18/03/2020

#EFarsas O diretor do HC recomendou o chá de erva-doce para curar a doença do coronavírus?

É verdade que o diretor do Hospital das Clínicas enviou um alerta ensinando que o chá de erva-doce possui a mesma substância do Tamiflu e cura as vítimas do coronavírus?

A imagem retirada de um e-mail começou a se espalhar através das redes sociais na segunda quinzena de fevereiro de 2020 e mostra o texto que teria sido enviado pelo diretor do Hospital das Clínicas com recomendações para os pacientes do coronavírus. De acordo com o texto, o chá de erva-doce teria a mesma substância do medicamento Tamiflu e é indicado para curar os pacientes do coronavírus!

Será que isso é verdade ou mentira?





Verdade ou mentira?

Em primeiro lugar, (apenas como curiosidade) chama muito a atenção o fato do e-mail ter sido enviado de uma pessoa chamada Renato Ribeiro para outra pessoa com o mesmo nome. A impressão que fica é que o autor dessa foto quis dar um tom a mais de credibilidade ao fotografar um e-mail e não compartilhar somente o texto.

Além disso, o texto segue algumas das características de um boato digital, como a de se aproveitar de um assunto que está na moda para conseguir mais compartilhamentos, além de usar um cargo importante (como o do “diretor do HC”) para dar mais credibilidade ao rumor!

No site do Hospital das Clínicas há publicações com recomendações para se evitar o contágio pelo coronavírus, que são basicamente as mesmas de para uma gripe comum:

  • Se tossir ou espirrar, cubra a boca com um lenço ou o braço;
  • Usar lenço descartável para higiene nasal;
  • Evitar tocar em mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;
  • Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;
  • A pessoa doente deve evitar sair de casa, deslocando-se apenas se houver necessidade de ir a serviço de saúde.
Não encontramos no site do Hospital das Clínicas nenhuma recomendação em relação à cura pela ingestão do chá de erva-doce.

Boato requentado

Quem inventou essa história sequer teve uma ideia original. Em janeiro de 2019, o Ministério da Saúde já havia desmentido uma fake news semelhante, com a diferença de que na ocasião o texto que se espalhou falava sobre a possível cura da gripe H1N1:



Em 2020, o Ministério da Saúde voltou a explicar que o chá de erva-doce não tem o mesmo princípio ativo do Tamiflu em sua composição e que não existe nenhum fundamento no texto que se espalhou na web sobre o assunto.
Desmentimos 9 fake news sobre o coronavírus

No começo de fevereiro de 2020, preparamos um vídeo explicando a verdade sobre 9 notícias falsas sobre o coronavírus que foram disseminadas na web:




Conclusão

O chá de erva-doce não cura doentes do coronavírus! A notícia que foi disseminada através de grupos do WhatsApp é falsa!