sábado, 18 de julho de 2020

Pessoa idosa: Junho supera os cinco meses deste ano em número denúncias

Em casa, na rua ou em uma Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI), a violência contra a população idosa pode ocorrer de diversos modos, que vão desde uma negligência, quando a pessoa não recebe os cuidados essenciais, a uma agressão verbal ou psicológica e, nos piores casos, a violência física. Por isso, a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), por meio do Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência Contra a Pessoa Idosa (CIAPPI), tem redobrado e ampliado a sensibilização contra as violações, principalmente, neste momento de pandemia, o que gerou o aumento nas denúncias recebidas pelo órgão, no mês de junho, em comparação com os cinco primeiros meses deste ano.

De acordo com o CIAPPI e a ouvidoria da SJDH, só em junho foram recebidas 89 denúncias. Comparado ao mês de maio, que teve 36 queixas, houve um aumento de 147,22%. Os números de violações, identificadas a partir das denúncias, foram de 192, sendo as principais: negligência, violência psicológica, física, financeira e ameaça. Já as cidades que mais apareceram nos dados, são: Recife, Paulista, Olinda e Jaboatão dos Guararapes. “Cuidar da pessoa idosa é dever de todos nós, poder público, sociedade e familiares. Precisamos estar atentos aos mínimos sinais de violação para que possamos denunciar e punir os agressores”, explica o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico. 

Para realizar a denúncia de violações contra pessoas idosas, a população pode entrar em contato pelo telefone (81) 3182-7649, das 9h às 13h (horário especial durante a pandemia) ou pelo e-mail ciappi2016@gmail.com.

Imprensa SEDH PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário