terça-feira, 15 de setembro de 2020

"Padre FDP que protege noia"


Pois é. Um cristão de verdade, que ajuda pessoas em situação de rua na cidade de São Paulo, acaba de ser ameaçado. Agora há pouco, o Padre Júlio Lancelotti foi à polícia prestar queixa acompanhado dos militantes William DeLucca, Daniela Abade, Valéria Jurado e Cris Vector. “Quão baixa pode ser uma pessoa que incita a violência contra um senhor que só faz ajudar ao próximo”, afirma Daniela Abade.

Paulistano de nascimento, Monsenhor Júlio Renato Lancellotti tem 72 anos e é pároco do bairro da Mooca. Pedagogo de formação, ele também está à frente da Pastoral Povo da Rua, que apóia segmentos vulneráveis como menores infratores, detentos em liberdade assistida, pacientes com HIV/Aids e populações de baixa renda e em situação de rua.  Lancelotti também recebeu premiações como o Prêmio dos Direitos Humanos da Presidência da República em 2007 e o Doutorado Honoris Causa de instituições como a Universidade São Judas Tadeu e a Universidade de São Paulo.






















Várias pessoas manifestaram suas indignações no Twitter:







Nenhum comentário:

Postar um comentário