terça-feira, 18 de agosto de 2020

Sotaque de Camaragibe na Dramaturgia de Pernambuco

O ator Pedro Dias (foto ao lado), embora nascido no Recife, é um "camaragibense de coração", como ele mesmo afirma. E ele já está na ativa, nas gravações do filme Painho, de Jonas Correia Filho. Boa parte do elenco é de Camaragibe e o próprio artista que conta para o blog:


O Teatro e o Cinema pernambucano ganhou um sotaque Camaragibense. De uns anos pra cá o teatro e o cinema pernambucano tá´recheado de talentosos atores de Camaragibe, que a cada dia vem se destacado na cena pernambucana. Podermos citar alguns espetáculos de teatro e de cinema com um sotaque camaragibense.

Teatro: Sistema 25 Mais, Tango en Trapos, Fuzarca, Ana de Ferro, Rainha dos Tanoeiros do Recife, Senhora de Engenho Entre a Cruz e a Torá, O Circo de Seu Bolacha, O Circo Rataplan. Paixão dos Guararapes, Histórias da Vida da Gente, entre outras peças. Os Filmes: PAINHO, O Som ao Redor, (SUB) IMERSA, A Gata, ou como Perdi a Eternidade, Sangue nas Veias, O Menino que Rodava o Som, O Quarto Negro e PAINHO,entre outros filmes.

Painho é um filme de Jonas Correia Filho, que assina a direção, produção e roteiro. O filme é uma produção independente, e acontece cenas no Brasil/Recife e Estados Unidos. Jonas Filho, mora nos Estados Unidos há vários anos, e lá exerce a função de professor, escritor,roterisra e diretor de cinema. E pra dar mais um sotaque camaragibense, no novo filme PAINHO, temos no elenco: Brás Souza, Everton Matheus, Geraldo Cosmo, Isolda Coutinho, Lom Paz, Maria Castiel e Pedro Dias.

Brás Souza

O pequeno Everton Matheus

Geraldo Cosmo

Isolda Coutinho

Lom Paz

Maria Castiel
(na foto com o recifense Beto Castilho)


Nenhum comentário:

Postar um comentário