Podcast Tais Paranhos

sábado, maio 22, 2021

Ocupação FarOFFa

 

A FarOFFa tem criado, desde 2020, ações de aproximação entre pessoas, desejos, sonhos e ideias. Agora não será diferente, mas o foco está nos produtores culturais, nas convergências entre esses profissionais que vivem fora dos holofotes. A Ocupação FarOFFa acontece no período de 24 a 27 de maio de 2021, nos endereços virtuais Portal MUD e Plataforma Teatro, e é um projeto da Corpo Rastreado contemplado pelo Edital PROAC Expresso Lei Aldir Blanc (Lei 14.017/2020), através do Governo Federal, Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura e Economia Criativa/PROAC.

Ao longo destes quatro dias, mais de 100 produtores se reunirão com seis Provocadores e cinco Dramaturgistas para, através de trocas de ideias, dinâmicas e fóruns, pensar, juntes, sobre as potências de seus fazeres no contexto atual.

A dinâmica diária das manhãs da Ocupação será com os Provocadores abrindo os trabalhos lançando inquietações e estímulos. Na sequência, divididos em salas, os participantes passam a discutir o tema proposto sob o olhar de um/uma dramaturgista, que têm tanto a função de mediador como a de relatar a memória dos encontros: suas presenças nos grupos resultarão em escritos que, longe de serem uma simples relatoria burocrática, constituirão um convite a um novo encontro com o leitor.

À tarde, a Ocupação FarOFFa instala fóruns virtuais, uma reunião de todos os produtores que estiveram nos grupos menores na parte da manhã, para compartilhar as elaborações do dia e dar início às preparações para os trabalhos do dia seguinte.

PONTO DE VISTA CRÍTICO

A escrita como ponto de encontro também será a motivação do trabalho de Fernando Pivotto, crítico que acompanha a Ocupação nos debates e nos fóruns em todos os dias e, a partir deste olhar, vai elaborar um texto a partir da construção coletiva levantada ao longo desta edição.

Perguntas se mostram imperativas nestes tempos: de que modo a produção, a provocação, o dramaturgismo e a crítica se encontram e colaboram para a construção de novas possibilidades de futuro? Estes e outros assuntos são disparadores da Ocupação, que amplia ações de aproximação das edições anteriores da FarOFFa.

A FarOFFa nasceu a partir de uma provocação durante a MITsp – Mostra Internacional de Teatro de São Paulo de 2020: lançar uma “cena off”, paralela ao evento principal, como uma alternativa para o público. Assim, a partir desta primeira experiência, ficou claro que a FarOFFa não seria um festival de teatro nem uma mostra de dança, mas ações de criação com perfil off, que se constituem a partir de outros olhares, outros movimentos.

Desde a primeira edição, o que singularizou a FarOFFa foi a sua potência para inventar ações de aproximação. Por isso, não há uma periodicidade regular. A FarOFFa nasce, cada uma delas, da urgência de um tema ou de parcerias que instiguem novos modos de pensar ou agir. Não há modelos.

Em um ano, a FarOFFa e suas ideias já estiveram em eventos pelo Brasil e por países como Coréia, Chile, Bélgica e na Armênia. Em agosto de 2020, a FarOFFA no Sofá foi uma resposta ao momento pandêmico, realizada completamente no formato digital, que juntou mais de 130 espetáculos nacionais e também um encontro internacional entre artistas, público, curadores e programadores nacionais e internacionais - estes últimos reunidos na Kombi, um espaço de reflexão com 250 profissionais das artes do Brasil e de mais de 30 países.

Para dar conta de tudo o que há para pensar, fazer, bordar e alinhavar, mais duas edições da FarOFFas estão programadas para 2021: a FarOFFa no Quintal e o Residencial FarOFFa.


Ocupação FarOFFa:
Horário: das 09h às 12h e das 14h às 16h.
Dias e Locais da Ocupação Faroffa:
Dias 24 e 25 de maio – Portal MUD - www.portalmud.com.br
Dias 26 e 27 de maio – Plataforma Teatro – www.plataformateatro.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário