quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Cesta Básica da Região Metropolitana do Recife sobe 1,16%

A Cesta Básica na Região Metropolitana do Recife subiu 1,16% no mês de setembro. A pesquisa realizada pelo Procon-PE, demonstrou que a cesta passou de R$ 444,06, no mês de agosto, para R$ 449,22, em setembro. A cesta básica tem um impacto de 42,99% no salário mínimo.

O documento mostra que de um estabelecimento para outro, a diferença percentual pode chegar até 402,16%. É o caso do quilo da cebola. Já o quilo da batata inglesa, pode chegar a uma diferença percentual de 202.53%, de uma loja para outra.

Na área de higiene e limpeza, o sabão em pó de 500 gramas é o que apresenta maior diferença de preço. Ele pode ser encontrado por R$ 1,05 e R$ 3,88, uma diferença de 269,52%. O pacote de absorvente, com oito unidades, varia entre R$ 1,19 e R$ 6,19, uma diferença de 420,17%.

“Estaremos atentos e fiscalizando os supermercados permanentemente para garantir mais essa ferramenta de consulta ao consumidor e, principalmente, verificar se os estabelecimentos estão praticando superfaturamento”, explica o secretário de Justiça e Direitos Humanos.

O levantamento feito pelo órgão de defesa do consumidor passou por 21 estabelecimentos dos municípios de Recife, Olinda, Paulista, Camaragibe, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca. A análise dos preços é feita em 27 itens, entre alimentação, limpeza doméstica e higiene pessoal.

A pesquisa foi realizada entre os dias 01 e 04 de setembro. O levantamento toma como base a cesta básica mensal para uma família composta por quatro pessoas, sendo dois adultos e duas crianças. O diferencial da pesquisa do órgão de defesa do consumidor, em relação as que são realizadas por outros institutos, é que neste levantamento é possível identificar o preço de cada item por estabelecimento, desse modo fornece ao consumidor os locais e endereços onde o produto encontra-se mais acessível. A pesquisa pode ser encontrada no site do Procon: www.procon.pe.gov.br

Imprensa Recife

Nenhum comentário:

Postar um comentário