quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Truco: Uma aposta de Fact-Checking da Marco Zero Conteúdo

Em meio às fake news e "floreamentos" de texto tão comuns em campanhas eleitorais, o pessoal da Marco Zero Conteúdo vem com a segunda edição do Truco, um projeto de fact-checking do que os candidatos falam ou escrevem. "Isso faz parte de um projeto maior, da Agência Pública, de São Paulo, que está fazendo esse projeto em sete estados", afirma o jornalista Inácio França, do Marco Zero. O nome "truco" vem do jogo de cartas onde o engano e o blefe fazem parte das apostas e onde, infelizmente, também fazem parte do jogo eleitoral. 

Assim como no jogo, no fact-checking também há regras: escolher bem quem checar e o que checar e dar o direito de resposta a quem foi citado, principalmente se o fato for checado como falso. A iniciativa surgiu em 2016, com os candidatos à Prefeitura do Recife e este ano ampliou-se para todo o estado de Pernambuco. Com a captação de recursos por parte da Agência Pública, a Marco Zero Conteúdo pôde contratar uma equipe exclusivamente para o Truco.

Adalgisas - Além do Truco, a Marco Zero Conteúdo também está com outro projeto para as Eleições 2018: O Projeto Adalgisas, que faz cobertura jornalística exclusivamente das candidatas. A equipe é formada por quatro repórteres (três profissionais e uma estagiária). O nome é uma homenagem à primeira mulher eleita deputada em Pernambuco, Adalgisa Cavalcanti (1907-1998). Integrante do PCB, foi eleita deputada em 1947 e teve seu mandato cassado no ano seguinte. Presa e torturada, ela nunca abriu mão de seus ideais. Morreu aos 90 anos, deixando um legado na política em Pernambuco.


Nenhum comentário:

Postar um comentário