quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Eventos corporativos com até 100 pessoas estão liberados em todo o Estado a partir de segunda-feira



























O Governo de Pernambuco, após análise do Gabinete de Enfrentamento ao novo coronavírus, autorizou a realização de eventos corporativos com limite máximo de 100 pessoas ou com ocupação de até 30%, o que for menor, a partir da próxima segunda-feira (07). A medida vale para todo o Estado, uma vez que o setor foi incluído na Etapa 6 do Plano de Convivência das Atividades Econômicas com a Covid-19.

Os eventos contemplados nessa fase podem ser realizados por empresas públicas, privadas, organizações sociais ou entidades sem fins lucrativos. Além da limitação de público, outra regra é que os eventos não poderão ultrapassar as 22h. Todos os protocolos serão disponibilizados no site oficial www.pecontracoronavirus.pe.gov.br.

“Dividimos os eventos em corporativos, sociais e culturais. Os eventos sociais, aqueles que têm o objetivo de socialização e comemoração, como casamento, batizado, aniversário, festas, estamos prevendo para a Etapa 9, também com até 100 pessoas ou 30% da capacidade. Já para a Etapa 10, acrescentamos o aumento da capacidade de todos os três tipos de eventos para até 300 pessoas, ou 50% da capacidade do estabelecimento”, explicou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach.

Avanços – Na Macrorregião 2, a Geres V, no Agreste – que tem Garanhuns como cidade polo – e na Macrorregião 4, a Geres VIII, com sede em Petrolina, no Sertão, vão para a Etapa 7. Assim, os serviços de alimentação e shopping centers poderão ampliar seu horário de funcionamento para as 22h. Até o momento, os estabelecimentos estão funcionando das 10h às 20h (centros de compras) e das 6h às 20h (alimentação).

“Por lá, na 5ª Gerência Regional de Saúde, tivemos uma redução superior a 40% nos casos de SRAG (síndrome respiratória aguda grave), na comparação das semanas 35 e 33, e uma queda de mais de 30% nos óbitos por SRAG. Com isso, temos a segurança de avançar de etapa na 5ª geres, igualando a situação da 2ª Macrorregião”, afirmou o secretário de Saúde, André Longo.

Ainda na Macrorregião 4, a Geres IX, que tem como destaque os municípios de Araripina e Ouricuri, avança da Etapa 4 para a 6 nesta segunda. Com isso, serão autorizados os serviços de escritório com 50% da carga, de alimentação com 50% da capacidade, podendo funcionar das 6h até as 22h, além da reabertura de academias de ginástica, feiras, shopping centers e comércio varejista de rua com distanciamento social de 10 metros quadrados para cada cliente. Acontece ainda a volta de 100% do efetivo do comércio e aluguel de veículos, assim como serviços de vistoria. Nas demais Gerências Regionais de Saúde, não haverá avanço das regras de flexibilização na próxima semana.

“A Geres IX, que viveu um momento de isolamento social rígido e que não vinha avançando de etapas nas últimas semanas, apresentou, por conta destas ações mais restritivas, indicadores muito satisfatórios. Por lá, tivemos uma redução de 49,1% no número de casos de SRAG e de 57,9% nos óbitos no acumulado de 2 semanas”, complementou André Longo.

O Governo de Pernambuco volta a reforçar que o avanço do Plano de Convivência com a Covid-19, a fim de garantir a aplicação de novas regras de flexibilização de atividades econômicas, depende do controle dos dados epidemiológicos registrados pela Secretaria Estadual de Saúde.

Trabalhadores - Apesar do anúncio do Governo do Estado, para os que trabalham no setor, a situação ainda é bem complicada. "Eles não falaram sobre datas de eventos sociais, muito menos sobre os shows, que são o carro chefe de nossa categoria", afirma Diógenes André, empresário do setor e um dos organizadores da mobilização ocorrida no último dia 1º.

O sentimento geral é de frustração. Essa palavra define o sentimento dos profissionais de Eventos do Estado após passeata, com concentração, na Praça do Derby e caminhada até o palácio do Campo das Princesas, no bairro de Santo Antônio, para o encontro do comitê União dos Profissionais de Eventos de Pernambuco com o Governador. Paulo Câmara, no entanto, não recebeu o grupo que acabou se reunindo com o presidente da Empetur, Antônio Neves, o secretário Executivo de Articulação e Acompanhamento, Carlos Eduardo Cabral e à tarde, houve outra reunião com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach. Os encontros não resultaram em nenhum avanço nas negociações.

De acordo com a empresária, cerimonialista e presidente da Abeoc-PE, Tatiana Marques a recusa de Paulo Câmara em se reunir com o grupo foi recebido por todos com perplexidade por que o mesmo já ocupou a cadeira de Secretário de Turismo e tem consciência da capacidade de geração de emprego, renda, dignidade e desenvolvimento da indústria do Turismo no Estado. “A nossa passeata “ Todos por um e por cada um” foi linda, reuniu mais de 2 mil pessoas e teve como objetivo o direito de retorno ao trabalho para mantermos nossa dignidade. Nos juntamos de forma organizada e seguindo todos os protocolos de distanciamento e uso da máscara e de álcool gel ”, ressalta.

Outro detalhe que agravou a situação dos profissionais de eventos, que vale salientar, não está nada fácil, foi a inflexibilidade com relação ao horário de execução de eventos sociais aceitos. “ Com horários reduzidos fica difícil voltar ao trabalho além também, da não previsão de quando o Cecon terá condições de cumprir os protocolos sanitários e voltar a ser um Centro de Convenções”, salienta Tatiana Marques.

O comitê composto por Fabiana Santos, Ana Paula Góes, Renata Jardim, Sílvia Furtado, Diógenes André, Júlio Salgado e Tatiana Marques também ficou impressionado com a não capacidade de execução do Estado de seu papel de fiscalização frente a retomada dos eventos. “A Abeoc-PE , contando com o apoio da Abeoc Brasil , do Movimento Pró Pernambuco, do trade, só nós resta continuar nos fazendo ouvir e lutando para que possamos voltar ao trabalho e mantermos a nossa dignidade. #euvivodeeventos, #luzaosinvisiveis”, salienta.

Com informações da jornalista Meire Glauce e da Secretaria de Imprensa de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário