Podcast Tais Paranhos

sexta-feira, abril 23, 2021

Pernambuco e Distrito Federal trocam experiências na área de gestão de riscos

 

A busca de experiências exitosas na área de gestão de riscos tem sido uma prática cada vez mais frequente na Secretaria da Controladoria-Geral do Estado (SCGE). Esta semana, por exemplo, a equipe da Diretoria de Monitoramento, Avaliação e Controle (DMAC/SCGE) esteve reunida com representantes da Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF), que desde 2016 vem trabalhando na implantação e consolidação de um programa de gestão de riscos dentro de sua própria estrutura e em outras unidades da esfera estadual.

Realizado de forma virtual, o encontro contou com a participação do secretário-executivo da SCGE, Filipe Castro; da diretora da DMAC, Cristiana Borges; e do controlador-geral adjunto e do subcontrolador de Controle Interno da CGDF, respectivamente, Breno Albuquerque e Gustavo Lírio. Ainda presentes na reunião, todos os servidores da Coordenadoria de Avaliação e Promoção da Qualidade dos Gastos (CQG/DMAC), que irão atuar internamente com o tema gestão de riscos; e a assessora especial de Controle Interno, Daniela Gonzaga, que também preside o Comitê de Gestão de Riscos (CGR/SCGE).

Em nome da Controladoria-Geral de Pernambuco, Filipe Castro agradeceu a disponibilidade da equipe da CGDF, e destacou que a DMAC vem se reestruturando para avançar ainda mais na temática de gestão de riscos, sendo a troca de experiência com outras instituições, de fundamental importância para tanto. “Internamente, a SCGE já está rodando um piloto e tem intensificado as ações para começar a fomentar as demais secretarias e órgãos do Governo do Estado”, destacou.

Cristiana Borges complementou dizendo que a SCGE vem estudando como as controladorias, no âmbito nacional, têm trabalhado na temática de gestão de riscos. “Estamos nesse processo de buscar conhecimento para que possamos melhorar as nossas estratégias. Por isso, é extremamente importante ouvir um pouco a experiência da CGDF”, frisou a diretora. Na ocasião, ela também falou sobre a estrutura da SCGE, bem como da atuação de sua diretoria.

REFERÊNCIA – O modelo da CGDF na área foi apresentado pelo coordenador de Auditoria de Integridade e Riscos, Robson Lopes da Gama Júnior. Em sua explanação, ele traçou toda a trajetória da Controladoria para colocar em prática as medidas de implantação e manutenção da gestão de riscos, passando pela estrutura organizacional. Algumas das etapas desse processo teve como base o ISO 31.000/2018, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que traz diretrizes específicas de gestão de riscos.

A política neste setor, que vem sendo consolidada pela CGDF desde 2016, já foi implementada com sucesso em 28 instituições do Poder Executivo do Distrito Federal. Em um trabalho de consultoria, a equipe da Controladoria tem repassado os conhecimentos na área, como forma de disseminar e massificar a técnica. De acordo com o coordenador, a melhoria contínua do modelo requer avaliações externas dos gestores dos órgãos de governo.

De forma bastante participativa, ainda estiveram presentes na reunião Tiago Fonseca, coordenador da CQG/DMAC; e os demais integrantes da equipe: Alexandre Carvalho, Johnson Rodrigues Queiroz, Lucas Milet, Pedro Hilário, Vanessa Duarte e Vera Barros. Pela CGDF, também se fizeram presentes, Luís Carvalho, diretor de Consultoria em Integridade e Riscos, e Karla Serra, assessora de Relações Institucionais.

lmprensa SCGE PE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário