48,8%, na comparação com o estudo anterior.

Projetos de Lei - O assunto gordofobia foi debatido em audiência pública, nesta quarta (09/06/21), na Câmara Municipal do Recife, onde tramitam três projetos de lei envolvendo o tema. Entre eles, o PLO 35/2021, que visa instituir o dia 10 de setembro como o Dia Municipal de Luta contra a Gordofobia no Recife. A intenção é chamar a atenção da sociedade para a necessidade de formulação de políticas públicas mais inclusivas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário