quinta-feira, 21 de maio de 2020

Coletivo de médicos explica o porquê de se ter cuidado com a cloroquina

O coletivo de médicos responsáveis pelo podcast Medicina em Debate fez uma thread (fio informativo) no Twitter explicando o porquê de se ter cuidado extremo na prescrição da cloroquina e da hidroxicloroquina. 


Mesmo que quiséssemos, sabe quais são os problemas para prescrever Cloroquina COM SEGURANÇA em todo o país? Segue esse fio e acompanhe a história de Seu Jair, um paciente hipotético do mundo real. 

(Fio Hipotético tá? Não jogamos nossos Diplomas no lixo ainda não).

Disclaimer: Nossa equipe é formada por Médicas e Médicos que trabalham em Universidades, na Atenção Primária, na regulação do SUS, em hospitais e UTIs de vários estados. Não temos Presidentes da república, sorry.

1 - Chegou na Atenção Primária Seu Jair, 65 anos, histórico de atleta, com sintomas de COVID. Fez uma cirurgia um tempo atrás, mostra orgulhoso a cicatriz, e diz que não toma remédios. Se Seu jair está sintomático hoje, ele deve ter se contaminado de 4 a 6 dias atrás em média.

2 - Ele disse que esteve numa viagem ao exterior com uns amigos aí, e que todo mundo pegou e ele não. Ele acha que é uma gripe, mas mesmo assim quer tomar os remédios pro Covid, cloroquina, azitromicina, ivermectina, "tudo que eu tenho direito", diz ele. Taoquei seu Jair.

3 - Pra começar, antes de prescrever os remédios com segurança pro Seu Jair, precisamos pedir um Eletrocardiograma, afinal, tanto a Cloroquina quanto a Azitromicina podem cursar ISOLADAMENTE com Arritmias, juntas então, podem se POTENCIALIZAR. https://ahajournals.org/doi/10.1161/CIRCEP.120.008662

4 - Ok. Vamos pedir um ECG. Nós temos ECG na MAIORIA das Unidades Básicas de Saúde do País? NÃO! Em várias cidades os pacientes esperam meses por um Eletrocardiograma! E Seu Jair precisaria não apenas fazer um, mas pelo menos uns TRÊS!

5 - Além disso é recomendável que façamos alguns exames de sangue em Seu Jair, pra saber como estão os níveis de Cálcio, Magnésio e Potássio, pois se algum deles estiver alterado, o risco de Seu jair fazer uma arritmia aumenta! Mas na MAIORIA ESMAGADORA das unidades +

Os exames demoram NO MÍNIMO 7 dias para ficarem prontos! Tem capitais que estes exames duram (pasmem!) 1 mês! Como é que vamos esperar 7 dias pra começar a dar a Cloroquina que Seu Jair quer? E se um deles vier alterado, tem que corrigir ANTES de dar os medicamentos!

6 - Diante dessa situação dizemos: "Seu Jair, não temos a menor condição de prescrever esse remédio com segurança pro senhor. Nós não acreditamos que este remédio cure a doença, não tem nada provado. Mas tem muito estudo provando o mal que causa. Quer tomar?"

Seu Jair: "Quero não Doutores. Confio em vocês. Vou ficar em casa observando se tenho falta de ar, tomando remédio sintomático, canja de galinha, me hidratando bem, se me sentir pior, volto aqui no posto e se precisar vou pro hospital". Nós: "Até mais seu Jair"

7 - Viram como é uma história hipotética? Tão hipotética quanto a possibilidade real de prescrever estas medicações EM MASSA pelo País sem monitorização com exames como ECG e eletrólitos. Mais hipotética ainda pq nenhum de nós toparia prescrever estes medicamentos.

E seu Jair, 65 anos, histórico de atleta, com cirurgia recente, teria que democraticamente procurar outros médicos para tomar estes medicamentos, pois o nosso Código de Ética Médica em seu Capítulo 2 diz:

É direito do médico: IX - Recusar-se a realizar atos médicos que, embora permitidos por lei, sejam contrários aos ditames de sua consciência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário