Minha Busca

sexta-feira, maio 10, 2019

Morre professor e militante Almeri Bezerra de Mello

Morreu no Recife, aos 92 anos, o professor Almeri Bezerra de Mello, que lutava contra um câncer. Seu corpo foi cremado na tarde desta sexta (10) no Cemitério Morada da Paz. Bezerra de Mello teve uma vida dedicada à educação e destacou-se como formador de lideranças católicas e, desde os anos 50, sua história se confunde com a da própria Ação Católica, entidade à qual dedicou a maior parte da sua vida. 

Também atuou com grande empenho junto ao Movimento de Educação de Base e ao Movimento de Cultura Popular, assessorando o mestre Paulo Freire. Forçado ao exílio em 1964, conviveu de perto, na Argélia, com o ex-governador Miguel Arraes, de quem se tornaria auxiliar no segundo governo. 


Biografia - Nascido em 1927, no município de Escada, na Mata Norte de Pernambuco, Almeri foi um dos nomes mais influentes na formação de lideranças católicas das décadas de 1950 e 1960 no Brasil. A história dele está ligada à Ação Católica, movimento que ganhou força a partir dos anos 1950 e que teve dom Helder Camara como um dos principais articuladores. Atuou ao lado do sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, e do advogado Cândido Mendes.

Aos 11 anos, ingressou no seminário de Olinda, onde formou-se anos mais tarde em filosofia. Em Roma, estudou teologia. Ao regressar para o Brasil, trouxe a sua experiência junto ao movimento operário da Bélgica, Alemanha e França. Durante o governo militar, exilou-se na Argélia, onde foi assessor do ex-governador Miguel Arraes. Anos mais tarde, foi embaixador do Unicef na África.

Com informações da Secretaria de Imprensa de Pernambuco, 
da Assecom Unicap e do jornalista Jailson da Paz