24/02/2020

Iterpe realiza I Capacitação de Regularização Fundiária no Sertão do Pajeú

Nos dias 18 e 19, o Iterpe realizou a I Capacitação de Cadastro e Georreferenciamento de Imóveis Rurais de Regularização Fundiária, nas sedes das prefeituras dos municípios de Afogados da Ingazeira e Solidão. A capacitação compõe o conjunto de ações previstas na parceria firmada, em 2019, junto às prefeituras desses municípios, com vistas a implementar as ações do Propriedade Legal no Sertão do Pajeú, programa do Governo de Pernambuco que prevê a regularização fundiária de 65 mil imóveis rurais e urbanos em todo o estado.

“A capacitação contou com um conteúdo programático teórico e prático, voltado a formar novos técnicos de campo para atuar nos trabalhos de geocadastramento dos imóveis e famílias rurais que vivem em áreas consideradas passíveis da regularização fundiária”, explicou o gerente de Ações Fundiárias e Engenheiro Agrimensor do Iterpe, Ivison Silva.

A programação contou com Seminário de Instrução de Cadastro, Seminário de Instrução de georreferenciamento e visita técnica para Cadastro e Georreferenciamento dos Imóveis em áreas devolutas, ministrado por Ivison Silva; Aline Priscilla (analista de cadastro do SNCR e contadora), Margarida Cerqueira (chefe da Unidade de Titulação ITERPE); José Nelmont (especialista de Georreferenciamento e técnico agrícola) e Ricardo Góes (técnico agrícola do Iterpe).

Os investimentos das ações da Regularização Fundiária, nas regiões do Sertão do Pajeú e do Agreste Meridional, são resultado do convênio firmado, em 2018, entre o Iterpe e a União, voltado a promover a titulação definitiva e contribuir para a permanência de 3,5 mil famílias rurais. Com o intuito de expandir a execução dos trabalhos, o Iterpe firmou, em 2019, parceria com as prefeituras municipais de Iati; Bom Conselho; Jupi; Exu; Carnaíba; Afogados e Solidão, firmadas por meio de Termos de Cooperação Técnica, instrumento utilizado para fomentar o Propriedade Legal nas regiões do Agreste Meridional, Sertão do Araripe e Pajeú.

Imprensa ITERPE