domingo, 16 de agosto de 2020

Gisele Comes e a fé sem fanatismo

Graça e paz. Que a paz de Deus quer saber todo entendimento, esteja contigo, meu irmão, minha irmã, nessa noite de domingo, dezesseis de agosto, dois mil e vinte infelizmente hoje nós participamos de uma maneira distante, mas com muita tristeza a manifestação em frente a maternidade CISAM no Recife onde alguns evangélicos fundamentalistas, políticos, fundamentalistas, trouxeram consigo a religião para combater o aborto legal de uma menina de que foi estuprada por um tio. 

Isso é um absurdo que o senhor tenha misericórdia da vida dessas pessoas, que não entendem a mensagem do evangelho de Cristo que não entendem que Jesus sempre valorizou a vida, a vida humana, mas a vida em sua plenitude. O aborto legal está legalizado no Brasil desde 1940 sobretudo a partir de um estupro, isso é lei. 

Estava apenas se cumprindo a lei. Que Deus tenha misericórdia dessas pessoas, que criaram tanto tumulto, tanta confusão pra vida e de várias meninas que sofrem abusos que participam de situações tão tristes por conta de nós, seres humanos, possamos fazer valer voz e a vez de todas as mulheres e meninas do nosso Brasil. Que o senhor nos abençoe, sou reverendo Gisele Gomes, trago esse minuto de oração pra abençoar a tua vida e a tua caminhada com Cristo, amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário