Podcast Tais Paranhos

sábado, fevereiro 08, 2020

“Falta de saneamento básico contribui para o avanço da dengue” explica BRK Ambiental

O Ministério da Saúde realizou um levantamento que indicou que a incidência de casos de dengue aumentou mais de 300% em 2019, causando um surto da doença em várias regiões do país. Em Pernambuco, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou que no último ano houve um aumento de 170% nos casos de dengue no Estado em relação ao ano de 2018.

Foram registrados, apenas em Pernambuco, 61.451 casos suspeitos de dengue em 2019, dos quais 20.448 já foram confirmados, assim como 12 mortes. De acordo com os últimos dados divulgados pela SES-PE no início desse mês, 34 municípios estão em situação de risco de surto, 91 em situação de alerta e 54 em situação satisfatória.

Além da dengue, outras arboviroses tiveram aumento nos registros em Pernambuco. Foram notificados 8.467 casos de chikungunya em 2019, um aumento de 145,4% em relação a 2018. Uma pessoa morreu acometida da doença. A zika, mais uma doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, registrou 3.827 casos, aumento de 153,6% em relação a 2018. Nenhuma morte causada pela zika foi registrada em Pernambuco.

A maneira mais eficiente de combater essas doenças é eliminar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. É preciso acabar com os ambientes que facilitam a reprodução do mosquito. Nesse caso, o saneamento básico é um contribuinte essencial. Sem ele, a chance de as cidades terem surtos de dengue são maiores.

A diretora da BRK Ambiental em Pernambuco, Ana Carolina Farias, explica que quando as pessoas possuem acesso a serviços de saneamento básico, há um risco menor da proliferação do mosquito. “O mosquito da dengue também pode se desenvolver na água suja, por isso é extremamente importante que a população tenha acesso a serviços de coleta de esgoto, para que esses resíduos não fiquem acumulados nas vias públicas servindo de criadouro”, comenta Ana Carolina.

A BRK Ambiental alerta também sobre o armazenamento de água potável. A caixa d’água das residências pode virar um criadouro de mosquito da dengue. Por isso, é importante mantê-la sempre limpa e vedada. As melhores condições para a proliferação do mosquito aparecem nos meses chuvosos e quentes, por isso, a dengue é mais comum nesta época do ano. A forma mais eficaz de combater a dengue é eliminar locais que possam acumular água da chuva, como garrafas, pneus, vasos de planta, caixas d’água destampadas, etc.

Para ajudar na conscientização da população a respeito da importância do combate à dengue, a BRK Ambiental, maior empresa privada de saneamento básico do Brasil, lança a campanha “Dengue: Antes de buscar os sintomas, busque prevenção”.

A iniciativa conta com spot de rádio com participação do médico Drauzio Varella e criação de uma campanha voltada para as redes sociais da empresa. Além de um site com dicas práticas para que as pessoas se previnam no dia a dia. Para acessar, clique: http://www.busqueporprevencao.com.br/. Cartazes e folhetos educativos também serão distribuídos pelos funcionários da empresa nas cidades atendidas. O objetivo é contribuir para reduzir os casos de dengue no país, reforçando a importância de evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. “Na internet, antes de buscar por sintomas, busque por prevenção. É preciso acabar com os focos de água parada o ano inteiro”, recomenda o especialista.

Vamos juntos enfrentar o mosquito do Aedes aegypti!