segunda-feira, março 01, 2021

Sintepe denuncia: A pandemia piorou e ameaça vidas na Educação

 

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco fez uma nota oficial denunciando que com a alta dos casos de Covd-19 no estado, professores, funcionários e estudantes estão correndo sério risco de se contaminarem com o coronavírus.  A segur, o texto completo:

Diante do cenário de calamidade da pandemia da COVID-19, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) exige novamente a interrupção imediata das atividades presenciais em toda rede estadual de ensino, nas escolas de Ensino Médio e demais locais de trabalho.

Para nosso espanto, o Governador de Pernambuco Paulo Câmara, ao mesmo tempo em que admite 93% dos leitos de UTI ocupados, não incluiu as aulas na rede estadual de ensino como atividades que deveriam ser interrompidas. Se "precisamos reduzir o contato social", como diz o governador, é imperativo interromper as atividades presenciais na educação como forma de reduzir contágios, internamentos e mortes. 

Essa é uma luta da nossa categoria desde outubro de 2020. Na Justiça, o governo conseguiu manter as atividades presenciais e o Sintepe foi multado por lutar pela vida. Desde então, denunciamos os recorrentes casos de contaminação e os alarmantes índices da COVID-19 em nosso estado. Temos uma ação tramitando no Tribunal de Justiça de Pernambuco, detalhando nossos motivos em defesa da vida e contra as atividades presenciais.

Agora, diversos órgãos do estado, do Judiciário, têm interrompido suas atividades por conta do pré-colapso vivenciado nos hospitais da rede pública e particular. Os Secretários Estaduais de Saúde, em nota conjunta, chamaram o atual quadro de "pior momento da crise sanitária provocada pela COVID-19". O que o Governo de Pernambuco está esperando? Mais contaminação?

O Sintepe vem mais uma vez exigir a interrupção das atividades presenciais em toda a rede estadual, portanto continua na luta em defesa da vida dos trabalhadores e trabalhadoras em educação, dos estudantes e de toda comunidade escolar.

A DIREÇÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário