sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Centro Apolo-Hermilo recebe Borica para uma conversa circense

 

O Projeto Vivências promove, na próxima segunda-feira (5), às 20h, a quarta edição da conversa virtual que convida profissionais e público das artes cênicas para celebrar personalidades, memórias e histórias que o Recife precisa contar e preservar para as próximas gerações. Promovido pelo Centro Cultural Apolo-Hermilo, o encontro é gratuito e acontece na plataforma Zoom. As inscrições devem ser feitas pelo Sympla, no link:https://www.sympla.com.br/projeto-vivencias-convida-borica-adiado__1002007. As vagas são limitadas.

Diretor circense, produtor, educador social, pesquisador, palhaço e trapezista, Bóris Trindade Júnior reúne uma multidão de habilidades no picadeiro. Tendo iniciado sua formação circense em 1986, no Circo Escola Picadeiro/SP, participou de diversos cursos na Escola Nacional de Circo/ RJ, Central de Circo de Santa Tereza/RJ e Ecole de Cirque de Voiron/França. Atuou ainda como oficineiro nas diversas ações da Escola Nacional de Circo e no projeto Afroreggae, onde foi diretor do Afrocirco, coordenador e administrador do Núcleo Benjamim de Oliveira. 

Fez parte também da trupe de diversos circos nacionais e internacionais, como Stankovisk, Grande Circo Popular do Brasil, Arcaus, Universidade Livre do Circo, Caravana Cultural da Petrobrás, Circo Escola Picadeiro, entre outros, assumindo o alterego circense de Borica. Em 1996, fundou, com seu amigo Zezo Oliveira, a Escola Pernambucana de Circo. Atualmente, é diretor artístico do Circo social Uninassau e produtor e diretor circense da Cia Brincantes de Circo. 

Além do parceiro e especialista cultural da Prefeitura do Recife, Zezo Oliveira, serão seus interlocutores na conversa: os atores, autores, gestores culturais, realizadores e profundos conhecedores da arte pernambucana Carlos Carvalho, José Manoel, além de Leda Alves, secretária de Cultura do Recife desde 2013.

O Projeto Vivências é uma realização do Centro de Cultural Apolo Hermilo e Centro de Documentação Osman Lins, mantidos pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife.


Imprensa Recife

Nenhum comentário:

Postar um comentário