segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Procon-PE interdita três estabelecimentos que ofereciam empréstimos de forma ilegal

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, através do Procon-PE interditou na manhã de hoje (10.09), três estabelecimentos, no bairro de Afogados, que ofereciam empréstimos e funcionavam de forma irregular. As lojas fechadas foram: a Agiplan, na Rua da Paz, a Facility, na Rua Motocolombó, e uma que não possuía nem nome, localizada no Edifício Antonio Ratacasso. As três financiadoras ficarão fechadas até se regularizarem e ainda poderão ser multadas, em valores que vão desde R$ 1.050 a R$ 9,5 milhões.

Os três estabelecimentos estavam sem documentos para funcionamento, e nem CNPJ possuíam. “O consumidor que tiver algum problema com uma dessas empresas teriam dificuldades até para abrir uma reclamação, já que elas não estão regularizadas”, explicou a secretária executiva de direito do consumidor, Mariana Pontual.

Desde o início de agosto, que o Procon vem realizando fiscalizações em diversas financiadoras. Algumas foram notificadas para apresentar documentos. “Para funcionar, as lojas precisam ter autorização do Banco Central, os funcionários precisam ser credenciados, treinados e estar devidamente identificados, além de disponibilizar aos consumidores todas as informações relativas aos empréstimos oferecidos e um fone para atendimento ao cliente”, pontua o gerente de fiscalização do Procon, Roberto Campos.

Uma quarta empresa visitada estava fechada e com um aviso colado na porta. O papel informava que eles estavam temporariamente fechados, após uma visita do Procon, e que ficaria sem funcionar até regularizar os documentos.

No final de agosto o Procon interditou outros dois estabelecimentos no bairro de Casa Amarela. O Consumidor que queira denunciar pode procurar uma das unidades do Procon, ou ligar para o 0800.282.1512.

Imprensa Procon PE




Nenhum comentário:

Postar um comentário