segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Trabalhadores do setor de Eventos fazem passeata no Recife

Concentrados na Praça do Derby, dezenas de trabalhadores do setor de entretenimento como artistas, cantores, dançarinos, DJs, técnicos de som, entre outros, tomaram as ruas do Recife em direção ao Palácio do Governo. Diógenes André, o Boy Som (foto) disse ao blog que "a passeata foi muito boa pela visibilidade, pra o povo saber que a gente existe e que precisa de ajuda, seja através de auxílio emergencial ou liberação de protocolo para trabalhar", afirma. 

No palácio do governo, foram recebidos pelo secretário Sileno Guedes, que afirmou que a Agência de Empreendedorismo do Estado pode ajudá-los com financiamento. Além disso, para a segunda quinzena de agosto, está previsto um novo protocolo para que eventos menores e corporativos voltem a acontecer. "Isso já vai ajudar boa parte da categoria, mas para os companheiros do segmento de shows, a situação vai ficar ainda mais complicada", afirma Boy Som.

Dados - Em Pernambuco, cerca de 20 mil pessoas trabalham no setor de artes, espetáculos e entretenimentos, sendo a maioria deles de forma autônoma. Com a quarentena imposta pela pandemia do novo coronavírus, o setor foi o primeiro a fechar as portas, o que dificultou muito para os trabalhadores. Nacionalmente o setor do entretenimento gera 10% do Produto Interno Bruto e de acordo com o IBGE, da população economicamente ativa em todo o País, cerca de 5% integra o segmento artes e espetáculos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário