quarta-feira, dezembro 30, 2020

Socioeducandos usam arte para humanizar espaços em Vitória de Santo Antão

 

Espaços do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Vitória de Santo Antão, na Mata Sul de Pernambuco, estão ganhando nova roupagem por meio do grafite e da tinta látex. O trabalho vem sendo desenvolvido, nas últimas semanas, por adolescentes atendidos no local e conta com a condução de agentes socioeducativos. Além de estimular o cuidado com alojamentos e outros ambientes, o objetivo da atividade é possibilitar, por meio da arte, a expressão de sentimentos e a transformação pessoal.

 

O processo de humanização de espaços foi proposto pela agente socioeducativa Jéssica Menezes, após uma ação anterior, também envolvendo pintura, da qual os adolescentes haviam participado. O agente socioeducativo Wemison Araújo também está envolvido no projeto. A iniciativa tem a contribuição de instituições parceiras, como o Centro Universitário Vitória de Santo Antão (Univisa), por meio do Projeto Integrar. A doação das tintas usadas na ação foi feita pela Veneza Material de Construção.

 

A coordenadora técnica do Case Vitória de Santo Antão, Karolinna Ferreira, explica que o caráter coletivo do projeto se deu até mesmo na escolha de cores e desenhos, feita em conjunto entre socioeducandos e agentes socioeducativos. “A pintura é uma das mais diversas formas de expressão da arte. Essa atividade tem sido uma excelente ferramenta pedagógica de inclusão social e transformação pessoal para nossos adolescentes e uma possibilidade de deixar os espaços mais humanizados e acolhedores”, diz.

 

PROJETO INTEGRAR – Buscando diminuir a reincidência em atos infracionais praticados por adolescentes em cumprimento de medida de internação na unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) em Vitória de Santo Antão, o Núcleo de Educação em Direitos Humanos (NEDHU) da Univisa passou a realizar atividades de extensão no local, envolvendo o diálogo e ações multidisciplinares. A parceria entre as instituições tem possibilitado atividades integradas e divididas em cinco eixos: atendimento psicossocial, atenção à família, cuidado com os profissionais, pesquisa e humanização da estrutura física.


lmprensa Funase

Nenhum comentário:

Postar um comentário